Polindo o seu Debian - KDE + Debian-Sid

Muitos usuários reclamam da falta de apelo visual e de programas ultrapassados que o Debian usa no CD oficial. Aqui vai "A dica" para você instalar passo a passo o KDE juntamente com o Debian Sid, não deixando nada a dever para os distros voltadas para desktop, como o redhat e conectiva (por Xamusk e Merovigiam).

[ Hits: 95.172 ]

Por: Franklin Anderson de Oliveira Souza em 29/12/2003 | Blog: http://fisica.ufmt.br/~franklinbr/


Mãos a obra!!!



Com a instalação básica em mãos temos que configurar o apt para que possa baixar pacotes da internet. Faremos isso com o seguinte comando:

# apt-setup

Este comando abrirá a seguinte janela no seu terminal. Escolha de onde você quer baixar os pacotes, do ftp ou http.

Terminado este passo, teremos que que editar o sources.list que está no /etc/apt/sources.list e fazer algumas pequenas mudanças nos endereços dos repositórios que se encontram no arquivo. O sources.list se encontra da seguinte maneira (neste exemplo foi configurado escolhendo http):

deb http://ftp.us.Debian.org/Debian/ stable main non-free contrib
deb-src http://ftp.us.Debian.org/Debian/ stable main non-free contrib
deb http://non-us.Debian.org/Debian-non-US stable/non-US main contrib non-free
deb-src http://non-us.Debian.org/Debian-non-US stable/non-US main contrib non-free

Essa é uma típica configuração de endereços dos repositórios pelo comando apt-setup, em que todos os pacotes serão baixados do repositório stable.

Para migrar para o sid teremos que usar os pacotes unstable (instáveis) e faremos isso alterando o sources.list. Use o seu editor preferido, mas como root (comando su). Feito isso, onde temos a palavra stable, colocaremos unstable, ficando assim:

deb http://ftp.us.Debian.org/Debian/ unstable main non-free contrib
deb-src http://ftp.us.Debian.org/Debian/ unstable main non-free contrib
deb http://non-us.Debian.org/Debian-non-US unstable/non-US main contrib non-free
deb-src http://non-us.Debian.org/Debian-non-US unstable/non-US main contrib non-free

O próximo passo é rodar o seguintes comandos:

# apt-get update
e
# apt-get dist-upgrade

Dessa forma você irá atualizar os pacotes básicos do Debian (somente o kernel e os módulos). Abaixo estão listados os pacotes que serão substituídos para simples amostragem.

Simples amostragem do pacotes que serão substituídos:

coreutils debconf-i18n dselect e2fslibs gcc-3.3-base initscripts
libacl1libattr1 libblkid1 libcomerr2 libconsole libdb1-comdat
libdb3-util libgcc1libgcrypt1 libgdbn3 libgnutls57 l
iblocale-gettext-perl liblz01 libnewt0.51libopencdk8 libpcap0.7
libsasl2 libss2 libstdc++5 libtasn1-0 libtext-charwidth-perl
libtext-iconv-perl libtext-wrapi18n-perl libtextwrap1 libvvid1
slang1a-utf8sysv-rc zlibb1g

Quando o download dos pacotes terminar, o apt começará a instalá-los, várias perguntas serão feitas no decurso e por conveniência você escolherá YES em todos os exemplos, começando com o upgrade do GLIBC.

A maioria das perguntas são feitas para configurações de arquivos do sistema e optar pelo default é uma ótima opção. Não se esqueça, YES em todas as perguntas.

Pronto, até aqui todos os pacotes da versão instável (unstable) do Debian estão instalados. Aqui convém executar o comando:

# lilo -v

Para ter certeza que o lilo está sem erros. Reinicie o sistema para que o sistema atualize. Se por ventura o LILO não funcionar, faça o boot com o cd do Debian novamente e no prompt do boot digite:

# rescue root=/dev/hdaX
X é a partição do Debian (do Linux)

Quando o prompt do Linux for carregado, entre como root e digite LILO, com isso o problema estará resolvido. Agora estamos aptos a começar montar o nosso Linux desde o básico, digite no console o comando:

# tasksel

Este comando irá carregar o tasksel, que nada mais é que uma simples interface para a instalação dos componentes principais do Debian.

Neste programa você habilitará a instalação somente do X Window System. Com isso será instalado o suporte para o ambiente gráfico KDE e caso queira outro ambiente gráfico. Você pode fazer o mesmo com o comando:

# apt-get install x-window-system

Uma vez baixado os pacotes será necessário configurá-los. Acredito que os leitores deste artigo já instalaram e usaram o Woody sem problemas, então para estes este passo de configurar o xserver-xfree86 é tranqüilo e sinceramente para quem nunca instalou o Debian antes, deve conhecer primeiro o Woody para se adequar mais ao sistema e a seus comandos próprios.

De qualquer forma, como todos sabem, é de fundamental importância saber qual o modelo da placa de vídeo do computador para que possa instalar com o driver adequado. Isto está muito bem documentado no site do debian-br.

Pronto, com o X Window System instalado e configurado, vamos para o passo que realmente interessa: a instalação do KDE.

Embaixo está a lista de pacotes que você terá que instalar com o apt (APT-GET INSTALL pacote) para ter o seu KDE funcionado:
  • kdewallpapers
  • kdesktop
  • kdesdk-kfile-plugins
  • kdepasswd
  • kdenetwork-kfile-plugins
  • kdemultimedia-kio-plugins
  • kdemultimedia-kfile-plugins
  • kdelibs4
  • kdelibs-bin
  • kdelibs-data
  • kdegraphics-kfile-plugins
  • kdebase-kio-plugins
  • kdebase-data
  • kdebase-bin
  • kdeaddons-kfile-plugins
  • ark
  • kcalc
  • kcharselect
  • kcmlinuz
  • kcoloredit
  • kcontrol
  • kedit
  • kfind
  • kfloppy
  • kghostview
  • khelpcenter
  • kicker
  • kicker-applets
  • klipper
  • kmenuedit
  • kmix
  • kpersonalizer
  • konsole
  • ksplash
  • ksmserver
  • konqueror
  • kwin
  • desklaunch
  • kicker
  • kdm
  • ttf-bitstream-vera
  • ttf-freefont
  • ttf-xfree86-non-free
Ou para facilitar sua vida, apenas copie e cole o comando abaixo:

# apt-get install kdewallpapers kdesktop kdesdk-kfile-plugins kdepasswd kdenetwork-kfile-plugins kdemultimedia-kio-plugins kdemultimedia-kfile-plugins kdelibs4 kdelibs-bin kdelibs-data kdegraphics-kfile-plugins kdebase-kio-plugins kdebase-data kdebase-bin kdeaddons-kfile-plugins ark kcalc kcharselect kcmlinuz kcoloredit kcontrol kedit kfind kfloppy kghostview khelpcenter kicker kicker-applets klipper kmenuedit kmix kpersonalizer konsole ksplash ksmserver konqueror kwin desklaunch kicker kdm ttf-bitstream-vera ttf-freefont ttf-xfree86-non-free

Algumas perguntas serão feitas na instalação do pacotes e como sempre, caso não queira ler as mensagens ou não tem um domínio bom do Inglês, use o default, yes em todos.

Feito isso, reinicie sua máquina e aproveite o seu novo Kde-3.1.4 rodando no Debian Sid. Have Fun ! ! ! :)

Página anterior     Próxima página

Páginas do artigo
   1. Considerações Iniciais (preparando o terreno)
   2. Mãos a obra!!!
   3. Programas de vídeo, audio, ICQ, IRC e temas GTK
   4. Compartilhadores p2p (Kazaa, Gnutella e outros)
   5. Login gráfico - Instalando o GDM
   6. Considerações finais
Outros artigos deste autor

Debian + Xorg + Nvidia - Um conceito visual para desktops

Gnuplot - versátil ferramenta científica

O que é Orientação a Objeto - Mais uma tentativa

Gráficos elaborados com GnuPlot e Pov-Ray

Mp3Blaster - O mais completo reprodutor de MP3 modo texto

Leitura recomendada

Configurando um servidor de backup Bacula

Montar MP3 e pendrives USB automaticamente com Hotplug

Minix - Instalação e configuração básica

Slackware descomplicado para iniciantes

Instalação e configuração do J2SE

  
Comentários
[1] Comentário enviado por lordello em 29/12/2003 - 10:46h

Amiguinho, só um comentário:
Esse texto vem do Site da Debian:
-----
unstable
É na distribuição "unstable" que o desenvolvimento ininterrupto do Debian ocorre.
Geralmente, os usuários dessa distribuição são os próprios desenvolvedores e pessoas que gostam de emoções fortes.

A distribuição "unstable" atual chama-se sid.
-----
Essa versão SID é realmente indicada para usuário Desktop?
Ela não é muito instável e cheia de bugs?
Pergunto isso pois não uso Debian, usei a um bom tempo atrás a Debian woody. Mas acho que se tiver tantos bugs nessa versão acho que para o usuário Desktop isso seria um martírio, ele iria profetizar para Deus e o Mundo que Linux é mais instável que o M$ e isso não seria legal.
Falow!

[2] Comentário enviado por fabio em 29/12/2003 - 11:53h

Ricardo,

Debian é a distribuição mais puritana que há, seus pacotes são testados exaustivamente antes de entrar para sua versão stable (atualmente a Woody), o que faz com que quando os aplicativos para desktop são liberados, os mesmos já se encontrem "atrasados". Por isso fica a deixa, stable é ótimo para servidores, pois lhe garantirá um Linux realmente estável e unstable para desktop, pois lhe trará as últimas versões dos softwares que você gosta de usar.

Geralmente os bugs que existem na unstable se referem a problemas de dependências entre os pacotes, o que pode confundir o apt-get às vezes, mas nada que alguns dias de experiência com o sistema de empacotamento DEB possa resolver. De resto, os softwares que compõem um Debian unstable são os mesmos que existem nas últimas versões das distribuições Linux mais comerciais, aquelas que lançam uma caixinha nova a cada mês e mesmo assim ainda dizem que existe um mundo de novidades de uma versão para outra.

Então sigo sempre a seguinte política: instalar stable em servidores, instalar unstable em desktops.

[3] Comentário enviado por franklinbr em 29/12/2003 - 13:32h

É, nem preciso comentar muito, o fabio disse tudo, uma coisa que eu esqueci de cometar é voce pode perguntar , porque todos aqueles pacotes necessarios para intalação em vez de um somente "apt-get install kde" como no stable ? Os pacotes estão com as dependencias quebradas no caso do kde então é necessario que voce saiba quais os pacotes intalar individualmente, isso não foi muito facil de descobrir heheheh. No caso do gnome naum tem problema, no sid um"apt-get install gnome-core " o voce ta com o garoto instalado.
E voltando a dizer o sid roda muito bem em desktop, ainda naum tive surpresas aqui. Este artiguinho ainda não entrou no site do debian-br ainda hehe (não que eu saiba) ;p

franklinbr

[4] Comentário enviado por lordello em 01/01/2004 - 14:03h

Muito bom saber disso, sempre tive um pé atrás em relação ao Debian unstable pela advertência tão forte do site da debian: "os usuários dessa distribuição são pessoas que gostam de emoções fortes".
Valeu cara, gosto muito da debian. não estava de forma alguma diminuindo sua importância.
Falow!

[5] Comentário enviado por removido em 06/01/2004 - 04:51h

:**

[6] Comentário enviado por rrubio em 28/01/2005 - 14:53h

Eu gosto muito da versão Sarge (testing), pois fica entre a sid e a wood.
a wood acho muito 'puritana' e a sid é meio por medo do "pessoas que gostam de emoções fortes".

o debian sarge tem algumas 'novidades', e nunca deu problemas de dependencias aqui no meu sistema usando os repositórios oficiais do debian...


...

[7] Comentário enviado por sergiodemoura em 16/03/2005 - 07:37h

Uso Woody em servidores, e atualmente estou implantando-o em DESKTOP e esse forum confirmou o que eu esperava....

DEVO USAR O SID EM DESKTOP's e continuar com o WOODY nos servidores.
No caso comentado o KDE é só um problema aqui relacionado. Com certeza o maior problema é nos casos onde se tem muita variação de hardware.....


[8] Comentário enviado por lennon.jesus em 22/11/2005 - 09:44h

Muito bom o artigo!

Parabéns.
Lennon Jesus.

[9] Comentário enviado por fisicorj em 04/08/2007 - 15:39h

Muito bom. Ótimo tuto para personalizar o lmeu DEBIAN...

[10] Comentário enviado por lsilveira em 07/08/2007 - 11:12h

eu tenhu em um hd instalado o xp e o kubuntu so que preciso instala o debian para fazer uns testes e quando vou instalar ele da problema para instalar o ambiente desktop por causa da placa de video !!! alguem sabe oq fazer ???
obrigado

[11] Comentário enviado por soros em 04/12/2007 - 14:38h

Xique Demais! Parabéns.

[12] Comentário enviado por braulio em 08/07/2008 - 10:13h

Muito bom artigo
não conhecia o comando #tasksel do Debian
Me ajudou muito

[ ]'s


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts