O comando export

Publicado por Fábio Berbert de Paula em 04/11/2002

[ Hits: 61.786 ]

Blog: https://fabio.city

 


O comando export



Para que o interpretador de comandos ganhe em performance, o mesmo trabalha com o que chamamos de variáveis de ambiente. Toda vez que um comando é executado numa shell, a mesma precisa saber que usuário está o executando. As informações sobre o usuário corrente, por exemplo, estão guardadas na variável USER.

Nota: uma particularidade das variáveis de ambiente é que todas elas tem seu nome em caixa alta.

Para vermos o conteúdo da variável USER, usamos o comando echo:

$ echo $USER
fabio


Neste caso, fabio é o usuário corrente do interpretador de comandos.

Outra variável de ambiente muito importante é a PATH. Essa variável determina os caminhos de busca que serão percorridos pelo interpretador de comandos quando um comando nele for digitado. Se não fosse a variável PATH, precisaríamos especificar o caminho completo de um programa para poder executá-lo. Ao invés de digitarmos:

$ passwd

Para alterar a senha atual, precisaríamos de algo do tipo:

$ /usr/bin/passwd



Neste caso, o caminho /usr/bin está definido em PATH como um dos caminhos de procura do shell.

Vamos supor que abaixo de seu diretório pessoal foi criado um subdiretório chamado bin, no qual serão armazenados os scripts por você criado. Toda vez que você precisar executar o script, precisará digitar: ~/bin/nome_do_script. Isso é muito desconfortável, visto que de tempos em tempos surgirá a necessidade de executar tal script.

Para que precisemos informar apenas o nome do script quando quisermos executá-lo, incluiremos o caminho ~/bin como um caminho a ser percorrido pela shell em nossa variável de ambiente PATH. Para tal, usaremos o comando export:

$ export PATH=$PATH:~/bin

Como parâmetros para o comando export, informamos a variável a ser definida (PATH) e seu novo conteúdo, que deve conter os caminhos previamente definidos ($PATH) acrescidos do novo diretório (:~/bin).

Atenciosamente,
Fábio Berbert de Paula
fabio@vivaolinux.com.br

Outras dicas deste autor

mimeit - enviando e-mail com anexo via linha de comando

Instalando Duke Nukem 3D no GNU/Linux

WindowMaker como Desktop padrão

Capturando sua tela em forma de vídeo com xvidcap

Como executar seu código-fonte a partir do Vim

Leitura recomendada

Permitindo PPA no Elementary OS Loki

Como ver todos os grupos do sistema

ifconfig + sed - Mostrando seu endereço IP

Para voltar ao ultímo diretório acessado.

Visualizando processos com o htop

  

Comentários
[1] Comentário enviado por removido em 24/03/2005 - 21:41h

muito bom
]

[2] Comentário enviado por removido em 24/03/2005 - 21:42h

quem me poderi me ajura..

[3] Comentário enviado por removido em 24/03/2005 - 21:43h

como faço para compila oc?

[4] Comentário enviado por kate em 22/10/2005 - 08:15h

oi
tinho uma duvida como meto minha foto no fotolog deste site
mandaram me perguntar te a ti

[5] Comentário enviado por mailws em 16/11/2005 - 01:56h

Legal, era o que eu estava precisando

[6] Comentário enviado por suelengc em 18/09/2009 - 00:18h

Fábio, muito boa sua dica.

Era exatamente isso que eu precisava. Saber como adicionar diretórios a variável PATH no Ubuntu.

Obrigada!


[7] Comentário enviado por Ronny West em 03/03/2010 - 04:06h

era disso que eu precisava esses comandos pra tirar uma base
do linux...

obrigado!



Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts