Driver Moschip MCS9865 - Serial Flexport FX2S PCI LP/2 para Linux CentOS 5

Publicado por Gabriel Fernandes em 04/05/2011

[ Hits: 16.696 ]

Blog: http://cd2.com.br

 


Driver Moschip MCS9865 - Serial Flexport FX2S PCI LP/2 para Linux CentOS 5



O CentoOS 5 (versão usada pelo instalador 1.8a do Frente de Loja da Zanthus) não possui o módulo adequado para a placa multiserial da FlexPort FX2S PCI LP/2 serial, portanto é necessário compilar e instalar como módulo do kernel para disponibilizar as seriais ao sistema.

Então devemos instalar o módulo do kernel ideal para esta placa, vamos aos passos.

Verifique se a placa serial é a MCS9865, com o comando:

# lspci -v

O resultado vai listar informações de todas as placas PCI, procure pela 9865, deve ser algo parecido com o conteúdo abaixo:

03:01.0 Serial controller: NetMos Technology Unknown device 9865 (prog-if 02 [16550])
   Subsystem: Unknown device a000:1000
   Flags: bus master, medium devsel, latency 32, IRQ 209
   I/O ports at df00 [size=8]
   Memory at fdeff000 (32-bit, non-prefetchable) [size=4K]
   Memory at fdefe000 (32-bit, non-prefetchable) [size=4K]
   Capabilities: [48] Power Management version 2

03:01.1 Serial controller: NetMos Technology Unknown device 9865 (prog-if 02 [16550])
   Subsystem: Unknown device a000:1000
   Flags: bus master, medium devsel, latency 32, IRQ 217
   I/O ports at de00 [size=8]
   Memory at fdefd000 (32-bit, non-prefetchable) [size=4K]
   Memory at fdefc000 (32-bit, non-prefetchable) [size=4K]
   Capabilities: [48] Power Management version 2


Antes de começar precisamos preparar o ambiente para compilar o módulo, verifique ou instale o kit de desenvolvimento do kernel:

# yum install kernel-devel kernel-headers

Caso positivo, vamos instalar o módulo, usando os fontes dele, para download clique no link do pacote tarball abaixo:
Ou vá na área de download do site:
# tar zxvf MCS9865_Linux.tar.gz
# cd MCS9865_Linux
# make
# make install


Aguarde o término da instalação e reinicie o Linux.

Agora a placa multiserial deverá funcionar normalmente, mas ela cria um dispositivo de caractere no sistema de arquivos fora do padrão que a Zanthus enxerga, então para que as seriais estejam disponíveis para o sistema Zeus Frente de Loja da Zanthus é necessário criar links simbólicos que apontem para este sistema de arquivo.

Supondo que queremos subir as portas seriais da placa MCS9865 como com3 e com4, devemos criar os links abaixo para que o sistema da Zanthus reconheça como porta serial.

# ln -sf /dev/ttyD0 /dev/ttyS2
# ln -sf /dev/ttyD1 /dev/ttyS3


Pronto, agora as portas estão disponíveis como portas 3 e 4 no sistema.

Boa sorte.
Gabriel Fernandes

Outras dicas deste autor

Transformando o KDE em um clone do Mac OS X

Driver Realtek RTL8111B / RTL8168B para Linux CentOS 5

Copiar arquivos com Samba via smbclient

Imprimindo em impressoras térmicas com CUPS e Kprinter

Habilitando X11 via SSH no Slackware

Leitura recomendada

Notebook Linux congela ao fechar o flip

Sony VAIO com placa wireless Atheros AR9285 - nVidia 410M Cuda - Ubuntu 11.04

Quickcam Express - configurando módulo (Ubuntu 9.10)

Wi-Fi no Dell Inspiron 1525 - Configurando Broadcom 4311 no Linux Mint 14/15

Wi-Fi AC no Linux (adaptador barato)

  

Comentários
[1] Comentário enviado por nayamonia em 23/05/2011 - 13:22h

Complementando a dica, é possível configurar para carregar automaticamente o módulo ao iniciar o computador nos níveis inicialização 3(shell multiusuário) e 5(X multiusuário):

Crie um arquivo no caminho /etc/init.d/mcs9865 com os comandos abaixo:

# echo "modprobe mcs9865" >> /etc/init.d/mcs9865
# echo "modprobe mcs9865-isa" >> /etc/init.d/mcs9865

Forneça permissão de execução para este arquivo recém criado:

# chmod +x /etc/init.d/mcs9865

Crie os links simbólicos para iniciar no nível 3 e 5:

# ln -s /etc/init.d/mcs9865 /etc/rc.d/rc3.d/Smcs9865 || true
# ln -s /etc/init.d/mcs9865 /etc/rc.d/rc5.d/Smcs9865 || true

Para finalizar insira no rc.local, com os comandos abaixo, as linhas que fazem os links simbólicos para os novos dispositivos criados (no exemplo abaixo as portas serão disponibilizadas no sistema como portas com3 e com4):

# echo "/bin/ln -sf /dev/ttyD0 /dev/ttyS2" >> /etc/rc.local
# echo "/bin/ln -sf /dev/ttyD1 /dev/ttyS3" >> /etc/rc.local

Boa sorte.



Contribuir com comentário