Cores no vi

Publicado por Nandor em 16/01/2007

[ Hits: 20.342 ]

Blog: http://www.solucoesnandor.com.br/

 


Cores no vi



Um dos melhores e mais famosos editores de texto com certeza é o VIM, ou também conhecido como vi.

Em algumas distribuições ele não vem instalado. Para instalá-lo no Debian ou no Conectiva por exemplo é só digitar:

# apt-get install vim

Pronto!

Porém o que quero compartilhar com a comunidade é como habilitar as cores na edição de um arquivo de configuração. Para isso edite o arquivo vimrc, dentro desse arquivo tem uma linha assim:

" syntax on

Remova as aspas (") do início descomentando, salve e saia.

Pronto!

OBS: Se você não sabe onde se encontra esse arquivo vimrc, digite "locate vimrc" ou "find / -iname vimrc".

Outras dicas deste autor

Bloqueando Skype

Alterando o idioma das mensagens do Squid

Comparação de comandos DOS X Linux

Criando sub-domínios no Bind

Resolução em "modo texto"

Leitura recomendada

Gateway FXS para PABX IP - Configuração com Asterisk

sudo: /usr/bin/sudo deve ter como dono o uid 0 e tem definido o bit setuid [Resolvido]

Ações ao Fechar Tampa do Notebook no Linux Mint

alias - Comandos personalizados (para iniciantes)

Configurando o sudo no Insigne Linux

  

Comentários
[1] Comentário enviado por removido em 16/01/2007 - 02:08h

Faltou um 'm' no final do título da dica.

O arquivo de configuração é oculto, então seria .vimrc.

Uma forma mais prática de ativar a coloração da sintaxe é pegar o "example" que vem com o vim. Normalmente, basta um:

> cp /usr/local/share/vim/vim{VERSÃO}/vimrc_example.vim ~/.vimrc

*Onde {VERSÃO} são números.

Se não for essa a localização do arquivo no seu sistema, tente o comando:
> find / -name vimrc_example.vim

Esse arquivo contém a coloração da sintaxe para várias linguagens diferentes, é muito útil...

Mais informações sobre isso podem ser achadas no site do projeto:
http://www.vim.org/

Bye

[2] Comentário enviado por removido em 16/01/2007 - 02:20h

Ah!

"Um dos melhores e mais famosos editores de texto com certeza é o VIM, ou também conhecido como vi."

O "vi" é uma coisa, o "vim" é outra.

O vi é o clássico, o vim é em outra palavra o VIMelhorado. Apenas acho incorreta a frase, pode levar um leitor desinformado chamar o programa e outros pelo nome incorreto; já que um programa é baseado no outro, mas NÃO é igual a ponto de ser conhecido pelo mesmo nome do original.

Bye again...

[3] Comentário enviado por coffnix em 16/01/2007 - 02:58h

gostei das observações do SlackAngel....

da mesma forma q vim não é vi, ubuntu não é debian e firefox não é netscape... e por aí vai.


abração, e tá de parabéns.


aaah, só pra matar vc de raiva.... no meu slack o vim vem por padrão e colorido ainda por cima! hehehe



**********************
chemonz@chemonz:~$ vim --version
VIM - Vi IMproved 7.0 (2006 May 7, compiled Sep 17 2006 20:03:33)
Included patches: 1-109
Compiled by <volkerdi@slackware.com>
Huge version without GUI. Features included (+) or not (-):
+arabic +autocmd -balloon_eval -browse ++builtin_terms +byte_offset +cindent
-clientserver -clipboard +cmdline_compl +cmdline_hist +cmdline_info +comments
+cryptv +cscope +cursorshape +dialog_con +diff +digraphs -dnd -ebcdic
+emacs_tags +eval +ex_extra +extra_search +farsi +file_in_path +find_in_path
+folding -footer +fork() +gettext -hangul_input +iconv +insert_expand +jumplist
+keymap +langmap +libcall +linebreak +lispindent +listcmds +localmap +menu
+mksession +modify_fname +mouse -mouseshape +mouse_dec +mouse_gpm
-mouse_jsbterm +mouse_netterm +mouse_xterm +multi_byte +multi_lang -mzscheme
-netbeans_intg -osfiletype +path_extra +perl +postscript +printer +profile
+python +quickfix +reltime +rightleft -ruby +scrollbind +signs +smartindent
-sniff +statusline -sun_workshop +syntax +tag_binary +tag_old_static
-tag_any_white -tcl +terminfo +termresponse +textobjects +title -toolbar
+user_commands +vertsplit +virtualedit +visual +visualextra +viminfo +vreplace
+wildignore +wildmenu +windows +writebackup -X11 -xfontset -xim -xsmp
-xterm_clipboard -xterm_save
system vimrc file: "$VIM/vimrc"
user vimrc file: "$HOME/.vimrc"
user exrc file: "$HOME/.exrc"
fall-back for $VIM: "/usr/share/vim"
Compilation: i486-slackware-linux-gcc -c -I. -Iproto -DHAVE_CONFIG_H -O2 -Wdeclaration-after-statement -I/usr/local/include -D_LARGEFILE_SOURCE -D_FILE_OFFSET_BITS=64 -I/usr/lib/perl5/5.8.8/i486-linux/CORE -I/usr/include/python2.4 -pthread
Linking: i486-slackware-linux-gcc -Wl,-E -L/usr/local/lib -o vim -lncurses -lacl -lgpm -Wl,-E -L/usr/local/lib /usr/lib/perl5/5.8.8/i486-linux/auto/DynaLoader/DynaLoader.a -L/usr/lib/perl5/5.8.8/i486-linux/CORE -lperl -lcrypt -lutil -lc -L/usr/lib/python2.4/config -lpython2.4 -lpthread -lutil -lm -Xlinker -export-dynamic

[4] Comentário enviado por adrianobragas em 30/03/2012 - 23:14h

Um jeito mais simples de fazer a mesma coisa é:

Por exemplo, abra um arquivo qualquer e

1)Pressione a tecla "dois-pontos" : seguido dos comandos abaixo
2)syntax on (Habilita cores)
2)syntax off (Desabilita cores)

Exemplo:

:syntax on (pressione enter e veja tudo colorido).
:syntax off (pressione enter e desabilita as cores).



Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts