Comando dd

13. Duvida

Tiago Galvan
[email protected]

(usa Ubuntu)

Enviado em 17/12/2011 - 13:47h

ô pessoal eu sei criar a imagem binaria com o DD! o problema é conseguir os arquivos dela, como que faço para desfazer a imagem e passar os arquivos para o outro disco rígido?


  


14. Re: Comando dd

Daniel Oliveira da Paixão
danielpaixao

(usa Ubuntu)

Enviado em 17/12/2011 - 14:15h

michel5670 escreveu:

Sim colega mas o comando dd e muito demorado e cria uma imagem fiel do hd, ou seja,uma imagem bit a bit tornando-a muito grande mesmo compactado, tem diversas outras ferramentas que fazem imagem do hd compactadas, um otimo exemplo e o partimage que cria e restaura uma imagem com rapidez, aqui no vivaolinux tem vários tutoriais que ensinam a ultilizá-lo


Eu vou aproveitar a carona do colega e perguntar ao michel5670 - É tão demorado assim? Quanto tempo levaria para copiar um HD de 500 gb, por exemmplo? E no caso desse partimage, ele é para linux? É gratuito?

Outra coisa: alguns sistemas fazem uma cópia oculta e o usuário aperta o f4 para restaurar o linux como veio na primeira instalação, como é o caso dos netbooks com o xandros. Sabe se podemos fazer isso também com as nossas instalações?


15. Re: Comando dd

Tiago Galvan
[email protected]

(usa Ubuntu)

Enviado em 17/12/2011 - 19:10h

Eu estou fazendo a recuperação do meu HD de 300GB, com um live-cd, ele demorou nada mais, nada menos que 17h30, para criar a imagem binária, é que no meu caso compensa. O ideal é que você tenha um pc somente para a recuperação, além do disco que no seu caso é de 500 GB, é mais rápido e prático. Existe outras maneiras de recuperar um disco rígido, como o photorec, e outras que é para "aquele outro sistema" - o windows, como o programa easy recovery que não é free, este até agora é o melhor que já conheci, pois tenta recuperar os arquivos com seus devidos nomes e diretórios, diferente do photorec - que recupera somente os arquivos sem os seus nomes e não recupera diretórios, a sua vantagem é que ele é livre ,rápido e para linux. Como eu ainda não terminei de recuperar um HD com o DD, não vou saber dizer se ele é inferior ou não ao easy recovery nestes termos, mas estou torcendo que sim, que seje igual ou superior quanto ao recuperar os nomes dos arquivos e diretórios.


16. Re: Comando dd

Daniel Oliveira da Paixão
danielpaixao

(usa Ubuntu)

Enviado em 17/12/2011 - 20:52h

[email protected] escreveu:

Eu estou fazendo a recuperação do meu HD de 300GB, com um live-cd, ele demorou nada mais, nada menos que 17h30, para criar a imagem binária, é que no meu caso compensa. O ideal é que você tenha um pc somente para a recuperação, além do disco que no seu caso é de 500 GB, é mais rápido e prático. Existe outras maneiras de recuperar um disco rígido, como o photorec, e outras que é para "aquele outro sistema" - o windows, como o programa easy recovery que não é free, este até agora é o melhor que já conheci, pois tenta recuperar os arquivos com seus devidos nomes e diretórios, diferente do photorec - que recupera somente os arquivos sem os seus nomes e não recupera diretórios, a sua vantagem é que ele é livre ,rápido e para linux. Como eu ainda não terminei de recuperar um HD com o DD, não vou saber dizer se ele é inferior ou não ao easy recovery nestes termos, mas estou torcendo que sim, que seje igual ou superior quanto ao recuperar os nomes dos arquivos e diretórios.


Bom, de backup você mudou o tom para recuperação de arquivos, o que me dá a entender que podemos formatar o hd sem problemas e depois recuperar os arquivos. Mas não funciona muito bem na prática, pelo menos por enquanto, já que um arquivo pode sobrescrever outro e não há o recurso de superposição infinita de dados. Quando os cientistas da computação conseguirem isso, aí sim, adeus preocupação com os dados, embora continue sendo necessários os backups em função de danos que podem ocorrer que impeçam qualquer tentativa de recuperação, como incêndio,esmagamento da mídia, etc.
Ficaram curioso sobre SOBREPOSIÇÃO INFINITA? Ainda não existe, mas creio que no futuro - talvez nenhum de nós ainda esteja vivo para testemunhar, poderá haver um algorítimo capaz de sobrepor dados sobre dados. Como se fosse uma película sobre outra e ao tirar a última, usa-se a penultima, e assim sucessivamente. Coisa de louco não é? É que estou exausto de tanto mexer no meu hd de ontem para hoje que passei a delirar....rs.... mas em ciência o que hoje é fruto da imaginação doentia de algum maluco pode se tornar realidade amanhã. Seria internado num hospício qualquer visionário que há 3 mil anos atrás dissesse que os seres humanos voariam em naves que voariam como pássaros (avião), que a voz humana iria trafegar em altissima velocidade e alcançar os continentes; que um evento na China seria visto segundos depois do outro lado do mundo; que haveria um equipamento capaz de ser usado para escrever texto, ouvir música, ver vídeos, etc.



17. Re: Comando dd

Tiago Galvan
[email protected]

(usa Ubuntu)

Enviado em 17/12/2011 - 23:09h

a taxa de trafico de informações ficou em 7mb/s, acredito que no caso do backup seja semelhante. no caso da sobre-posição infinita, acredito que quando isso for conquistado simultaneamente surgira hd de capacidade infinita. Mas você parou para pensar que a "pelicula" serviria como uma maneira de armazenamento, dai surgiria um jeito de apaga-la e conseguentemente recupera-la, e que não seria infinita, logo voltariamos ao ponto zero.


18. Re: Comando dd

Ricardo Biasan Neto (Vulgo Seu Menino)
loirojones

(usa Debian)

Enviado em 12/01/2012 - 12:34h

murky escreveu:

Quanto ao dd posso falar muito bem e não é tão demorada assim basta saber configura-lo.

bom vamos a exemplos praticos.

clonando hds 80GB com pc 256Mb de memoria RAM p/ img:
dd if=/dev/hdX of=/home/fulano/clone10_10_2007.img bs=<X>MB count=<Y> <==== o MB e maiusculo.

onde: X pode ser 100 ou seja blocos de 100MB e não 4k que eh o padrão.
onde: Y= 80GB/100MB ---- onde 1MB= 1024Bytes.

Não é necessário clonar todo hd. Por exemplo:
hda1=swap=512Mb
hda2=etx3=79Gb 10% ocupado +/- 8Gb

então : dd if=/dev/hda of=/home/fulano/imagem.img bs=100MB count=80

serão clonados cerca de +/- 8Gb e funcionara corretamente.. se for EXT2/EXT3

o bs significa block size
e o count é quantas vezes ele conta o bs.

simples e facil so uso o dd p/ clonagem..

o cp tambem faz clonagem e é muito fácil tbm...
mas isso é uma outra história.. =D







Cara tenta o clonezilla... ele é um iso e vc pode fazer uma cópia do seu HD com ele... o "dd" ele faz uma cópia fiel porém é mais demorado...



01 02



Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts