Uma excelente ferramenta de monitoramento de rede

O MRTG é um programa feito em Perl muito útil para analisar o tráfego utilizado em sua rede/link. Ele gera gráficos que te mostram o uso da banda em termos de velocidade.

[ Hits: 39.395 ]

Por: Edivaldo Cavalcante de ALbuquerque Junior em 10/01/2008


Extraindo e compilando a ferramenta



O MRTG requer o seguinte para compilar e funcionar no seu Linux: gcc, perl, gd, libpng, zlib. Provavelmente sua distribuição já veio com esses pacotes, então não os cobrirei neste tutorial. Vamos agora começar a instalação:

# tar zpfx mrtg-2.9.25.tar.gz
# cd mrtg-2.9.25
# ./configure --prefix=/usr --sysconfdir=/etc/mrtg


[...configurando a compilação...]

# make

[...compilando...]

# make install

E pronto. Se tudo ocorrer bem, o MRTG estará instalado corretamente no seu sistema, e pronto para o uso! Mas antes, teremos que criar um arquivo de configuração para o MRTG usar. Para isso utilizaremos um utilitário do MRTG chamado "cfgmaker". Tenha em mãos o IP do seu roteador e a senha "community" dele... Se você não souber o que diabos é isso, então está precisando mexer um pouco mais com o roteador. :) Execute o comando:

# cfgmaker --global 'WorkDir: /var/www/html/mrtg' \
--global 'Options[_]: bits,growright' \
--output /etc/mrtg/exemplo.cfg \
[email protected]


Onde "xxx.xxx.xxx.xxx" é o IP do seu roteador. Este comando irá gerar o arquivo "/etc/mrtg/exemplo.cfg" e servirá para alterarmos manualmente, comparando com o resultado. Veja este exemplo de configuração final comentada:

# ---------------------
# Configurações Globais
# ---------------------

# Diretório onde vai ficar a página com os gráficos gerados
# pelo MRTG
WorkDir: /var/www/html/mrtg

# Língua usada pelo MRTG para as mensagens na página
Language: brazilian

# Opções:
# bits = Mostrar a velocidade em bits (bits/bytes)
# growright = O gráfico cresce para a direita
Options[_]: bits,growright

# Rodar como Daemon? Assim não será preciso colocar
# no crontab, só precisará colocar um comando na
# inicialização do Linux.
RunAsDaemon: yes

# --------------------------------
# Configuração do link 1 (256kbps)
# --------------------------------

# Aqui você terá de comparar com o exemplo gerado
# pelo comando 'cfgmaker', coloque o valor igual
# ao que foi mostrado. O primeiro número é essencial
# para saber a ligação que estamos usando no roteador.
Target[EXEMPLO]: 1:[email protected]:

# A quantidade de bytes que o link suporta.
# 64kbps = 8000
# 256kbps = 32000
MaxBytes[EXEMPLO]: 32000
AbsMax[EXEMPLO]: 32000

# Com essa opção, todos os 4 gráficos não serão
# redimensionados de acordo com o uso do link. Eles sempre
# terão a altura do máximo de tráfego que se pode chegar
# (de acordo com os itens acima).
Unscaled[EXEMPLO]: dwmy

# Configurações da página. Título e frase no Topo.
Title[EXEMPLO]: Exemplo de Análise de Tráfego para link de 256kbps
PageTop[EXEMPLO]: <h1>Exemplo de Análise de Tráfego para link de 256kbps</h1>

Página anterior     Próxima página

Páginas do artigo
   1. Disposições preliminares
   2. Extraindo e compilando a ferramenta
   3. Rodando o aplicativo
Outros artigos deste autor

Filtragem de páginas SSL (443) no Squid transparente

Leitura recomendada

DSpace no Ubuntu 12.04 - Instalação via Banco de Dados Oracle 11g

Nagios - O seu gerenciador de redes

Inkscape - Introdução (parte 1)

Compartilhando músicas pela Web com o Amarok

Gerenciamento de Lan House com Main Control System

  
Comentários
[1] Comentário enviado por cometti em 10/01/2008 - 20:01h

Bacana o artigo ...

[2] Comentário enviado por rafpelegri em 11/01/2008 - 07:28h

O artigo está ótimo, mas não consigo acessar os links. Verifique se estão corretos.
O link que encontrei como oficial é http://oss.oetiker.ch/mrtg/.

[3] Comentário enviado por fabiocax em 11/01/2008 - 10:04h

Muito interessante o artigo, vale lembrar que por experiencia nesse assunto, quando monitora-se muitos elementos é interessante utilizar o recurso cron do linux para evitar estouro de memória ou ciosa parecida.
vai ai uma dica.

[4] Comentário enviado por edivaldocaj em 28/01/2008 - 14:49h

muito boa a Dica do Fabiocax...

[5] Comentário enviado por pitoow em 24/11/2009 - 14:20h

10 Ferramentas para monitoramento de Rede

http://how2ubuntu.blogspot.com/2009/11/10-ferramentas-para-monitorar-sua-rede.html


Contribuir com comentário