Como ver a versão da distribuição no terminal (e outras informações)

Publicado por Xerxes Lins em 04/09/2013

[ Hits: 415.372 ]

Blog: https://voidlinux.org/

 


Como ver a versão da distribuição no terminal (e outras informações)



Eu estava curioso para saber como ver a versão da distribuição no terminal. Pesquisei, e agora posto a dica para usuários, como eu, que querem saber.

Para ver no terminal informações como o nome e a versão da distribuição, bem como a versão do kernel, você pode usar os seguintes comandos:

cat /etc/*-release

Ou então:

cat /etc/*-release | grep PRETTY

Vai retornar algo como:
PRETTY_NAME="Debian GNU/Linux jessie/sid"
NAME="Debian GNU/Linux"
ID=debian
ANSI_COLOR="1;31"
HOME_URL="http://www.debian.org/"
SUPPORT_URL="http://www.debian.org/support/"
BUG_REPORT_URL="http://bugs.debian.org/

Ou apenas:
PRETTY_NAME="Debian GNU/Linux jessie/sid"

Outro comando:

lsb_release -a

Retorna algo, como:
No LSB modules are available.
Distributor ID: Debian
Description:    Debian GNU/Linux testing (jessie)
Release:        testing
Codename:       jessie

Há também:

uname -a

Ou ainda:

uname -mrs

Para mais informações sobre o comando uname:

uname --help

Por fim, tente o comando:

cat /proc/version


É isso. Obrigado!

Fonte:
Outras dicas deste autor

Desconectando automaticamente ao reiniciar o Slackware

Volume acima de 100% no Elementary OS

Tirando bordas das janelas no Xfce

SubDownloader - Forma mais fácil de conseguir legendas para filmes

Botões de controle do Xfce no painel!

Leitura recomendada

Listando arquivos pela data

O comando recode

Fingindo que está ocupado no trabalho enquanto toma um café ouvindo podcast

Rodando o Free Tennis

lspci - Verificando memória de vídeo

  

Comentários
[1] Comentário enviado por MAPOGOS em 21/04/2014 - 21:57h

Legal foi muito útil pra min valeu;
O resultado foi
uname -mrs
Linux3.8.0-35-generix i686;

[2] Comentário enviado por gandalf74 em 21/11/2014 - 01:43h

Xerxes,
Estou tentando instalar o drive da minha placa de vídeo que é bem antiga (nvidia RIVA TNT2) e no tutorial que estou seguindo pede para num comando colocar a "versão do instalador". Essa versão do instalador seria a versão do kernel que eu veria com o comando uname -mrs?


[3] Comentário enviado por xerxeslins em 22/11/2014 - 00:34h

Olá,

eu precisaria ver o tutorial pra responder, mas acho que é a versão do instalador, ou seja do programa e não do kernel.

Tem o link do tutorial aí?

[4] Comentário enviado por DanielDutra em 30/08/2016 - 19:41h

Muito obrigado pelas dicas já favoritei para posteior consulta caso venha a me esquecer.

Um colega postou aqui no Vol um comando curioso que mostra essa informação também

$ cat /etc/[A-Za-z]*[_-][rv]e[lr]*

Só para incrementar descobri algo pesquisando agora que não sabia.

O comando cat /etc/*-release possui o asteristico (*) pois ele é um caracter coringa e significa "qualquer coisa, qualquer número de vezes". Por exemplo na pasta /etc/ se voce for olhar não possui só um arquivo com um pedaço do nome chamado -release mas todos eles significam a mesma coisa e se você colocar o coringa *-release ele mostrar o arquivo que possui esse nome mas que é mais executado por um numero de vezes maior. Creio que deva ser isso.


[5] Comentário enviado por rogertecnic em 27/07/2017 - 23:20h

Muito bom o post, só complementando sobre as informações da versçao do kernel e da distribuição. você pode ter versões diferentes de distros rodando encima do mesmo kernel, ou a mesma distro rodando encima de versões de kernel diferentes, outro fator interessante sobre a distribuição linux é que uma versão 9 por exemplo pode ser mais atualizada que uma versão 9.1, pois com a possibilidade de compilar e instalar programas (packages) novos uma versão da distro pode ser mais atualizada.

O kernel utiliza o seguinte formato: X.Y.Z-V, onde X é a versão do kernel, Y é o nome da revisão majoritária do kernel, Z é o nome da release (ou correção), V é uma variante e que pode indicar que é um kernel para multiprocessamento (smp = symmetric multiprocessing) ou kernel específico para uma arquitetura (i386).
Por padrão, quando o Y do kernel for um número ímpar, indicará que esta é uma versão em desenvolvimento para testes, também chamada de “instável”. Quando Y for par, indicará que trata-se de uma versão em produção para uso normal, também chamada de “estável”. Quanto maior for o valor de Z, mais estável e melhorada é a versão utilizada, pois refletem correções de bugs da versão e acréscimo de novas funcionalidades. A série 2.2, por exemplo, ganhou suporte à USB a partir da versão 2.2.18. Na série 2.6, foi melhorado o suporte a processadores multinúcleo.

Para o kernel por exemplo, para 2.6.32-27-generic é um kernel da série 2.6 (ou versão 2.6), para uso em produção (não é para testes), com conjunto de correções de número 32 e variante 27-386 (neste caso, específico para a arquiterura i386). Você pode se informar das últimas versões do kernel no endereço: http://www.kernel.org.

A distribuição segue em geral um número A.B. Na maioria, para saber o número da versão você pode executar:

cat /etc/issue

Abraços.

[6] Comentário enviado por Franciscojrac em 10/09/2017 - 14:16h

Me ajudou bastante...Muito obrigado

[7] Comentário enviado por Shanepa em 23/05/2018 - 15:08h


[4] Comentário enviado por DanielDutra em 30/08/2016 - 19:41h

Muito obrigado pelas dicas já favoritei para posteior consulta caso venha a me esquecer.

Um colega postou aqui no Vol um comando curioso que mostra essa informação também

$ cat /etc/[A-Za-z]*[_-][rv]e[lr]*

Só para incrementar descobri algo pesquisando agora que não sabia.

O comando cat /etc/*-release possui o asteristico (*) pois ele é um caracter coringa e significa "qualquer coisa, qualquer número de vezes". Por exemplo na pasta /etc/ se voce for olhar não possui só um arquivo com um pedaço do nome chamado -release mas todos eles significam a mesma coisa e se você colocar o coringa *-release ele mostrar o arquivo que possui esse nome mas que é mais executado por um numero de vezes maior. Creio que deva ser isso.




Na verdade não é isso, o asterisco (*) significa todos, então quando da o comando cat /etc/*-release, ele vai te mostrar o conteúdo de todos os arquivos que no final do nome possuem "-release" por exemplo, no Ubuntu 18.04 temos dois arquivos que terminam com" -release", o "os-release" e o lsb-release, pra não ter que ver de 1 por 1 que seria assim: "cat /etc/lsb-release" e "cat /etc/os-release", eu posso ver os dois juntos com "cat /etc/*-release".

[8] Comentário enviado por lanjos em 26/07/2018 - 20:11h

Foi interessante que os comandos ainda são funcionais em 2018 no Debian Stretch. Bom post!

[9] Comentário enviado por edivandjs em 30/01/2019 - 18:04h

Gostei do $ lsb_release -a . Muito bom. Vlw!



Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts