MATE Desktop no Slackware - Compilação

Publicado por Fernando em 16/08/2013

[ Hits: 7.355 ]

Blog: https://github.com/phoemur/

 


MATE Desktop no Slackware - Compilação



O Desktop Environment MATE é um fork do GNOME 2.

O GNOME 2, que foi substituído pelo GNOME 3 e descontinuado, deixou tanta saudade, que motivou a comunidade a continuar o seu desenvolvimento através de um fork, denominado MATE.

Há algumas formas de instalar o MATE no Slackware. Se você quiser baixar os pacotes binários já prontos, eu recomendo este excelente tutorial:
Ou, alternativamente, você pode instalar do repositório:
Obs.: você deve instalar todos os pacotes do diretório "base/" e "extra/".

Outra alternativa, seria instalar os pacotes dos repositórios do Salix: Ou:
Contudo, nenhum destes métodos é aprovado por Bob Dobbs e nem está em harmonia com o Slack original, pois, ficar instalando pacotes de terceiros é um pecado capital. Aliás, há até quem diga que instalar GNOME no Slackware é prática de heresia, passível de excomunhão ipso-facto, mas não vou entrar nesta discussão...

Para facilitar esta tarefa, foi criado o projeto MATE SlackBuilds, que tem por objetivo, compilar e instalar o MATE direto dos fontes, de forma automática, seguindo 4 princípios:
  1. Não substituir nenhum pacote original do Slackware, assumindo uma instalação Full, a não ser que seja absolutamente necessário (na versão atual não é).
  2. Manter as configurações e os temas originais.
  3. Tentar diminuir as dependências externas necessárias o máximo possível.
  4. Tornar fácil de compilar e instalar, ao usar scripts de compilação semelhantes aos SlackBuilds, com os quais a maioria dos usuários de Slackware já estão familiarizados.

O procedimento é bastante simples:

cd ~

# git clone https://github.com/mateslackbuilds/msb
# cd msb
# git checkout 1.6


Obs.: a versão 1.6 é a versão estável no momento. Se quiser utilizar o ramo de desenvolvimento, utilize:

# git checkout master

Porém, não é garantido que vá compilar sem erros.

# git pull
# ./mate-build-base.sh


Aguarde baixar e compilar o sistema base.

# ./mate-build-extra.sh

Aguarde baixar e compilar os extras, aplicações e dependências necessárias. A compilação demora aproximadamente 30 minutos, em uma máquina mediana.

Depois execute:

xwmconfig

E selecione: xinitrc.mate-session

Para rodar o MATE, então, basta um startx, ou se você usa login gráfico (runlevel 4), é só selecionar o MATE no KDM.

Abraços, espero que tenham gostado.
Linux: Compilando o MATE desktop no Slackware


Outras dicas deste autor

Consertando codificação de arquivos - UTF-8 x ISO-8859-1

Broadcom BCM43225 no FreeBSD

Como utilizar os SlackBuilds 14.1 no seu sbopkg

Encriptando sua partição SWAP

MPlayer - Como utilizar sem bloquear o prompt

Leitura recomendada

Adicionando/Removendo PPAs graficamente no Linux Mint 17

Boxes - Uma alternativa ao Virtualbox?

Liberando Conectividade Social usando IPFW

GC Social animada no Kdenlive [vídeo]

Instalando o Gnome 2 no Kurumin

  

Comentários
[1] Comentário enviado por lcavalheiro em 16/08/2013 - 11:55h

phoemur disse:
Contudo, nenhum destes métodos é aprovado por Bob Dobbs e nem está em harmonia com o Slack original, pois, ficar instalando pacotes de terceiros é um pecado capital. Aliás, há até quem diga que instalar GNOME no Slackware é prática de heresia, passível de excomunhão ipso-facto, mas não vou entrar nesta discussão...

Instalar pacotes de terceiros não é apenas um pecado capital, é garantia de uma passagem só de ida para o mundo dos pinks e sem direito a nenhuma forma de perdão. Aliás, essa idéia de GNOME no Slack já é um tanto suspeita...

Em todo caso, já que hoje em dia alguns slackers não ligam mais para o tio J. R. "Bob" Dobbs (Seu Nome sempre tem as aspas no "Bob"), a dica é excelente!

[2] Comentário enviado por izaias em 16/08/2013 - 22:15h

Pinguins, o Slack é uma distribuição, não uma doutrina!
Ou é?!

Esses slackers... rs

[3] Comentário enviado por removido em 17/08/2013 - 11:28h

Gostei da ideia dessa dica!!!

A propósito, pra mim não existe esse negócio de heresia em instalar outra interface no Slackware, pois o propósito do Slack é justamente ser um sistema flexível, de modo que o usuário possa configurá-lo a seu gosto.

Abs

[4] Comentário enviado por lcavalheiro em 18/08/2013 - 10:20h


[2] Comentário enviado por izaias em 16/08/2013 - 22:15h:

Pinguins, o Slack é uma distribuição, não uma doutrina!
Ou é?!

Esses slackers... rs


Slack é mais do que uma distro, Izaías. O nome da distro é uma homenagem à doutrina defendida pela Igreja dos Subgênios, e ser um slacker é ser mais do que um usuário da distro. É ser uma pessoa que guia sua vida de acordo com os ensinamentos do maior vendedor de todos os tempos, J. R. "Bob" Dobbs, conforme preservados pela Igreja dos Subgênios (http://www.subgenius.com/)

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

[5] Comentário enviado por izaias em 18/08/2013 - 11:58h

Legal o vídeo SUBGENIUS VIDEO STASH.

rsrsrs

[6] Comentário enviado por rodcorporation em 22/08/2013 - 11:01h

Rapaizz, ahahaha quando vcs falam pacotes de terceiros vcs falam pré-compilados ou compilar os sources?? não entendi.

usar o slack.eu o linux packages la seria heresia então? AHAHA

\o

Ótima Dica.

Abs.

[7] Comentário enviado por lcavalheiro em 22/08/2013 - 11:36h


[6] Comentário enviado por rodcorporation em 22/08/2013 - 11:01h:

Rapaizz, ahahaha quando vcs falam pacotes de terceiros vcs falam pré-compilados ou compilar os sources?? não entendi.

usar o slack.eu o linux packages la seria heresia então? AHAHA

\o

Ótima Dica.

Abs.


A gente fala dos pré-compilados por quem não é da equipe do Cara. Slack.eu, linux packages e todos mais provêem um desserviço à proposta "faça-você-mesmo" do Slack. Agora, baixar o source e compilar na unha, isso sim é louvável aos olhos do Cara e de "Bob" Dobbs.

[8] Comentário enviado por rodcorporation em 22/08/2013 - 13:21h

Agora que eu entendi a filosofia.

To voltando pro slack e estava tentando compilar o mate quando vi o artigo.

To com problemas para compilar o mate no mate-control-center.

segue o paste bin do final da compilação.

http://pastebin.com/Fq7yA7Vg

obrigado desde ja.

[9] Comentário enviado por phoemur em 22/08/2013 - 18:22h

Provavelmente ele deve depender de algum outro pacote que você ainda não instalou... Esses Dektop Environments têm uma ordem correta de compilação dos pacotes porque um depende do outro...
Ou então faltando alguma dependência externa...
As dependências externas são: dconf gksu gtk-engines gtksourceview libgksu libgtop libunique murrine rarian

Agora eu sugiro que você sincronize com o mateslackbuilds como foi dito no artigo:
git clone https://github.com/mateslackbuilds/msb

E na pasta msb irá ter slackbuilds para todos os pacotes da série base, extra e deps
Os scripts que eu falei no artigo pra executar (mate-build-base.sh e também mate-build-extra.sh) são apenas uma organização pra executar esses slackbuilds na ordem correta.

Abraços

[10] Comentário enviado por rodcorporation em 22/08/2013 - 20:01h

@phoemur

Você falou nas dependencias e eu fui ver aqui essas da pasta deps, vi que o dconf está na versão 0.12.1-msb porém no slack informa que existe um pacote mais atualizado.

fiz o slackpkg upgrade dconfig e recompilei.e não funcionou. essa coisa ta ficando dificil.

To será que é o source? puxa =[

[11] Comentário enviado por xerxeslins em 26/08/2013 - 15:41h

Interessante.

A impressão que tenho é que MATE Desktop é melhor que o atual Gnome Shell...
antes eu ainda tinha muito entusiasmo com o Gnome Shell, mas não tenho muito mais.

Atualmente estou usando Fedora com MATE Desktop + Compiz e é como voltar no tempo, na época em que era normal ter Gnome 2 + Compiz; brincar com os efeitos e tal.

Sem falar que MATE é bem leve e rápido.
Pelo menos no Fedora, que tem MATE nos repositórios oficiais, tudo funciona.
Tem até uma Spin do Fedora já com MATE e Compiz.

No Slackware deve ser show tbm.

Ótima dica

[12] Comentário enviado por tomazandmara em 20/09/2013 - 14:59h

muito bom Fernando, valeu pela dica
Abracos

[13] Comentário enviado por lcavalheiro em 27/09/2013 - 13:01h

Fernando, deixa eu te perguntar: você não localizou o seu MATE ou não tem a localização desse DE pra pt_BR?

[14] Comentário enviado por phoemur em 27/09/2013 - 16:43h


[13] Comentário enviado por lcavalheiro em 27/09/2013 - 13:01h:

Fernando, deixa eu te perguntar: você não localizou o seu MATE ou não tem a localização desse DE pra pt_BR?


se você usar

LANG=pt_BR startx

o meu já fica em português

[15] Comentário enviado por phoemur em 09/11/2013 - 10:10h

Agora com o lançamento do slack 14.1 mudou um pouco o procedimento:

versão current:
git checkout master

versão 14.1:
git checkout 14.1-mate-1.6

versão 14.0
git checkout 14.0-mate-1.6



Contribuir com comentário