Dúvidas sobre partições no linux??? [RESOLVIDO]

1. Dúvidas sobre partições no linux??? [RESOLVIDO]

Jhonny Roger
Jhonny Roger

(usa Debian)

Enviado em 27/09/2008 - 10:14h

Ao instalar meu ubuntu me surgiu uma dúvida, faço um dual boot windows/ubuntu(divido o pc) meu HD é de 160GB onde eu destinei 80 GB para o xp fiz assim 50 GB para o sistema e 30 GB para arquivos ai eu fui na BIOS fiz todo o procedimento pra deixar o boot pelo drive de cd room e pronto, foi tudo normal mas quando chegou na parte em que eu tenho que informar o tamanho das partições travou tudo pra mim não é como no windows que eu uso um macete de pegar 50 e multiplicar por 1024 ai me dá o tamnaho da partição C: e a D: vem no automático o tamanho dela depois de todo o xp instalado vou com o botão direito e escolho formatar D: e pronto.
Voltando pro ubuntu na parte que tenho que escolher o tamanho da partição eu só optei por instalar no maior espaço disponível contínuo no disco pois não sabia definir os valores de cada partição tem até uma barra que chamam de particionador mais não entendi muito bem aquilo eu sei que meu ubuntu está em 2 partições uma chamada ext3 e outra swap mas os valores maiores estão na ext3.
Minha dúvida como posso saber o valor exato das partiçoes?


como posso redimencionar, digo aumentar a que está menor deixado meio a meio digo 40 GB para cada lado espero ter sido claro.

Ah! sou novo no linux por favor tenham paciência ao explicar prefiro ser um eterno aprendiz do que pensar que aprendi e não saber nada.

Agradeço a todos que colaborarem!!!


  


2. MELHOR RESPOSTA

Sergio Teixeira - Linux User # 499126
Teixeira

(usa Linux Mint)

Enviado em 30/09/2008 - 17:24h

coiotemovel, vamos ver se dá para explicar melhor:

A tal barra de que fala o colega albfneto é o sinal "/", nosso velho conhecido
(no teclado dele falta essa tecla, e eu mesmo já peguei outro teclado onde o "?" simplesmente não existia).

Mas vamos ao que interessa:

No Windows você está acostumado com a contrabarra "\" para indicar os diretórios.
Na internet (por causa do Unix) o sinal usado para isso é a barra comum "/".
No Linux também, claro.

No windows é comum as pessoas dizerem que vão formatar O DRIVE C: e têm isso como sinônimo de "formatar o HD".
Isso é um erro. Não se formata o HD, mas o VOLUME C: quando este ocupa toda a extensão do HD, como até então era comum, pois o Windows é "ciumento" e gosta de ficar com o espaço todo só para ele...

Ainda falando de windows, podemos fazer várias partiçòes que assumirão sequencialmente as letras C:, D;, E:, F: e assim por diante, e que segundo a nomenclatura própria do windows, serão os VOLUMES C:, D;, E:, F:, etc.

Havendo por exemplo um drive de CD-ROM o Windows fará com que ele tenha a letra seguinte(normalmente seria D: ou E:, mas neste exemplo seria G:).

No Linux CD-ROM é outra categoria. Portanto, ele geralmente será hdb ou hdc (dependendo do canal IDE onde ele estiver ligado: hdb seria a posição "slave" da primeira IDE, enquanto hdc seria a posição "master" da segunda IDE).
Enquanto isso, os HDs IDE serão divididos em partições conhecidas como hda1, hda2, hda3, etc.
E se os discos forem SCSI ou SATA, serão sda1, sda2,
sdb1, sdb2, etc.
Devido a essas diferenças, Linux permite que nós coloquemos aquilo que desejarmos nas partições que criarmos. Por exemplo, podemos usar hda1 para swap, hda2 para o sistema (essa partição onde fica o sistema tem de ser marcada como "bootável"), hda3 para nossos arquivos pessoais, etc.
Ou ainda em qualquer outra ordem (O sistema aceita, mas temos de ter cuidado com o nosso sentimento de organização).

Existem duas swaps no Windows, embora somente uma delas tenha esse nome. Uma delas fica em uma área reservada do HD e onde o usuário não consegue ler ou gravar nada, pois ela somente é acessível pelo sistema.
No Windows 98 era possivel ver, através do Defrag, uma área imeeeeeeeeensa marcada por retângulos que contém um pontinho dentro.
A outra "swap" é na verdade um ramdisk, que é um "disco em memória", ou seja, uma simulação.

O que se chama de "volume" no windows, no Linux se chama simplesmente de "partição". Ou seja, é o que realmente é.

O diretório "raiz" (em inglês: "root") do windows (C:\) no Linux é "/".

A árvore de diretórios no Linux é um pouco mais dinâmica, permitindo um controle mais personalizado e possivelmente mais eficaz de seu conteúdo.

No Windows, a pasta "Meus documentos" estará SEMPRE em C:\windows\desktop\Meus documentos e não será achada de forma alguma se não seguir esse path (caminho).

No Linux podemos colocar nossos documentos e arquivos pessoais onde bem entendermos, sendo que a maioria dos usuários prefere colocá-los em /home.

Alguns colocam /home em uma outra partição diferente daquela que contém o sistema operacional em si.
Isso é bastante útil quando houver real necessidade de mexermos de alguma forma na partição do sistema, pois não precisaremos (como no windows) sobregravar todos os dados do HD ("formatar o HD").

Há uma pequena diferença entre Windows e Linux, e que é fundamental: No Linux existe a necessidade de MONTAR nossas partições e nossos dispositivos para que eles funcionem. Isso é um conceito totalmente novo para os iniciantes do Linux (e assunto para outras dorianas...)

A swap do Linux é única, embora Linux possa trabalhar concomitantemente com um ramdisk, ou rodar dentro de um loop (isso é conversa para mais outras dorianas...)
Porém essa "área de troca" deve ter um tamanho limitado, pois como seu próprio nome indica, serve especificamente para trocar dados entre a memória RAM (os bancos de memória instalados no micro) e a memória auxiliar, que é uma parte do HD (bem mais lenta).
Há algum tempo atrás, determinava-se esse tamanho como sendo o dobro da memória do micro, e pronto. Estava tudo resolvido.
Hoje em dia, porém, tem micros com 2GB ou 4GB e onde seria totalmente desnecessário termos uma swap de 8GB. Geralmente 512MB são suficientes para isso.
Pessoalmente considero como ideal, o dobro do que uma distro necessita para poder rodar a contento, e isso está em volta de 200MB (cujo dobro seria 400MB). Por essa razão 512MB estaria de bom tamanho.

Note-se que no Linux não há (nem deve haver) uma degradação notável quando se usa a swap de uma forma mediana. Isso porque Linux é um sistema operacional multitarefa MESMO.
(O USO MUITO INTENSIVO DA SWAP É UMA ANOMALIA, GERALMENTE PROVOCADA POR ERRO NAS CONFIGURAÇÕES).

No mais, vale aquilo que já foi dito pelos colegas.

Instale sempre o windows PRIMEIRO.
Ele vai tomar conta do MBR ("master boot record" ou registro-mestre de boot).
Se for instalar o Linux com um windows já instalado há algum tempo, lembre-se de desfragmentá-lo (windows cria um monte de fragmentos, especialmente no final do disco).

Uma vez no Linux, experimente (em modo console) dar o comando "d"
(claro, sem as aspas) e dê uma olhada na árvore de diretórios do Linux.

Espero que, com toda essa verbose, eu tenha conseguido ajudar, e não colocar mais dúvidas em sua cabeça.
Eu também sou "mais-ou-menos-novato" no Linux e ainda tenho minhas próprias dúvidas.

Boa sorte!



3. Re: Dúvidas sobre partições no linux??? [RESOLVIDO]

Perfil removido
removido

(usa Nenhuma)

Enviado em 27/09/2008 - 11:20h

Caso já tenha o Windows presente no Micro, o Particionamento pode ser preparado antes da instalação do Linux., ou pode ser feito durante a instalação através do gerenciador de partição disponibilizado pela própria distro. Após o linux esta instalado pode ser usado o Gparted para se trabalhar com as partições ou caso o sistema esteja configurado em modo dual boot pode-se também trabalhar com as partições no Windows. São disponibilizados em sites de downloads aplicativos destinados a esse objetivo que reconhecem vários sistemas de arquivos. Mas antes, é recomendável desfragmentar a partição em que se encontra o sistema da Micro$oft.


4. Re: Dúvidas sobre partições no linux??? [RESOLVIDO]

Sergio Teixeira - Linux User # 499126
Teixeira

(usa Linux Mint)

Enviado em 27/09/2008 - 12:05h

Faço minhas as palavras do colega Wolf09.
Apenas não entendi uma coisa:
Você está querendo tornar a partição swap do mesmo tamanho da outra onde está o sistema operacional (Linux)?
Se for essa a sua intenção, não o faça.
A partição swap é proporcional ao tamanho da memória RAM e a maioria das pessoas recomenda que ela seja apenas o dobro dessa memória RAM.
Eu mesmo diria que não são necessários mais que 512MB de swap, mas não custa nada prevenir-se e fazer algo maior que o estritamente necessário (por via das dúvidas).
Assim, se você tivesse hipoteticamente 2GB de memória, então sua swap seria de 4GB (É um tremendo desperdício, porém muito menor que 20 ou 25GB).



5. Dúvidas sobre partições no linux?

Jhonny Roger
Jhonny Roger

(usa Debian)

Enviado em 29/09/2008 - 20:10h

Minha dúvida é a seguinte: no windows temos o c: e o D:


No linux como seria isto? quanto ao swap eu tenho 1GB de RAM vou mostrar algo que consegui em outro fórum.

[email protected]:~$ sudo fdisk -l

Disco /dev/sda: 160.0 GB, 160041885696 bytes
255 heads, 63 sectors/track, 19457 cylinders
Units = cilindros of 16065 * 512 = 8225280 bytes
Disk identifier: 0xf119f119

Dispositivo Boot Início Fim Blocos Id Sistema
/dev/sda1 * 1 6527 52428096 7 HPFS ou NTFS
/dev/sda2 6528 10816 34451392+ f Win95 (LBA) Partição Extendida
/dev/sda3 10817 19457 69408832+ 83 Linux
/dev/sda5 6528 10443 31455238+ 7 HPFS ou NTFS
/dev/sda6 10444 10816 2996091 82 Linux swap / Solaris
[email protected]:~$

onde vejo o tamanho do meu linux e o tamanho da swap?

Ah! eu faço dual boot queria saber o que pode ser comparado ao c: e ao d: do windows espero ter sido bem claro.


6. [email protected]:~$ sudo fdisk -l Disco /dev/sda: 160.0 GB, 160041885696 bytes 255 heads, 63 sector

Jhonny Roger
Jhonny Roger

(usa Debian)

Enviado em 29/09/2008 - 20:21h

Outra dúvida é a seguinte:
No windows usamos 2 patições C e D mas no ubuntu com faria isso se for preciso é claro ouvi falar em swap, ext3 mas como sou novo não entendi nada se der pra explicar de uma forma bem simplificada me ajudaria muito, vlw aguardo uma ajuda!!!


7. Re: Dúvidas sobre partições no linux??? [RESOLVIDO]

Alberto Federman Neto.
albfneto

(usa Sabayon)

Enviado em 29/09/2008 - 20:33h

é simples... Instale o Windows... aí vc dimensiona 50 para win e 30 para arquivos... pronto 80....
agora da boot com CD do ubuntu...
no particionador.... escolha ext3, e faz uma partição de 30, chame-a OBRIGATORIAMNENTE de barra ( sinal barra) essa será a partição raiz, boot etc... do linux. Precisa chamr de BARRA(este note não tem sinal de barra),
senão não funciona..
após o barra ext3, crie uma PEQUENA SWAP de 1 giga no máximo....,e a seguir, uma outra partição, de 49... chame-a obrigatoriamente de barra home, aí vão ficar seus arquivos...
esse é o jeito mais fácil...
Pra vc entender vamos fazer uma comparação...
No win, o sistema ta no C, o seus arquivoa tão no D...
No linux, o Linux tá no Barra (ext3), depois vem um swap pequeno de no maximo 1 giga, edepois, o BARRA HOME é onde vão ficar seus arquivos (tambem pode ser ext3).
Acho que entendeu.
Duas coisas, nunca coloque o Linux no micro, antes do win, sempre o Windows antes, depois instala o ubuntu.
Outra coisa, nunca faça um sawp grandão, não conseguirá gravar nada nela, o linux a considera de sistema e não lógica e nem extended. O swap, corresponde ao RAM disk do win...
mais uma coisa. ao formatar o disco com o ubuntu, cuidado, não mexa nas partições NTFS, senão vai danificar o win.
Vai com cuidado e presta bastante atenção...


8. Re: Dúvidas sobre partições no linux??? [RESOLVIDO]

Alberto Federman Neto.
albfneto

(usa Sabayon)

Enviado em 30/09/2008 - 18:40h

Teixeira, legal a aula!
Realmente, Linux quase não usa a Swap, a minha tá sempre zerada!rrs
Depois o Octaivermatt (O cara daquele vídeo!) diz que gerencimento de memória de Linux, e que é Ruim!
Por curiosidade, rodei o monitor de sistema do Gnome. No meu athlon, (que tem Vista também) o Sabayon, que é uma Distro grande, tá usando 16 % da CPU, já o Vista.... 80 %!


9. Re: Dúvidas sobre partições no linux??? [RESOLVIDO]

Sergio Teixeira - Linux User # 499126
Teixeira

(usa Linux Mint)

Enviado em 01/10/2008 - 09:57h

Pois é, albfneto.
O windows trabalha especialmente em cima do HD que é um periférico relativamente lento. E como ele fragmenta muito os arquivos (muitos desses fragmentos vão para as últimas trilhas), o movimento das cabeças é intenso e largo.
Windows realmente "pensa" que o HD foi feito exclusivamente para ele...
Isso não é propriamente um "defeito", mas uma "característica". O Linux também tem suas características...

( Meu comentário anterior estava depois do seu, mas foi parar lá em cima ).



10. Minha opinião!!

Fabio C Bastos
facb69

(usa Ubuntu)

Enviado em 07/10/2008 - 12:25h

Galera

Iniciei meu conhecimento em Linux dando suporte a servidores mas com pouca liberdade de ação para aprender. Hoje uso em casa para tudo, quase não uso mais o windows prá nada, e estou me preparando para tirar meu LPIC 1.

Devo dizer sobre a dúvida do amigo coiotemovel que passei pelo mesmo aperto e a solução foi simples: manter o windows nas primeiras trilhas do hd e na mbr e depois instalar o ubuntu no restante. Para se ter uma idéia de como o windows "gosta" de todo o espaço do hd (sua própria sistemática de programação exige todo o espaço possível para manipular os clusters e exigir modificações/atualizações temporais), não consegui diminuir uma partição com winxp para menos que 9gb e lá só tem 6gb instalado (nenhum arquivo, só programas).

Devo discordar de quem disse que a partição swap não é importante. Ela tem a finalidade de aliviar sua memória RAM e, não, agilizar processamento. É uma área de troca (swap, em inglês, quer dizer, troca, permuta), uma válvula de escape.

Quanto um processo precisar de RAM para rodar e houver menos capacidade restante do que o processo vai exigir, o processo menos exigente vai para o swap (swapping in). Vai rodar mais lentamente mas se manterá ativo enquanto o processo que entrou por último poderá usar a RAM (sempre mais rápida que o HD) com melhor desempenho. Assim que houver espaço novamente, o processo sai do swap (swapping out) e volta para a RAM.

Quer fazer um teste? Instale um Ubuntu 7.10 e defina uma partição swap igual à da sua RAM. Após a instalação total, você terá em torno de 2.1 GB de espaço ocupado. Faça um apt-get update para baixar atualizações dos repositórios e, em seguida, um apt-get upgrade para atualizar seu sistema; são mais de 300mb compactados. Enquanto estiver correndo o upgrade, tente navegar! Se você não tiver um HD de 7200rpm e uma memória de 1GB você vai encontrar dificuldades.

A partição swap é necessária para ajudar mas não é obrigatória se você tiver um HD e memória rápidos e se você não for usar grandes aplicações concorrentes. Para uso caseiro, mesmo que use para estudos rodando squid, samba, cups, etc, em rede local (mesmo wireless), um swap de 1024mb é adequado, suficiente e necessário.






Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts