O GNU/Linux pode ser empregado para substituir outras plataforma de ambientes operacionais? [RESOLVI

1. O GNU/Linux pode ser empregado para substituir outras plataforma de ambientes operacionais? [RESOLVI

Perfil removido
removido

(usa Nenhuma)

Enviado em 26/03/2013 - 11:15h

O GNU/Linux pode ser empregado para substituir outras plataforma de
ambientes operacionais?



  


2. MELHOR RESPOSTA

Sergio Teixeira - Linux User # 499126
Teixeira

(usa Linux Mint)

Enviado em 26/03/2013 - 11:53h

Minha opinião:

Sendo o GNU/Linux baseado em Unix, certamente é muito superior ao Windows, que é um ambiente cheio de emulações e artifícios de software.
Que funcionam muito bem, funcionam sim, mas através de artifícios.

A questão porém é o "substituir": Aí depende de uma série de fatores.

Para quem procura jogos e diversão multimídia, o Windows é largamente preferível por ter muito mais aplicativos desenvolvidos nessa área.
Mas para aplicações profissionais críticas, onde a segurança e a leveza forem fundamentais o GNU/Linux está bem à frente.

No entanto, para substituir toda uma plataforma que já esteja devidamente implementada por outra, aí é um tanto complicado, pois há enormes problemas de incompatibilidade, alguns que podem ser contornados e outros que não.
Algo muito penoso para se contornar é o costume e a "tradição" dos usuários. Se estão acostumados com o sistema "A", em geral terão muita má vontade de se adaptar ao sistema "B".
Vai depender do conhecimento prévio do que se pode fazer e o que não se pode fazer entre tais ambientes.
Algo infalivelmente terá de ser adaptado, e teremos de abrir mão de alguma coisa daqui ou dali em benefício de outra solução.

Alguns aplicativos do ambiente Windows rodarão no GNU/Linux, mas a recíproca não é verdadeira. E, infelizmente, nem tudo rodará.
Mas é perfeitamente possível conviver com os dois mundos, desde que observadas certas regras. Por isso é necessário o tal conhecimento prévio.

Para começar do zero, eu recomendo o Linux de todo o coração.
Sendo necessário usar também o Windows, eu centralizaria a parte de controle, segurança, etc. no Linux e instruiria os usuários a utilizar adequadamente os recursos do Windows para que não se perca a compatibilidade.

Basear em Windows e apenas aproveitar o Linux geralmente não dá tão certo.

3. Re: O GNU/Linux pode ser empregado para substituir outras plataforma de ambientes operacionais? [RESOLVI

Wellington Felix
wellingtonfelix

(usa Outra)

Enviado em 26/03/2013 - 11:28h

maarinhobarros escreveu:

O GNU/Linux pode ser empregado para substituir outras plataforma de
ambientes operacionais?


Só pra eu entender:

Você está postando todas as suas perguntas do exercício aqui, copiando as respostas e colando no exercício, é isso?

http://www.vivaolinux.com.br/comunidades/userview.php?login=maarinhobarros



4. Re: O GNU/Linux pode ser empregado para substituir outras plataforma de ambientes operacionais? [RESOLVI

Daniel Lara Souza
danniel-lara

(usa Fedora)

Enviado em 26/03/2013 - 11:28h

maarinhobarros escreveu:

O GNU/Linux pode ser empregado para substituir outras plataforma de
ambientes operacionais?


sim pode sim o Linux é muito usando em Servidores


5. Re: O GNU/Linux pode ser empregado para substituir outras plataforma de ambientes operacionais? [RESOLVI

Perfil removido
removido

(usa Nenhuma)

Enviado em 26/03/2013 - 14:26h

Teixeira escreveu:

Minha opinião:

Sendo o GNU/Linux baseado em Unix, certamente é muito superior ao Windows, que é um ambiente cheio de emulações e artifícios de software.
Que funcionam muito bem, funcionam sim, mas através de artifícios.

A questão porém é o "substituir": Aí depende de uma série de fatores.

Para quem procura jogos e diversão multimídia, o Windows é largamente preferível por ter muito mais aplicativos desenvolvidos nessa área.
Mas para aplicações profissionais críticas, onde a segurança e a leveza forem fundamentais o GNU/Linux está bem à frente.

No entanto, para substituir toda uma plataforma que já esteja devidamente implementada por outra, aí é um tanto complicado, pois há enormes problemas de incompatibilidade, alguns que podem ser contornados e outros que não.
Algo muito penoso para se contornar é o costume e a "tradição" dos usuários. Se estão acostumados com o sistema "A", em geral terão muita má vontade de se adaptar ao sistema "B".
Vai depender do conhecimento prévio do que se pode fazer e o que não se pode fazer entre tais ambientes.
Algo infalivelmente terá de ser adaptado, e teremos de abrir mão de alguma coisa daqui ou dali em benefício de outra solução.

Alguns aplicativos do ambiente Windows rodarão no GNU/Linux, mas a recíproca não é verdadeira. E, infelizmente, nem tudo rodará.
Mas é perfeitamente possível conviver com os dois mundos, desde que observadas certas regras. Por isso é necessário o tal conhecimento prévio.

Para começar do zero, eu recomendo o Linux de todo o coração.
Sendo necessário usar também o Windows, eu centralizaria a parte de controle, segurança, etc. no Linux e instruiria os usuários a utilizar adequadamente os recursos do Windows para que não se perca a compatibilidade.

Basear em Windows e apenas aproveitar o Linux geralmente não dá tão certo.

Valeu cara ajudou bastante




6. Re: O GNU/Linux pode ser empregado para substituir outras plataforma de ambientes operacionais? [RESOLVI

Perfil removido
removido

(usa Nenhuma)

Enviado em 26/03/2013 - 14:53h

Binário de Linux é de um formato de arquivo chamado ELF/ELF64. O de Windows até um tempo chamava PE/COFF.

Ambos são imcompatíveis. Até aí programas prá um sistema não rodam no outro.

Mas se você tiver o código fonte e este for usado prá criar programas para ambos os sistemas, aí tudo é possível.

Isso inclui aquelas coisas chamadas AutoCAD, Corel, Photoshop, (até mesmo) M$ Office :x ...






Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts