Configurações pós-instalação do Debian GNU/Linux

Publicado por André Ricardo em 03/05/2007

[ Hits: 17.603 ]

 


Configurações pós-instalação do Debian GNU/Linux



Olá pessoas!

Nesta pequena dica vamos realizar algumas configurações simples, porém essenciais para um perfeito funcionamento de nosso equipamento em ambiente de rede e independente da aplicação a ser utilizada.

Recomendo que leiam o artigo abaixo antes de ler este para uma melhor compreenção das configurações aqui apresentadas.


O primeiro passo é ter em mãos o CD/DVD do sistema e colocá-lo na máquina.

No terminal, digite:

# apt-setup

Selecione a opção "EDITAR FONTES MANUALMENTE". Na tela que surge, apague tudo, salve e saia do editor. Ao perguntar se deseja adicionar outra fonte, selecione "SIM". Selecione "CD-ROM". Após a verificação da mídia será questionado se deseja adicionar outra fonte, selecione SIM caso tenha outras mídias. Ao sair do editor, digite:

# apt-get update

Recomendo adicionar também o repositório FTP brasileiro do Debian!

Vamos agora instalar dois editores de arquivos. Digite:

# apt-get install mc vim

Confirme a instalação com um "S"

Pronto. Agora vamos configurar o editor Vim. Para isto basta digitar:

# vim /etc/vim/vimrc

Com o arquivo aberto em sua tela, desça até a ultima linha do arquivo e adicione as seguintes linhas:

sintax on
set nu

Pronto! Salve e saia do editor (para isto basta digitar ":x").

Agora toda vez que utilizar o editor Vim irá aparecer a sintaxe de cada comando colorido e as linhas numeradas.

Para aqueles que lembram do antigo DOS da Microsoft o pacote MC é perfeito para vocês. Ele divide a tela em duas partes e você pode navegar pelos diretórios e editar os arquivos facilmente! Para utilizá-lo basta digitar:

# mc

Vamos agora conferir o IP que nosso equipamento esta utilizando. Para isto, basta digitar:

# ifconfig

Para alterar a configuração do IP devemos alterar o seguinte arquivo:

# vim /etc/network/interfaces

Seu arquivo deve estar parecido com este!

auto lo
iface lo inet loopback

auto eth0
iface eth0 inet static
address 192.168.0.1
netmask 255.255.255.0
network 192.168.0.0
broadcast 192.168.0.255
gateway 192.168.0.1

Após a alteração devemos reiniciar o serviço com o seguinte comando:

# /etc/init.d/networking restart

Vamos agora conferir o domínio de sua máquina e seus arquivos de configuração. Primeiramente, digite:

# hostname -d

Este comando serve para ver o domínio da sua máquina.

# hostname -i

Este comando serve para ver o IP de seu equipamento.

# hostname -a

Este comando serve para ver o nome da sua máquina.

# hostname -f

Este comando serve para ver o nome completo de sua máquina.

Os arquivos de alteração são:

# vim /etc/hosts
# vim /etc/hostname


Para editar o arquivo de configuração de resolução DNS vá ao seguinte arquivo:

# vim /etc/resolv.conf

Ele deve estar com linhas semelhantes a estas:

search andrericardo.com.br
nameserver 192.168.0.1
domain andrericardo.com.br

Pronto! Com estes arquivos já podemos definir o que iremos fazer com o nosso servidor. O próximo passo agora é configurá-lo de acordo com o propósito do equipamento.

Recomendo reiniciar o computador após realizar as alterações nestes arquivos acima.

Outras dicas deste autor
Nenhuma dica encontrada.
Leitura recomendada

Tutoriais sobre o openSUSE 11.3

Instalação do Bacula no Linux Debian 4.0

Virtualização dos sistemas operacionais: CentOS, Debian, Slackware e Ubuntu (parte 2)

Supertux 0.3.0 no Slackware 11

Desinstalar o KDE do seu Linux (apt)

  

Comentários

Nenhum comentário foi encontrado.



Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts