Wi-Fi AC no Linux - Complementação

Publicado por Andre (pinduvoz) em 16/11/2020

[ Hits: 2.271 ]

Blog: http://casadopinduvoz.wordpress.com/

 


Wi-Fi AC no Linux - Complementação



Eu publiquei uma dica sobre como instalar no Linux a placa/adaptador USB Wireless tipo AC, mais comum e barata. Foi minha última dica e pode ser encontrada neste link:
Ocorre que cada vez que o Kernel atualizava, o que é bastante comum, eu precisava remover o módulo, recompilar no novo Kernel e reinstalar, ou seja, tinha que fazer manualmente algo que deveria ser automático. Eu cheguei a mencionar isso num comentário na dica anterior, esperando alguma sugestão, mas tive que me virar sozinho. (rsrs)

Bom, o erro era meu, pois instalei errado e vou deixar aqui o jeito certo, que começa com:

sudo apt install dkms

Após, descompacte o pacote do driver (rtl8821CU-master.zip) e na pasta "rtl8821CU-master", rode isso:

sudo ./dkms-install.sh

O driver, ou módulo, será recompilado com o dkms, devidamente instalado e cada vez que o Kernel for atualizado, é atualizado automaticamente. Assim, você nunca mais vai precisar reinstalar, não importando quantas vezes seu Kernel seja atualizado.

Simples, não?

Abaixo a imagem, que pode valer por mil palavras:
Linux: Complementando minha dica anterior:
Em tempo, se você fizer o procedimento com o adaptador plugado e ele não for reconhecido após o término da compilação (saiba que para compilar demora...), digo que para mim bastou tirar e recolocar o adaptador na porta USB para que ele funcionasse.

Até a próxima.

Outras dicas deste autor

Duas dicas simples para o Linpus Linux Lite (AA1)

Ícones limpos no XFCE

Backup completo do seu netbook

Kernel 3.0 em qualquer Ubuntu ainda suportado

Bug: Elementary + Totem [Resolvido]

Leitura recomendada

Sony VAIO com placa wireless Atheros AR9285 - nVidia 410M Cuda - Ubuntu 11.04

Configurar o alsa sem o alsaconf

Placa de vídeo Nvidia em notebook HP DV2807NR

Modem Intel v90 voando...

Epson Ecotank L375 via WIFI no openSUSE Leap 42.1

  

Comentários
[1] Comentário enviado por pinduvoz em 17/11/2020 - 07:27h

Hoje o Ubuntu 20.04 atualizou o Kernel e, tirando a demora na recompilação automática do módulo da rede, tudo correu exatamente como esperado.

Dica testada e aprovada na prática, agora há pouco.

[2] Comentário enviado por removido em 17/11/2020 - 11:45h

Oi Andre.

O que acha de reescrever a dica com os passos seguidos em sequência ? Ficou confuso. :(
Podemos fazer isso. É só reenviar a dica e removo esta e a dica anterior.

Pense a respeito!

[3] Comentário enviado por mauricio123 em 18/11/2020 - 07:47h


É uma boa dica, mas poderia sim ser melhor elaborado, pode confundir para quem é iniciante. Mas tá bom.

___________________________________________________________
[code]Conhecimento não se Leva para o Túmulo.
https://github.com/MauricioFerrari-NovaTrento [/code]

[4] Comentário enviado por pinduvoz em 18/11/2020 - 08:52h

São dois jeitos válidos de instalar o driver ou módulo da placa de rede.

O jeito desta aqui é o que se recomenda, pois garante a atualização do driver ou módulo junto com a atualização do Kernel. Mas isso não significa que o outro jeito não seja válido, ou que seja incorreto.

Concluindo, por mim ficam as duas dicas tal como publicadas, pois são independentes e até complementares.

Em todo caso, agradeço a oferta de união, amigo izaias.

Abraço para você.

[5] Comentário enviado por removido em 18/11/2020 - 10:25h


[4] Comentário enviado por pinduvoz em 18/11/2020 - 08:52h

São dois jeitos válidos de instalar o driver ou módulo da placa de rede.

O jeito desta aqui é o que se recomenda, pois garante a atualização do driver ou módulo junto com a atualização do Kernel. Mas isso não significa que o outro jeito não seja válido, ou que seja incorreto.

Concluindo, por mim ficam as duas dicas tal como publicadas, pois são independentes e até complementares.

Em todo caso, agradeço a oferta de união, amigo izaias.

Abraço para você.


Tudo bem, você decide! :)

Não há problema algum se não houver problemas aos usuários e mesmo a você, visto que primeiro, você instalou o pacote "build-essential" e depois aplicou este método da 2ª dica.

Então, o pacote "build-essential" indicado na 1ª dica, não precisa mais instalar? Visto que você diz que são dicas independentes.

Comprei ontem no ML o adaptador e estou aguardando chegar para aplicar o método.
No mais, parabéns por sua preocupação em esclarecer e solucionar os problemas causados deviso às complexidades do Linux.

[6] Comentário enviado por pinduvoz em 19/11/2020 - 09:29h

@ izaias

Qualquer que seja o método de instalação, com ou sem o DKMS, o pacote build-essential precisa ser instalado. E também é preciso instalar os headers do Kernel. Isso ocorre porque nas duas opções de instalação o módulo é compilado. E a cada upgrade do Kernel ele será recompilado, manualmente (como na primeira dica) ou automaticamente (caso desta segunda dica).

Eu sempre instalo um "ambiente de compilação" seguindo meu já antigo tutorial de instalação de programas no Ubuntu, que está no fórum do Ubuntu em português: https://ubuntuforum-br.org/index.php?topic=24521.0

Em um comando, seria isso:

$ sudo apt install build-essential fakeroot gcc alien make linux-headers-`uname -r` checkinstall

Esse "ambiente" eu instalo logo após instalar o Ubuntu, ou o Debian (minha segunda opção de distro agora que o programa de peticionamento eletrônico que utilizo não funciona mais nele).

Abraço.





[7] Comentário enviado por pinduvoz em 19/11/2020 - 09:45h


https://www.vivaolinux.com.br/artigo/Instalacao-de-Programas-no-Ubuntu-(atualizacao)/?pagina=2

Acima a versão mais nova da postagem que está no fórum do Ubunu PT. Eu publiquei essa versão aqui no VOL.

[8] Comentário enviado por removido em 19/11/2020 - 13:45h


[6] Comentário enviado por pinduvoz em 19/11/2020 - 09:29h

@ izaias

Qualquer que seja o método de instalação, com ou sem o DKMS, o pacote build-essential precisa ser instalado. E também é preciso instalar os headers do Kernel. Isso ocorre porque nas duas opções de instalação o módulo é compilado. E a cada upgrade do Kernel ele será recompilado, manualmente (como na primeira dica) ou automaticamente (caso desta segunda dica).

Eu sempre instalo um "ambiente de compilação" seguindo meu já antigo tutorial de instalação de programas no Ubuntu, que está no fórum do Ubuntu em português: https://ubuntuforum-br.org/index.php?topic=24521.0

Em um comando, seria isso:

$ sudo apt install build-essential fakeroot gcc alien make linux-headers-`uname -r` checkinstall

Esse "ambiente" eu instalo logo após instalar o Ubuntu, ou o Debian (minha segunda opção de distro agora que o programa de peticionamento eletrônico que utilizo não funciona mais nele).

Abraço.


Parabéns Andre! Funciona perfeitamente!

** Imagine a situação de estar usando uma rede sem todo o seu potencial. Pois esse Dell, limitava minha conexão a 34 Mb, sendo que minha rede é fibra de 300 Mb. Que isso, gente! :)
Agora está a quase 300 Mb. Show!

[9] Comentário enviado por pinduvoz em 09/12/2020 - 02:22h

Que bom, amigo izaias.

Aqui em casa a diferença na velocidade também é facilmente notada.

Estou baixando uma distro de 1,5 GB entre 5 e 7 minutos. Antes, eram 20 minutos, no mínimo.

* (esses tempos são obtidos usando torrent) *

[10] Comentário enviado por mauricio123 em 10/12/2020 - 20:35h


[9] Comentário enviado por pinduvoz em 09/12/2020 - 02:22h

Que bom, amigo izaias.

Aqui em casa a diferença na velocidade também é facilmente notada.

Estou baixando uma distro de 1,5 GB entre 5 e 7 minutos. Antes, eram 20 minutos, no mínimo.

* (esses tempos são obtidos usando torrent) *



Geralmente os drivers corretos sempre são a melhor alternativa.



Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts