Entendendo as permissões de arquivos no Linux

Publicado por jose claudio em 20/12/2009

[ Hits: 46.541 ]

 


Entendendo as permissões de arquivos no Linux



Nesse tutorial entenderemos as permissões de arquivos mais usadas. Percebo que a maioria dos iniciantes tem muita dificuldade com permissionamento de arquivos. Mostrarei de forma clara e objetiva que não é um bicho de sete cabeças entender as permissões no Linux.

Ao listar um arquivo com o comando:

ls -l arquivo.extensão

Ele mostrará:

Tipo  Dono   Grupo  Outros  Arquivo 
-     ---    ---    ---     arquivo.extensão

Onde:
  • r - Significa permissão de leitura (read);
  • w - Significa permissão de gravação (write);
  • x - Significa permissão de execução (execution);
  • - - Significa permissão desabilitada.

Ou seja, para melhor entendimento, o primeiro dígito determina o tipo de arquivo, os três seguintes a permissão do dono do arquivo, os três do meio a permissão do grupo que o arquivo pertence e os últimos a permissão de outros usuários. A regra para as permissão sempre será:
  • --- - Nenhuma permissão;
  • r-- - Permissão de leitura;
  • r-x - Leitura e execução;
  • rw- - Leitura e gravação;
  • rwx - Leitura, gravação e execução.
As permissões para melhor entendimento se tratando das numéricas são:

Permissão   Binário   Decimal
---         000       0
--x         001       1
-w-         010       2
-wx         011       3
 r--        100       4
 r-x        101       5
 rw-        110       6 
 rwx        111       7

ComandoNúmeroPermissãoStatus
chmod000---------Nenhuma
chmod400r--------Leitura apenas para o dono
chmod444r--r--r--Leitura para o dono, grupo e outros
chmod600rw-------Leitura e gravação apenas para o dono
chmod620-rw--w----Leitura e gravação para o dono, gravação para o grupo
chmod640-rw-r-----Leitura e gravação para o dono, e leitura para o grupo
chmod644rw-r--r--Leitura e execução para o dono, leitura para o grupo e leitura para outros
chmod645-rw-r--r-xLeitura e gravação para o dono, leitura para o grupo e leitura e execução para outros
chmod646-rw-r--rw-Leitura e gravação para o dono, leitura para o grupo e leitura e gravação para outros
chmod650-rw-r-x---Leitura e gravação para o dono e leitura e execução para o grupo
chmod660-rw-rw----Leitura e gravação para o dono e leitura e gravação para o grupo
chmod661-rw-rw---xLeitura e gravação para o dono, leitura e gravação para o grupo e execução para outros
chmod662-rw-rw--w-Leitura e gravação para o dono, leitura e gravação para o grupo e gravação para outros
chmod663-rw-rw--w-xLeitura e gravação para o dono, leitura e gravação para o grupo e leitura e execução para outros
chmod664-rw-rw-r--Leitura e gravação para o dono, leitura e gravação para o grupo e leitura para outros
chmod700-rwx------Leitura gravação e execução para o dono e nada para os demais
chmod770-rwxrwx---Leitura e gravação e execução para o dono, leitura gravação e execução para o grupo e nada para outros
chmod777-rwxrwxrwxPermissão total para dono, grupo e outros


Podemos também dar permissão através de letras, eu particularmente por questão de padronização dou por números, mas para maior entendimentos, por letras ficaria assim:

U    Usuário
G    Grupo
O    Outros
+    Adicionar permissão
-    Remover permissão
=    Igualdade

Exemplos:

chmod u+w arquivo.extensão

O "u" indica o usuário, o sinal de adição (+) indica que está sendo adicionada a permissão e "w" indica que a permissão que está sendo dada é de gravação.

chmod g+rw arquivo.extensão

Leitura e execução para o grupo.

chmod u+rwx arquivo.extensão

Aqui estamos dando permissão total para o dono do arquivo.

Aconselho os leitores desse texto criarem arquivos de teste com o comando "touch teste.txt" e testar todas as permissões para melhor entendimento. Aprender permissão não é apenas decorar e sim exercitar sempre. Em 90% das configurações, a maior atenção precisa ser dada nas permissões, por isso devemos estar sempre atentos com ela.

Parabéns novamente ao VOL, que nos concede esse espaço para deixar um pouco de nosso conhecimento e também aprender muito com todos aqui presente, Linux é arte e sinônimo de humildade e dedicação.

Abraços a todos e sempre online no MSN claudio@linuxtec.com.br.

Outras dicas deste autor

Configurando proxy/cache Squid com autenticação

Autenticando máquinas Windows 7 no Samba

Configurando IP em uma placa de rede

Script IP Válidos na rede interna

Configurando IP estático em uma placa de rede

Leitura recomendada

Dual boot: Ubuntu 14.04 + Windows 8 UEFI (completo)

No working INIT not found (Slackware) [Resolvido]

Atalhos no teclado para o console

Instalando o editor de texto Joe manualmente

Dvtm - nova funcionalidade semelhante ao clusterssh

  

Comentários
[1] Comentário enviado por removido em 13/01/2011 - 21:38h

Dica sensaciona!

Obrigado por compartilhar seu conhecimento!



Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts