A solução é treinamento?

1. A solução é treinamento?

Daniel Moreira dos Santos
danielms

(usa Ubuntu)

Enviado em 22/07/2011 - 17:28h

Como professor de Matemática e grande interessado em tecnologia educacional, posso dizer com propriedade que o computador não é um solucionador de problemas educacionais; e se não usado de forma adequada e bem planejada pode causar o efeito contrário ao esperado pelo docente. Porém, a tecnologia e a educação já se tornaram indissociáveis. Isto é muito bom, pois veio contribuir com nosso trabalho.

Não é necessário muito esforço para encontrar software livre voltado para o ambiente educacional (da educação básica ao ensino superior) presencial e/ou a distância. O assunto é tão sério que distribuições GNU/Linux inteiras tem sido dedicadas a este propósito. Cabe ao educador avaliar a qualidade destes programas e também contribuir com os desenvolvedores.

Apesar de existirem ótimos softwares proprietários voltados para a educação, defendo o uso do software livre por várias razões: Custo zero de instalação (em quase 100% dos casos) e toda aquela lista maravilhosa de liberdades que já conhecemos.

Não sou contra pagar por um software, mas acredito que esse dinheiro seria melhor investido na formação continuada de professores para o uso das tecnologias (livres) de informação e comunicação em sala de aula. Até proponho ao VOL a criação de alguns minicursos no póximo VOL Day para professores usarem ferramentas livres. Aqui na Universidade Federal do Espírito Santo participamos de um curso de extensão de 40 horas e foi bem sucedido.

Agora, também é fato que parte dos softwares livres disponíveis para o cenário educacional estão de alguma forma incompletos. A pergunta é: o que fica mais barato para o governo? Desenvolver software livre e adaptá-lo quando necessário ou comprar licenças de software propriétário? Lembrando que o professor carece de treinamento em ambos os casos.




  


2. Re: A solução é treinamento?

José Mário
miura 787

(usa Ubuntu)

Enviado em 22/07/2011 - 18:15h

Acredito que a qualidade do software não está "necessáriamente" associada ao fato dele ser livre, grátis ou não.

Não podemos demonizar um software só porque ele é "pago" (afinal nem todos os softwares conseguem sobreviver somente de suporte) e nem todo software livre é grátis.

Acredito que no mundo ideal deveríamos ter softwares de qualidade e treinamento, entretanto a qualidade do software também é um processo evolutivo decorrente da sua utilização por uma parte significativa de pessoas e da vontade de corrigir bugs, melhorar a usabilidade e etc...

As pessoas também tem o péssimo hábito de esperar que as soluções dos problemas venham sempre de fora pra dentro, sem se preocupar em ao menos tentar estudar o software e aprender a usá-lo lendo os tutoriais e manuais, procurando as comunidades na internet e etc...

No mundo real não temos todas as facilidades que queremos e nele se destacam as pessoas que por livre iniciativa tomam a frente da utilização e aprendizado das ferramentas, criando oportunidades para sí próprio e para os que o acompanham.

Acredito que se os professores se reunissem e tentassem aprender a usar as ferramentas, trocando experiências, indicando as ferramentas mais adequadas para seu uso e buscando transpor as dificuldades encontradas ao invés de esperar pelo governo (este que sabemos que não irá ajudar mesmo!) os resultados seriam surpreendentes!




3. Re: A solução é treinamento?

Carpegieri Torezani
gieri

(usa LMDE)

Enviado em 28/02/2012 - 08:17h

Gedimar escreveu:

Professor é bicho folgado! Posso falar isso, pois sou um, e do pior tipo: pedagogos.

Se não tem formação continuada, reclama porque não tem formação continuada.
Se tem formação continuada: reclama por ter de perder o fim de semana e o último capítulo da novela.
Reclama ainda mais dizendo que a formação (quando na área de tecnologia) é complicada de mais e irreal. Diz que a "realidade das escolas não é essa".
Se alguém se dispõe a ensinar: quer receita de bolo para apenas aplicar o que "aprendeu", sem precisar se esforçar muito.
Se não tem receita de bolo, reclama que o formador vive no mundo das nuvens e que não sabe da realidade dos alunos etc...

Enfim, acho que professores devem tomar vergonha na cara se não querem mais ver seus alunos saindo do ensino médio sem saber interpretar um texto direito, se não querem mais ganhar menos que muito vendedor de frutas em feira livre, se não quer mais ser visto como coitado por exercer sua profissão.

O dia que eu ver professores reclamando menos e se dedicando mais, eu paro de duvidar dessa classe de coitados.

Horas, se é difícil formar um aluno capaz de interpretar um texto, como esperam prepara nossos alunos para a emancipação através das novas tecnologias?


Você falou tudo, eu sou formado em Informática, mas tenho habilitação para dar aulas de matemáticas, trabalho em escolas e o que eu vejo os professores mais fazerem é reclamarem, sendo que a maioria quando necessita de um certificado em vez de estudar vai e compra um nessas empresas de fachadas, sou a favor do software livre no entanto tem que have um treinamento intensivo não só no uso das TICs na também na mentalidade dos profissionais de educação.






Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts