Boot automático pelo último kernel ou sistema utilizado (GRUB 2)

Publicado por niquelnausea em 01/07/2015

[ Hits: 7.188 ]

 


Boot automático pelo último kernel ou sistema utilizado (GRUB 2)



Esta dica se aplica para usuários do gerenciador de boot GRUB 2, que possuam preferência por uma determinada versão do kernel, distro ou sistema. Testado no Arch Linux, mas se aplica a praticamente todas as distros.

Para quem possui mais de um kernel ou sistema instalado na mesma máquina, precisa selecionar o kernel ou sistema desejado a cada inicialização do GRUB, do contrário sempre será iniciado a primeira entrada da lista.

Existe a possibilidade de setar uma determinada entrada como default no arquivo /boot/grub/grub.cfg, porém não é um método muito eficiente, já que a cada atualização do kernel, se perde a opção selecionada. Por padrão, a primeira entrada na lista é setada como default, ou seja, ao iniciar a máquina, é a opção selecionada por padrão.

Em distros como o Debian/Ubuntu/Mint, a maior versão do kernel se torna a padrão (seja o kernel disponibilizado pelos repositórios oficiais ou instalados manualmente), porém as versões anteriores ainda estão disponíveis através de um submenu. No Arch, a ordem é definida de forma alfabética (linux-lts, linux-XXX e linux), por ser rolling release, o kernel será sempre o mais atual, que substitui a versão anterior.

Caso sempre use ou tenha preferência por determinado kernel, vamos aos passos:

Edite o arquivo /boot/grub/grub.cfg através de seu editor favorito, e adicione as seguintes linhas:

GRUB_DEFAULT=saved
GRUB_SAVEDEFAULT="true"
GRUB_DISABLE_SUBMENU=y

As opções GRUB_DEFAULT=saved e GRUB_SAVEDEFAULT="true" definem quem a última opção será salva, e também será selecionada no próximo boot. A opção GRUB_DISABLE_SUBMENU=y desabilita a criação de submenus, de forma que será apresentado todas as entradas e opções disponíveis de boot, seja versões diferentes do kernel, distros ou sistemas.

Apos a edição do arquivo /boot/grub/grub.cfg, atualize as entradas do GRUB (como root):

No Arch:

# grub-mkconfig -o /boot/grub/grub.cfg

No Ubuntu:

# update-grub

Isso irá recriar de forma automática as entradas no arquivo /boot/grub/grub.cfg. Reinicie para testar.

Obs.: em distros que usem várias versões do mesmo kernel, talvez a opção GRUB_DISABLE_SUBMENU=y não seja interessante visualmente, bastando que seja comentada (#) ou não colocada no arquivo /boot/grub/grub.cfg.

Fontes:
Outras dicas deste autor

opi, o facilitador para instalar pacotes da comunidade e multimídia para openSUSE

Leitura recomendada

Elimine pacotes órfãos no Ubuntu

Iniciando gDesklets automaticamente no KDE

Servidor Yum público para Oracle Linux 6.1

Configurando o som no Slackware com o ALSA

Pendrive bootável com GRUB e duas partições (XFS e FAT)

  

Comentários
[1] Comentário enviado por mauricio123 em 27/08/2020 - 12:23h

Muito bom.

___________________________________________________________
[code]Conhecimento não se Leva para o Túmulo.
https://github.com/MauricioFerrari-NovaTrento [/code]






Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts