LocalePurge, removendo locales não utilizados no Arch Linux e em distros Debian-like

Publicado por edps em 18/10/2011

[ Hits: 6.345 ]

Blog: https://edpsblog.wordpress.com/

 


LocalePurge, removendo locales não utilizados no Arch Linux e em distros Debian-like



Veremos nesta dica como liberar espaço em disco removendo os locales não utilizados. Para tal tarefa utilizaremos o programa localepurge, disponível nos repositórios Debian e portado para o Arch Linux através do AUR.

No Arch Linux

Para a instalação no Arch Linux instalamos assim:

wget https://aur.archlinux.org/ packages/lo/localepurge/localepurge.tar.gz
tar -zxf localepurge.tar.gz
$ cd localepurge
# makepkg -si


Após a instalação, devemos editar o arquivo /etc/locale.nopurge:

sudo nano /etc/locale.nopurge

Onde:

Devemos comentar a linha "NEEDSCONFIGFIRST" deixando-a assim:

#NEEDSCONFIGFIRST

E para que as manpages noutras linguagens sejam removidas, deixaremos descomentada a linha:

MANDELETE

Para que não sejamos importunados com perguntas sobre novos locales, mantemos descomentada a linha:

DONTBOTHERNEWLOCALE

Para que o processo de limpeza seja mais rápido, mantemos comentada a linha:

#QUICKNDIRTYCALC

Caso queiram que o total de espaço liberado seja exibido após a execução do programa, mantenham descomentada a linha:

SHOWFREEDSPACE

Caso queiram que o processo de limpeza seja mais detalhado, descomentem a linha:

#VERBOSE

Se desejar que o processo seja colorido (nem reparei, já que usei a opção VERBOSE comentada), mantenham comentada a linha:

#NOCOLOR

Por fim o mais importante: OS LOCALES QUE NÃO SERÃO DELETADOS.

#
C
en
en_US
en_US.UTF-8
pt_BR.UTF-8 UTF-8
pt_BR ISO-8859-1

* aqui mantive o inglês, mas é seguro removê-los também.

Por fim executamos o programa:

sudo localepurge

E mesmo com a opção VERBOSE estando comentada no arquivo /etc/locale.nopurge, podemos usá-la:

sudo localepurge -v

Em distros Debian-like

No Debian e em todas as distros que nele se baseiam (Ubuntu, Mint, aptosid, dentre outros) o processo de instalação é relativamente simples:

sudo apt-get update
$ sudo apt-get install localepurge


Logo de cara devemos configurar quais locales serão mantidos. Por padrão eles já deverão estar marcados, no meu caso são:

pt
pt_BR
pt_BR.UTF-8

* caso exista algum locales indesejado marcado, bastará teclar SPACE para desmarcá-lo, ao final executaremos com a opção -v:

sudo localepurge -v

Algumas observações.

No Arch Linux a utilização do localepurge será manual.

Algumas distros baseadas no Arch Linux, acho que o ArchBang e o CTKArch mantém diversos locales habilitados, caso você seja um usuário de uma delas verifique seu arquivo /etc/locale.gen.

Em ambas as distros, o comando para recriar os locales será:

sudo locale-gen

No Debian toda vez que o sistema for atualizado ou algum pacote for instalado, o localepurge entrará em execução para remover os locales indesejados.

Aqueles usuários que utilizam a ferramenta debdelta, saibam que durante a execução deste programa (digo a criação dos novos .debs a partir dos .debdeltas baixados) surgem algumas mensagens de erro devido a utilização do localepurge, mas nada de grave.

Todo o processo de instalação em ambas as distros (incluindo as imagens) encontram-se na dica que publiquei em meu blog:
Um abraço!

Outras dicas deste autor

Comprimindo arquivos PDF no Nautilus

eBook GNU/Linux Advanced Administration

Flite - um sintetizador de voz pequeno e simples

Iniciando o Compiz automaticamente no Debian

Adicionando temas no Ubuntu Lucid Lynx

Leitura recomendada

Ligando para números 4001, 4004, 0800 e 0300 a partir do Skype

Vários Temas para o Editor Gedit

Linux é fácil de instalar

APT e Synaptic no Fedora

Monitoramento legal!

  

Comentários
[1] Comentário enviado por leandro em 19/10/2011 - 10:20h

Bela dica!

Aqui no meu Debian removeu: 636404 KiB

Favoritada!

[2] Comentário enviado por rootgerr em 19/10/2011 - 19:21h

Boa mesmo sempre trazendo dicas úteis

[3] Comentário enviado por removido em 19/10/2011 - 19:52h

Thanks @leandro e @rootgerr



Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts