Você quer o BrOffice (OpenOffice/LibreOffice) no seu Slackware? Use os buildscripts do SlackBuilds.org!

Publicado por Fellype em 23/06/2011

[ Hits: 7.695 ]

Blog: http://scidavisbr.blogspot.com/

 


Você quer o BrOffice (OpenOffice/LibreOffice) no seu Slackware? Use os buildscripts do SlackBuilds.org!



Esta dica pode não ser tão original, mas é simples e muito útil (na minha opinião). Pois você mesmo pode criar um pacote de qualquer versão do BrOffice, OpenOffice e/ou LibreOffice que esteja disponível nos repositórios do SlackBuilds.org, disponível em slackbuilds.org.

Existem várias outras dicas e tutoriais de como instalar o BrOffice no Slackware sem ter que criar um pacote único. Porém, empacotar este software tem como principais vantagens facilitar a instalação, remoção e/ou atualização do mesmo.

Vale ressaltar que não há compilação do código fonte do BrOffice nesta dica.

Vamos supor, como exemplo, que queremos empacotar e instalar o BrOffice 3.3.2 (que é composto pelo LibreOffice 3.3.2 e o pacote para o nosso idioma pt_BR) no Slackware 13.37 de 32 bits.

Vejamos os passos para a criação do pacote:

Selecionando e baixando os arquivos necessários

Vá ao site slackbuilds.org. No campo de buscas, digite o nome do pacote desejado e escolha a versão do Slackware (no nosso caso, Libreoffice e 13.37, respectivamente). Ao efetuar a busca, devem aparecer opções como as mostradas na Figura 1, abaixo:
Linux: Você quer o BrOffice (OpenOffice/LibreOffice) no seu Slackware? Use os buildscripts do SlackBuilds.org!
Figura 1: Resultados da busca por "Libreoffice" para "Slackware 13.37"

Primeiramente, selecionaremos o link para o Libreoffice. Na sequência veremos uma breve descrição sobre o LibreOffice e o SlackBuild em questão, além de diversos links relacionados. Os links que nos interessam são mostrados na Figura 2:
  • link para o programa LibreOffice (arquivo LibO_3.3.2_Linux_x86_install-rpm_en-US.tar.gz)
  • link para o SlackBuild (arquivo libreoffice.tar.gz )

Por enquanto, apenas baixe estes dois arquivos em um local de sua preferência.

Linux: Você quer o BrOffice (OpenOffice/LibreOffice) no seu Slackware? Use os buildscripts do SlackBuilds.org!
Figura 2: Links para download dos arquivos necessários

Agora voltamos à página com os resultados da busca e selecionamos o link para o libreoffice-langpack. Aqui baixaremos apenas o SlackBuild para o pacote do idioma em Português do Brasil (arquivo libreoffice-langpack.tar.gz). O pacote para o português pode ser baixado diretamente neste link: LibO_3.3.3_Linux_x86_langpack-rpm_pt-BR.tar.gz. Se tiver que escolher outra arquitetura, vá à página de downloads, libreoffice.org/download, do LibreOffice e escolha as melhores opções para você no campo mostrado na Figura 3:
Linux: Você quer o BrOffice (OpenOffice/LibreOffice) no seu Slackware? Use os buildscripts do SlackBuilds.org!
Figura 3: Opções de arquitetura e idioma


Extraindo os SlackBuilds e colocando os arquivos nos lugares certos

Como o uso da linha de comando é praticamente inevitável* quando se utiliza um SlackBuild, vamos partir para isso desde a extração dos arquivos.

Abra um terminal (Konsole, Xterm ou outro que prefira) e acesse a pasta onde estão os arquivos baixados:

cd /caminho/para/a/pasta/

Em seguida, descompacte o arquivo libreoffice.tar.gz:

tar -zxvf libreoffice.tar.gz

Com isto, será criada a pasta libreoffice, com alguns arquivos no seu interior.

Copie agora o arquivo LibO_3.3.2_Linux_x86_install-rpm_en-US.tar.gz para a pasta libreoffice/:

cp LibO_3.3.2_Linux_x86_install-rpm_en-US.tar.gz libreoffice/

Extraia também o arquivo libreoffice-langpack.tar.gz e copie o arquivo LibO_3.3.2_Linux_x86_langpack-rpm_pt-BR.tar.gz para a pasta libreoffice-langpack/

tar -zxvf libreoffice-langpack.tar.gz
cp LibO_3.3.2_Linux_x86_langpack-rpm_pt-BR.tar.gz libreoffice-langpack/

Tudo pronto para o próximo passo.

*Na verdade, é possível fazer tudo sem abrir um terminal para digitar comandos. Mas isto é assunto para uma outra dica (ou para comentários dos leitores :-D).

Preparar e executar os SlackBuilds e instalar os pacotes

Mude as permissões dos arquivos libreoffice.SlackBuild e libreoffice-langpack.SlackBuild tornando-os executáveis:

chmod +x libreoffice/libreoffice.SlackBuild
chmod +x libreoffice-langpack/libreoffice-langpack.SlackBuild

Podemos, então, executar os SlackBuilds. Começando pelo libreoffice.SlackBuild (apenas por opção, não por necessidade).

Acesse a pasta libreoffice/:

cd libreoffice/

Como alguns comandos contidos no SlackBuild necessitam de privilégios de superusuário, tais scripts devem ser executados como root:

# ./libreoffice.SlackBuild

Se tudo estiver certo no libreoffice.SlackBuild, "veremos" o pacote sendo criado e, ao final, será exibida a mensagem:

Slackware package /tmp/libreoffice-3.3.2_en_US-i586-1_SBo.tgz created.

Vamos partir agora para o pacote de idioma. Do diretório onde estamos, acessamos a pasta onde está o libreoffice-langpack.SlackBuild:

# cd ../libreoffice-langpack/

E executamos o script da seguinte maneira:

# LOLANG=pt-BR ALIEN=yes ./libreoffice-langpack.SlackBuild

Ao final do processo, receberemos a mensagem:

Slackware package /tmp/libreoffice-langpack-3.3.2_pt_BR-i586-1_SBo.tgz created.

Agora é só instalar os pacotes criados:

# installpkg tmp/libreoffice-*.t?z

E teremos o BrOffice instalado no nosso Slackware 13.37.

Dicas extras

  • Você pode alterar os SlackBuilds de acordo com suas necessidades e conhecimentos;
  • Se você optou por outra arquitetura, altere, nos comandos onde aparece x86, para a arquitetura correta. Exemplo:

    cp LibO_3.3.2_Linux_x86-64_install-rpm_en-US.tar.gz libreoffice/
    .
  • Do Slackware 13.0 em diante, podemos empacotar utilizando o formato .txz ao invés de .tgz, como vem nos SlackBuilds que utilizamos. Para isto, basta editar os scripts, alterando a variável PKGTYPE de tgz para txz na linha que começa com /sbin/makepkg (geralmente a última linha);
  • Para a criação de pacotes usando outras versões do LibreOffice é necessário alterar o número na variável VERSION, no início do script.
  • No caso específico do LibreOffice, é necessário prestar atenção na linha referente ao freedesktop-menus. Nos scripts mais atuais, o comando nesta linha está escrito da seguinte maneira:

    mv desktop-integration/libreoffice$SRCSHORT-freedesktop-menus-$SRCBUILD.noarch.rpm

    Note as variáveis $SRCSHORT e $SRCBUILD nesta linha. Elas também devem ser alteradas, no início do script, se quisermos criar um pacote com uma versão diferente do LibreOffice 3.3.2.

    O número da variável $SRCSHORT costuma ser composto dos dois primeiros números da versão do LibreOffice (3.3, neste nosso exemplo). Já o número da variável $SRCBUILD não está explícito no nome do pacote do LibreOffice e a melhor maneira de descobri-lo é descompactar o arquivo LibO_{número_da_versão}_Linux_{arquitetura}_install-rpm_en-US.tar.gz, navegar pela pasta criada até o diretório RPMS/desktop-integration/ e ler os números que estão entre as palavras menus- e .noarch nos nomes dos arquivos contidos na pasta.

    No nosso exemplo temos: libreoffice3.3-freedesktop-menus-3.3-202.noarch.rpm. Logo, o número utilizado na variável $SRCBUILD é 0 3.3-202. Nos scripts mais antigos disponíveis no SlackBuilds.org, o pessoal não usava as variáveis $SRCSHORT e $SRCBUILD no comando da linha referente ao freedesktop-menus, mas escreviam explicitamente o número da versão utilizada.

Espero que esta seja tão útil para vocês quanto foi pra mim e que seja um estímulo à criação de pacotes para Slackware dos softwares que vem distribuídos em forma binária.
Um abraço.


Outras dicas deste autor

DESTDIR, PREFIX ou INSTALL_ROOT?

Letras completas no Amarok 2

Navegador links com suporte a imagens (links -g) como usuário comum

Chat do Facebook com o Kopete sem problemas

Thunderbird: configurando o lembrete de anexos

Leitura recomendada

LibreOffice Writer - Do básico ao avançado

Adicionar repositórios oficiais do LibreOffice no Ubuntu 12.04

LibreOffice Magazine

Como instalar o LibreOffice pelo arquivo .tar.gz

Editando PDF no BrOffice / LibreOffice / OpenOffice

  

Comentários
[1] Comentário enviado por Fellype em 03/08/2011 - 15:51h

Em tempo:
Ao reempacotar o pacote de línguas, mantenha sempre o mesmo padrão na opção:
# LOLANG=pt-BR ALIEN=yes ./libreoffice-langpack.SlackBuild
Ou seja, se em um empacotamento anterior foi usada a opção ALIEN=yes, mantenha esta opção nos próximos empacotamentos, pois, caso isto seja alterado, as configurações de idiomas (que são feita para cada usuário) terão que ser refeitas.

[2] Comentário enviado por ca.as em 09/07/2013 - 20:08h

Muito bom Fellype! Sem rodeios e muito didático... Parabéns!



Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts