Gerenciando histórico de comandos no GNU/Linux

Publicado por Ricardo Brito do Nascimento em 27/11/2012

[ Hits: 9.999 ]

Blog: http://brito.blog.incolume.com.br

 


Gerenciando histórico de comandos no GNU/Linux



No GNU/Linux é possível gerenciar o histórico de comandos em poucos minutos.

O histórico de comandos no GNU/Linux é mantido pelo programa history, e com ele temos várias opções.

As execuções apresentadas podem ser configuradas de forma volátil ou perene:
  • No modo volátil, basta executá-los no shell, como estão apresentados.
  • No modo perene, há 2 tipos de configuração:
    • A sistêmica → Válida para todo o sistema;
    • E por perfil → Válida para um usuário específico.

Configuração sistêmica

Adicione as alterações no final do arquivo /etc/profile ou do arquivo /etc/bashrc, usando seu editor de texto preferido, como o Vi, Vim, Emacs, Gedit e outros.

Estas mudanças realizadas no /etc/profile valerão para todos os usuários do sistema operacional, a partir do próximo reboot.

Ex.:

# vim /etc/profile

...
export HISTSIZE=100000
export HISTFILESIZE=200000
export HISTCONTROL=ignoredups:ignorespace

Estas mudanças realizadas no /etc/bashrc ou /etc/bash.bashrc, valerão para todos os usuários do sistema operacional, a partir do próximo logon.

Ex.:

# vim /etc/bashrc

...
# vim:ts=4:sw=4
export HISTSIZE=100000
export HISTFILESIZE=200000
export HISTCONTROL=ignoredups:ignorespace

Configuração por perfil

Adicione as alterações no final de um dos arquivos ~/.bashrc, ou ~/.profile, ou ~/.bash_profile, localizados no path, /home/<user>/<filename>, no perfil do usuário desejado, usando seu editor de texto preferido.

vim ~/.bashrc

...
export HISTSIZE=100000
export HISTFILESIZE=200000
export HISTCONTROL=ignoredups:ignorespace

Ou:

vim ~/.profile

...
export HISTSIZE=100000
export HISTFILESIZE=200000
export HISTCONTROL=ignoredups:ignorespace

Ou:

vim ~/.bash_profile

...
export HISTSIZE=100000
export HISTFILESIZE=200000
export HISTCONTROL=ignoredups:ignorespace

Exemplos

Quantidades de linhas a serem armazenadas no histórico de comandos:

HISTSIZE=100000

Tamanho máximo em bytes (B) que o arquivo será permitido atingir:

HISTFILESIZE=200000

Não armazena no histórico, linhas de comandos duplicados:

HISTCONTROL=ignoredups:ignorespace

Desabilitar o armazenamento de histórico:

export HISTSIZE=0

Abaixo, opções para desabilitar o armazenamento de histórico para a sessão corrente.

1. Desvia o histórico para o /dev/null:

HISTFILE=/dev/null

2. Armazena zero comandos no histórico:

HISTSIZE=0

3. Desabilita a variável de controle do histórico:

unset HISTFILE

4. Limpa o conteúdo do histórico na sessão corrente:

history -c

Atualizações em: Gerenciando histórico de comandos « brito.blog

Outras dicas deste autor

LaTeX, BibTeX e PDF sobre Ubuntu

MS Internet Explorer no Linux (IEs4Linux)

Utilizando o comando rsync

Atualização do horário de verão automatizada

Java no Ubuntu 11.10

Leitura recomendada

Como atualizar o Kernel no Linux CentOS 7

Utilizar Ubuntu é uma boa...

Inkscape realmente substitui o Corel Draw ou Illustrator?

Instalação do Debian sem mídia removível

Resolvendo o problema do flash player 10 no Plone

  

Comentários

Nenhum comentário foi encontrado.



Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts