Permissões práticas para usuários práticos

Publicado por Edwal F. Paiva Filho em 03/08/2010

[ Hits: 8.007 ]

 


Permissões práticas para usuários práticos



Independente da ditadura estética dos especialistas e profissionais, lá vai uma dica para usuários práticos. Serve também para a minha cruzada paranoica de demonstrar que o Linux é muito mais fácil que o Windows.

Chega de enrolação.

No terminal digite:

sudo nautilus --browser

OBSERVAÇÃO 1: Pode ser "su" em vez de sudo.

OBSERVAÇÃO 2: Pode ser qualquer gerenciador de arquivos como Thunar, Konqueror e outros.

O Nautilus vai abrir com os poderes de root. Vá para o arquivo ou diretório que está teimoso e clique com o botão direito do mouse em cima dele. Vai abrir uma janela.

A última opção é "propriedades".
Linux: Permissões Praticas para Usuários Práticos.
Clique com o botão esquerdo do mouse em cima de propriedades. Vai aparecer outra janela. Nessa nova janela escolha a aba "permissões" e vai abrir a janela de permissões.

Aí aparece o dono do arquivo ou da pasta, grupo root, e outros usuários. Você pode mudar as permissões para nenhuma, somente leitura, ou leitura e escrita. Se for um arquivo executável, você precisa dar permissão de execução marcando a caixinha embaixo.

Não precisa salvar.

IMPORTANTE: Depois disso feche o Nautilus (ou Thunar ou Gnome-commander) como root, pois isso aberto como root é perigosíssimo.

Parte 2

Se você tem ambições de ser profissional de informática (não estou sugerindo isso) pode usar o comando:

sudo gnome-commander

(instale o gnome-commander primeiro)

Ao clicar com o botão direito do mouse sobre o arquivo ou pasta vai aparecer uma tela gráfica com os mesmos recursos gráficos que os do Nautilus mais as letras xwrr usadas no command line.

Parte 3 - importante

O seu login precisa ser do grupo root para facilitar as coisas. Isso facilita, mas diminui a segurança do GNU/Linux, e isso é um pecado para os experts, mas uma facilidade para os usuários comuns.

Convém não abusar: nos arquivos de sistema o dono é o root e não é boa ideia dar acesso maior que read (somente leitura) a outros login.

De qualquer forma o que realmente necessário é inscrever o seu login nos grupos que controlam as tarefas que você vai executar.

Para fazer isso nos "debians like" como os *buntus etc, vá no menu sistema e escolha: sistema > administração > usuários e grupos.

(ou sudo users-admin)

Clique no botão gerenciar grupos. Clique no botão propriedades. Abre um menu de propriedades para cada grupo. Você pode inscrever-se (o seu login) em cada grupo marcando as caixinhas, em cada um dos grupos.
Linux: Permissões Praticas para Usuários Práticos.
Você precisa fazer isso um a um. Muita gente pergunta porque o Vmware ou o som não funcionam: porque o seu login não faz parte do grupo de áudio.

Se você é o usuário titular inscreva-se nos grupos que implicam fazer coisas úteis. Precisa inscrever no grupo audio, video, users e sudoers. Note que alguns desses grupos são padrão para todas as distros, outros grupos variam conforme o que foi instalado.

Há programas que como o Timidity, o Vmware, o VirtualBox que tem seus próprios grupos, se você não se inscrever neles não vai conseguir rodar.
Linux: Permissões Praticas para Usuários Práticos.
Have fun!

Outras dicas deste autor

Ubuntu medibuntu

Proteja os seus dados - criptografia

Ubuntu Lucid 10.04 Wine com problemas e solução

Nvidia Ubuntu e Debian

Gravar filmes da tela com gtk-recordmydesktop

Leitura recomendada

Qual distribuição utilizar

Adicionando corretor ortográfico em português no Vim

Instalação do Slackware por um diretório

Migrando a base OpenLDAP de BDB para HDB

Instalação do Squid e SARG no Centos 7

  

Comentários
[1] Comentário enviado por albfneto em 03/08/2010 - 12:27h

é isso, eu sempro falo, mesmo pros fãs da tela preta, uma coisa é copiar dois arquivos usando comandos, outra coisa é copiar 50..
mesmo descompactar, mudar permissões, é prático...
AS GUIS podem ser uteis para usuários avançados também!



Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts