init (/etc/inittab)

Arquivo /etc/inittab bem comentado e explicado.

Categoria: Init

Software: init

[ Hits: 21.381 ]

Por: Perfil removido


Arquivo /etc/inittab bem detalhado.


#---------------------------------------------------------------------------------------------------------------#
#         Entendimento dos níveis de execução no arquivo /etc/inittab            #
#---------------------------------------------------------------------------------------------------------------#
#<identificação>   :   <Nível de EXecução>   :   <Ação>   :   <Processo>         #
#---------------------------------------------------------------------------------------------------------------#
# Identificação: É a identifcação do nível de execução                        #
# Nível de Execução: Os níveis válidos de 0 á 6                           #
# Ação: É ação que será feita caso o nível seja ligado (executado)                  #
# Processo: Processo gerado pela execução do nível de execução                     #
#---------------------------------------------------------------------------------------------------------------#

#---------------------------------------------------------------------------------------------------------------#
#       Descrição do que cada nível de execução faz quando executado e de como colocar         #
#       scripts e serviços na inicialização do sistema.   OBS: a descrição dos runlevels foi customizao   #
#---------------------------------------------------------------------------------------------------------------#
#       Os serviços ou scripts de inicialização devem ser colocados no diretório /etc/init.d      #
#       para ser incluso em algum nível de execução.                     #
#---------------------------------------------------------------------------------------------------------------#
# <Níveis de execução>   <Diretório>   <Descrição do que é feito quando executado>            #
#---------------------------------------------------------------------------------------------------------------#
#   0      /etc/rc0.d/   modo de desligamento. para todos os serviços e desliga a máquina   #
#---------------------------------------------------------------------------------------------------------------#
#               Modo de manutenção (single user). usado em casos criticos.      #      
#   1      /etc/rc1.d   como por exemplo recuperar senha do root ou dá manutenção no sistema.   #
#               Apenas o usuário root pode executar nesse nível            #
#---------------------------------------------------------------------------------------------------------------#
#   S      /etc/rcS.d/   Carrega os serviços essenciais para o sistema, modo similiar ao "1".   #
#---------------------------------------------------------------------------------------------------------------#   
#               Modo multiusuário, usado para rodar o sistema básico sem serviços rede,   #
#   2      /etc/rc2.d   e roda em  modo texto. uso para fazer update do sistema       #
#               ou atualizações em massa.                  #
#---------------------------------------------------------------------------------------------------------------#
#   3      /etc/rc3.d/   Modo multiusuário, roda em modo texto com serviços de rede disponiveis.   #
#               como samba, ssh e etc.                     #
#---------------------------------------------------------------------------------------------------------------#
#   4      /etc/rc4.d/   Esse nível de execução por padrão não é usado em distros debian e RedHat# 
#               Mas uso como multiusuário em modo gráfico sem sem serviços de rede.   #
#---------------------------------------------------------------------------------------------------------------#
#   5      /etc/rc5.d   Modo multiusuário,usado para rodar o ambiente gráfico junto com serviços#
#               redes.                           # 
#---------------------------------------------------------------------------------------------------------------#
#   6      /etc/rc6.d/   Modo de reinicialização do sistema. todos os serviços são paados   #
#               e a máquina e reiniciada.                  #
#---------------------------------------------------------------------------------------------------------------#

###### indica o nível de execução padrão que o sistema irá usar ######
id:5:initdefault:

#### indica o primeiro runlevel executado durante o boot ###
# This is run first except when booting in emergency (-b) 
si::sysinit:/etc/init.d/rcS

#### Runlevel executado em modo mono usuário ####
~~:S:wait:/sbin/sulogin

#### Localização de cada dos serviços e scripts a serem iniciados para cada nível de execução ####
l0:0:wait:/etc/init.d/rc 0
l1:1:wait:/etc/init.d/rc 1
l2:2:wait:/etc/init.d/rc 2
l3:3:wait:/etc/init.d/rc 3
l4:4:wait:/etc/init.d/rc 4
l5:5:wait:/etc/init.d/rc 5
l6:6:wait:/etc/init.d/rc 6

# Normally not reached, but fallthrough in case of emergency.
z6:6:respawn:/sbin/sulogin

##### Reinicia a máquina pressionando CONTROL + ALT + DEL ####
ca:12345:ctrlaltdel:/sbin/shutdown -t1 -a -r now

# Action on special keypress (ALT-UpArrow).
#kb::kbrequest:/bin/echo "Keyboard Request--edit /etc/inittab to let this work."

# What to do when the power fails/returns.
pf::powerwait:/etc/init.d/powerfail start
pn::powerfailnow:/etc/init.d/powerfail now
po::powerokwait:/etc/init.d/powerfail stop

#### Terminais virtuais disponiveis para os runlevels em execução ###
# so if you want to add more getty's go ahead but skip tty7 if you run X.
#
1:2345:respawn:/sbin/getty 38400 tty1
2:235:respawn:/sbin/getty 38400 tty2
#3:23:respawn:/sbin/getty 38400 tty3
#4:23:respawn:/sbin/getty 38400 tty4
#5:23:respawn:/sbin/getty 38400 tty5
#6:23:respawn:/sbin/getty 38400 tty6
7:12:respawn:/sbin/getty 38400 tty10
  


Comentários
[1] Comentário enviado por removido em 26/07/2012 - 20:50h

Gostei muito, boa referência.

[2] Comentário enviado por jarlisson em 01/08/2012 - 13:47h

Boa! sempre quis entender, nunca alterar

[3] Comentário enviado por lcavalheiro em 02/09/2012 - 20:26h

Só pra contribuir, esse inittab não serve pro Slackware.


Contribuir com comentário