Gerenciando histórico de comandos no GNU/Linux

Publicado por Ricardo Brito do Nascimento em 27/11/2012

[ Hits: 9.630 ]

Blog: http://brito.blog.incolume.com.br

 


Gerenciando histórico de comandos no GNU/Linux



No GNU/Linux é possível gerenciar o histórico de comandos em poucos minutos.

O histórico de comandos no GNU/Linux é mantido pelo programa history, e com ele temos várias opções.

As execuções apresentadas podem ser configuradas de forma volátil ou perene:
  • No modo volátil, basta executá-los no shell, como estão apresentados.
  • No modo perene, há 2 tipos de configuração:
    • A sistêmica → Válida para todo o sistema;
    • E por perfil → Válida para um usuário específico.

Configuração sistêmica

Adicione as alterações no final do arquivo /etc/profile ou do arquivo /etc/bashrc, usando seu editor de texto preferido, como o Vi, Vim, Emacs, Gedit e outros.

Estas mudanças realizadas no /etc/profile valerão para todos os usuários do sistema operacional, a partir do próximo reboot.

Ex.:

# vim /etc/profile

...
export HISTSIZE=100000
export HISTFILESIZE=200000
export HISTCONTROL=ignoredups:ignorespace

Estas mudanças realizadas no /etc/bashrc ou /etc/bash.bashrc, valerão para todos os usuários do sistema operacional, a partir do próximo logon.

Ex.:

# vim /etc/bashrc

...
# vim:ts=4:sw=4
export HISTSIZE=100000
export HISTFILESIZE=200000
export HISTCONTROL=ignoredups:ignorespace

Configuração por perfil

Adicione as alterações no final de um dos arquivos ~/.bashrc, ou ~/.profile, ou ~/.bash_profile, localizados no path, /home/<user>/<filename>, no perfil do usuário desejado, usando seu editor de texto preferido.

vim ~/.bashrc

...
export HISTSIZE=100000
export HISTFILESIZE=200000
export HISTCONTROL=ignoredups:ignorespace

Ou:

vim ~/.profile

...
export HISTSIZE=100000
export HISTFILESIZE=200000
export HISTCONTROL=ignoredups:ignorespace

Ou:

vim ~/.bash_profile

...
export HISTSIZE=100000
export HISTFILESIZE=200000
export HISTCONTROL=ignoredups:ignorespace

Exemplos

Quantidades de linhas a serem armazenadas no histórico de comandos:

HISTSIZE=100000

Tamanho máximo em bytes (B) que o arquivo será permitido atingir:

HISTFILESIZE=200000

Não armazena no histórico, linhas de comandos duplicados:

HISTCONTROL=ignoredups:ignorespace

Desabilitar o armazenamento de histórico:

export HISTSIZE=0

Abaixo, opções para desabilitar o armazenamento de histórico para a sessão corrente.

1. Desvia o histórico para o /dev/null:

HISTFILE=/dev/null

2. Armazena zero comandos no histórico:

HISTSIZE=0

3. Desabilita a variável de controle do histórico:

unset HISTFILE

4. Limpa o conteúdo do histórico na sessão corrente:

history -c

Atualizações em: Gerenciando histórico de comandos « brito.blog

Outras dicas deste autor

Instalando pacotes utilizando RPM

Tabela de horário de verão 2007/8

Instalando o plugin Java6 da Sun no Ubuntu Linux

Múltiplos downloads

Java no Ubuntu 11.10

Leitura recomendada

Geubuntu 7.10

Livros para os exames LPI (Linux Professional Institute) 101, 102, 201 e 202

Ligando o NumLock na abertura do KDE

Manipulando arquivos PDF no terminal

Instalando as multifuncionais Xerox Workcentre PE 16 e Samsung SCX-4x16

  

Comentários

Nenhum comentário foi encontrado.



Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts