Aprendendo inteligência [RESOLVIDO]

1. Aprendendo inteligência [RESOLVIDO]

João Santos Vieira Junior
runlevel

(usa Fedora)

Enviado em 08/05/2021 - 18:07h

O Clodoaldo no tópico anterior do beco sem saída na ciência,disse que um Gênio nasce Gênio,eu discordo,porque um Professor experiente,criador do livro "Aprendendo inteligência" que é Professor desde os 18 anos e hoje tem mais de 60 anos,disse que nascemos uma folha em branco e depois vamos desenvolvendo com o tempo,ou seja cada pessoa sobe a escada da inteligência,diz o Professor,Ele foi muito criticado pelo titulo do livro.

O mesmo Professor disse que um dos erros do sistema educacional do Brasil,é que o Professor não tem autoridade,assim o aluno pode fazer o que quiser na aula,tais como:Conversar na aula,jogar papel no Professor,desrespeitar o Professor e etc.(Claro que ele não disse com essas palavras,mas deu para entender o que ele disse).

O que vocês acham do que o Professor experiente disse?


  


2. MELHOR RESPOSTA

Cézar Augusto
cizordj

(usa Debian)

Enviado em 09/05/2021 - 10:10h


Rand0m escreveu:

Inteligência é diferente de conhecimento. O primeiro diz respeito ao QI, Quociente de Inteligência, e este mede a inteligência lógica de uma pessoa. QI acima de 140 é considerado genialidade e, como todos devem saber, quanto maior o QI de uma pessoa, mais rápido ela aprende algo.
Conhecimento é aquilo que a pessoa aprende durante a vida, por experiência, lendo livros, assistindo algo, etc. Uma pessoa com um vasto conhecimento não é necessariamente uma pessoa inteligente, ela é culta. Pode ter um conhecimento enorme sobre filosofia, história, sociologia, ou até mesmo matérias 'de exatas', como matemática, física e química, mas isso não significa que ela tenha um QI alto. Em geral (e isso é minha opinião), pessoas 'cultas' costumam ter muito conhecimento em matérias 'de humanas' e linguagens, já que isso é essencialmente 'decoreba', enquanto que pessoas com QI alto tendem a conhecer mais sobre matérias em que você realmente precisa pensar, como informática, matemática e afins. (obs: eu vou considerar filosofia como decoreba porque acho que a maioria dos formados em filosofias por aí só decoram tudo mesmo, mas não pensam, filosofam, por conta própria).
Muitas pessoas 'cultas' são na verdade idiotas, mas é difícil você descobrir isso justamente por causa de todo o conhecimento que elas tem sobre determinados assuntos.
"Antigamente eu achava a Sally muito inteligente, mas só de burro que eu sou. Só porque ela entendia de teatro, e peças e literatura e todo esse negócio. Quando as pessoas sabem um bocado sobre essas coisas, a gente leva um tempão para descobrir se são burras ou não." (O Apanhador no Campo de Centeio)
Entrando num campo mais político, um bom exemplo de pessoa culta (que na verdade é um [*****] charmoso) são professores de história e sociologia. Eles tem um conhecimento enorme no campo deles, e é certo que você perderá numa discussão se não estiver preparado, pois eles usam bastante falácias. Mas quando você para pra pensar, eles são só uns papagaios que repetem aquilo que a mídia e a escola e a faculdade dizem.
De forma geral, QI alto é pensamento rápido, e é aquilo que define um gênio, e conhecimento é o que você aprendeu. Você pode aumentar seu conhecimento, mas não pode aumentar o QI.

Descordo só da última frase, o QI pode ser aumentado com o exercício da mente, o meu QI por exemplo aumentou em 20 pontos da adolescência pra fase adulta tudo porque eu comecei a estudar programação. É sério mesmo que não pode aumentar o QI? (tô curioso mesmo)


3. Re: Aprendendo inteligência [RESOLVIDO]

Clodoaldo Santos
clodoaldops

(usa Linux Mint)

Enviado em 08/05/2021 - 18:33h

-nasci em 1967... cresci durante o regime militar... estudei em escola publica... professor era autoridade
-quem tirou autoridade do professor? alunos? pais? estado? o professor que preferiu não "peitar" o aluno?
-estou perguntando pq não sei
-mas como pai posso dizer que educar não é uma tarefa fácil
-nem tudo segue o roteiro dos livros, dos psicólogos, dos pedagogos, dos educadores
-como diria o Romário: jogo é jogo, treino é treino!





4. Re: Aprendendo inteligência [RESOLVIDO]

João Santos Vieira Junior
runlevel

(usa Fedora)

Enviado em 08/05/2021 - 18:36h


clodoaldops escreveu:

-nasci em 1967... cresci durante o regime militar... estudei em escola publica... professor era autoridade
-quem tirou autoridade do professor? alunos? pais? estado? o professor que preferiu não "peitar" o aluno?
-estou perguntando pq não sei
-mas como pai posso dizer que educar não é uma tarefa fácil
-nem tudo segue o roteiro dos livros, dos psicólogos, dos pedagogos, dos educadores
-como diria o Romário: jogo é jogo, treino é treino!



Entendo sua visão,mas hoje o Professor não peita o Aluno,porque pode ser processado,acho que é isso ou estou errado?




5. Re: Aprendendo inteligência [RESOLVIDO]

Marcelo Oliver
msoliver

(usa Debian)

Enviado em 08/05/2021 - 20:06h

Sou de 1964.
Na época, o professor tinha autoridade e os pais apoiavam,
Ficava de castigo, ou "tomava umas reguadas",
Se reclamasse em casa, castigo novamente....
Mas, infelizmente, os tempos mudaram....
Hoje "nada pode".
Se o professor repreender, apanha!!!! Do aluno ou dos pais....
E temos o que temos.... Acabou o respeito!
Concordo plenamente com o Clodoaldo: educar não é uma tarefa fácil.....
É um eterno aprendizado e exercício de 'paciência'.




______________________________________________________________________
Att.: Marcelo Oliver
______________________________________________________________________



6. Re: Aprendendo inteligência [RESOLVIDO]

Clodoaldo Santos
clodoaldops

(usa Linux Mint)

Enviado em 08/05/2021 - 20:31h

Hoje o professor não "peita" o aluno... Mas creio que isso não aconteceu do dia para noite... A perda da autoridade não foi evento súbito... Quem falhou nesse processo?

Tenho dois filhos... Mesmo pai... Mesma mãe... Temperamentos completamente diferentes... Se educar os que são de seu próprio sangue é complicado... Imagine pessoas com realidades tão diversas...

Professores foram preparados para essa difícil realidade?

Pais estão fazendo a parte deles?

Culpar apenas os alunos parece a solução mais fácil.

Como não sou psicólogo e nem educador não me arrisco a apontar um culpado ou solução.




7. Re: Aprendendo inteligência [RESOLVIDO]

João Santos Vieira Junior
runlevel

(usa Fedora)

Enviado em 08/05/2021 - 20:53h


clodoaldops escreveu:

Hoje o professor não "peita" o aluno... Mas creio que isso não aconteceu do dia para noite... A perda da autoridade não foi evento súbito... Quem falhou nesse processo?

Tenho dois filhos... Mesmo pai... Mesma mãe... Temperamentos completamente diferentes... Se educar os que são de seu próprio sangue é complicado... Imagine pessoas com realidades tão diversas...

Professores foram preparados para essa difícil realidade?

Pais estão fazendo a parte deles?

Culpar apenas os alunos parece a solução mais fácil.

Como não sou psicólogo e nem educador não me arrisco a apontar um culpado ou solução.


Sempre pensei que fosse o governo ou presidente que mudou a autoridade dos Professores ou estou errado?



8. Re: Aprendendo inteligência [RESOLVIDO]

Clodoaldo Santos
clodoaldops

(usa Linux Mint)

Enviado em 08/05/2021 - 20:55h

Escola ensina. Família educa.

Foi o que aprendi com meus pais.

Jovens tem ensino ruim por que tiveram educação ruim ou ao contrário ou ambos?




9. Re: Aprendendo inteligência [RESOLVIDO]

João Santos Vieira Junior
runlevel

(usa Fedora)

Enviado em 08/05/2021 - 21:43h


clodoaldops escreveu:

Escola ensina. Família educa.

Foi o que aprendi com meus pais.

Jovens tem ensino ruim por que tiveram educação ruim ou ao contrário ou ambos?


Também concordo com isso,tive uma boa educação com os meus Pais,mas percebi a maldade dos alunos na escola,quando me chamavam de Bicho feio,monstro e etc e isso me ofendia,por eu ser diferente(Garoto especial),eles nunca me respeitaram,então é a família deles que não deram educação?




10. Re: Aprendendo inteligência [RESOLVIDO]

Random
Rand0m

(usa Arch Linux)

Enviado em 08/05/2021 - 21:46h

Inteligência é diferente de conhecimento. O primeiro diz respeito ao QI, Quociente de Inteligência, e este mede a inteligência lógica de uma pessoa. QI acima de 140 é considerado genialidade e, como todos devem saber, quanto maior o QI de uma pessoa, mais rápido ela aprende algo.
Conhecimento é aquilo que a pessoa aprende durante a vida, por experiência, lendo livros, assistindo algo, etc. Uma pessoa com um vasto conhecimento não é necessariamente uma pessoa inteligente, ela é culta. Pode ter um conhecimento enorme sobre filosofia, história, sociologia, ou até mesmo matérias 'de exatas', como matemática, física e química, mas isso não significa que ela tenha um QI alto. Em geral (e isso é minha opinião), pessoas 'cultas' costumam ter muito conhecimento em matérias 'de humanas' e linguagens, já que isso é essencialmente 'decoreba', enquanto que pessoas com QI alto tendem a conhecer mais sobre matérias em que você realmente precisa pensar, como informática, matemática e afins. (obs: eu vou considerar filosofia como decoreba porque acho que a maioria dos formados em filosofias por aí só decoram tudo mesmo, mas não pensam, filosofam, por conta própria).
Muitas pessoas 'cultas' são na verdade idiotas, mas é difícil você descobrir isso justamente por causa de todo o conhecimento que elas tem sobre determinados assuntos.
"Antigamente eu achava a Sally muito inteligente, mas só de burro que eu sou. Só porque ela entendia de teatro, e peças e literatura e todo esse negócio. Quando as pessoas sabem um bocado sobre essas coisas, a gente leva um tempão para descobrir se são burras ou não." (O Apanhador no Campo de Centeio)
Entrando num campo mais político, um bom exemplo de pessoa culta (que na verdade é um [*****] charmoso) são professores de história e sociologia. Eles tem um conhecimento enorme no campo deles, e é certo que você perderá numa discussão se não estiver preparado, pois eles usam bastante falácias. Mas quando você para pra pensar, eles são só uns papagaios que repetem aquilo que a mídia e a escola e a faculdade dizem.
De forma geral, QI alto é pensamento rápido, e é aquilo que define um gênio, e conhecimento é o que você aprendeu. Você pode aumentar seu conhecimento, mas não pode aumentar o QI.


11. OK

João Santos Vieira Junior
runlevel

(usa Fedora)

Enviado em 08/05/2021 - 22:41h

Rand0m escreveu:

Inteligência é diferente de conhecimento. O primeiro diz respeito ao QI, Quociente de Inteligência, e este mede a inteligência lógica de uma pessoa. QI acima de 140 é considerado genialidade e, como todos devem saber, quanto maior o QI de uma pessoa, mais rápido ela aprende algo.
Conhecimento é aquilo que a pessoa aprende durante a vida, por experiência, lendo livros, assistindo algo, etc. Uma pessoa com um vasto conhecimento não é necessariamente uma pessoa inteligente, ela é culta. Pode ter um conhecimento enorme sobre filosofia, história, sociologia, ou até mesmo matérias 'de exatas', como matemática, física e química, mas isso não significa que ela tenha um QI alto. Em geral (e isso é minha opinião), pessoas 'cultas' costumam ter muito conhecimento em matérias 'de humanas' e linguagens, já que isso é essencialmente 'decoreba', enquanto que pessoas com QI alto tendem a conhecer mais sobre matérias em que você realmente precisa pensar, como informática, matemática e afins. (obs: eu vou considerar filosofia como decoreba porque acho que a maioria dos formados em filosofias por aí só decoram tudo mesmo, mas não pensam, filosofam, por conta própria).
Muitas pessoas 'cultas' são na verdade idiotas, mas é difícil você descobrir isso justamente por causa de todo o conhecimento que elas tem sobre determinados assuntos.
"Antigamente eu achava a Sally muito inteligente, mas só de burro que eu sou. Só porque ela entendia de teatro, e peças e literatura e todo esse negócio. Quando as pessoas sabem um bocado sobre essas coisas, a gente leva um tempão para descobrir se são burras ou não." (O Apanhador no Campo de Centeio)
Entrando num campo mais político, um bom exemplo de pessoa culta (que na verdade é um [*****] charmoso) são professores de história e sociologia. Eles tem um conhecimento enorme no campo deles, e é certo que você perderá numa discussão se não estiver preparado, pois eles usam bastante falácias. Mas quando você para pra pensar, eles são só uns papagaios que repetem aquilo que a mídia e a escola e a faculdade dizem.
De forma geral, QI alto é pensamento rápido, e é aquilo que define um gênio, e conhecimento é o que você aprendeu. Você pode aumentar seu conhecimento, mas não pode aumentar o QI.

Não entendi o que você quis dizer com a frase:Não pensam,filosofam,por conta própria.
Eu não tenho diploma de filosofia,mas fico filosofando sobre a vida e coisas do tipo:Por exemplo:

Qual o sentido da vida?
O sentido da vida é ter motivo ou razão para viver,pois quem tem motivo ou razão para viver se torna feliz,estamos aqui no mundo só para sermos felizes?
Como surge um Gênio?
A solidão faz mentes brilhantes,pelo simples fato de que a solidão te faz pensar(Se tiver amigos ou namorada certamente não está pensando).
ainda sobre os Gênios:
Gênio pensa fora do senso comum,porque o senso comum é o pensamento do povo(Também conhecido como conhecimento popular).
Quando a ciência entra em um beco sem saída,surge o gênio para solucionar o problema(Nesse até minha mãe que só tem a quarta serie entendeu,o Gênio surge para solucionar os pepinos,disse ela.).





12. Re: Aprendendo inteligência [RESOLVIDO]

Clodoaldo Santos
clodoaldops

(usa Linux Mint)

Enviado em 08/05/2021 - 23:28h

Como alguém disse... Sabedoria é diferente de conhecimento... Que é diferente de informação

Vivemos num mundo com muita informação, pouco conhecimento e rara sabedoria que não depende do grau de instrução ou formação acadêmica

Os mais velhos geralmente são mais sábios... Pois a "quilometragem" conta muito... Mas isso não significa que não exista jovens sábios e velhos tolos





01 02



Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts