Personalizando um live CD e bootando-o diretamente do Grub

Este artigo irá lhe guiar pelo processo de personalização de um sistema Linux distribuído em live ISO, além de lhe ensinar a adicionar a mesma para boot através do Grub, sem a necessidade de uma mídia externa.

[ Hits: 4.429 ]

Por: Matheus em 18/06/2018


Introdução



Existem inúmeros sistemas Linux em live CD e muitos deles são pensados para recuperação de sistemas, sempre recomendo ter um desses com você para fatos inesperados. Entretanto o que vou fazer aqui é um caminho um tanto diferente para o mesmo objetivo final.

Estarei trabalhando aqui com a personalização do Gentoo live DVD, pois o mesmo é uma belíssima ferramenta de recuperação já que tem suporte a inúmeros hardwares e ambientes, indo da recuperação de um sistema de arquivos ext* até algo avançado com ZFS.

Mesmo que eu vá me basear em um sistema Gentoo nesse artigo, o processo é válido para virtualmente qualquer live.

Pondo a mão na massa

O live DVD mais atual no momento de escrita deste artigo é de 2016, você pode obtê-lo no link abaixo:
Com a sua ISO em mãos, iremos extrair o sistema da mesma e fazer um chroot neste para começarmos as modificações. A maioria senão todos os live CDs utilizam o sistema de arquivos squashfs para guardar o rootfs na ISO (é um sistema de arquivos somente leitura com alta taxa de compressão), felizmente o mesmo pode ser manipulando facilmente utilizando-se de ferramentas do pacote squashfs-tools, disponível para praticamente todas as distros Linux. Com o pacote devidamente instalado, faça o procedimento:

Montar a ISO:

# mount /home/pylm/Downloads/livedvd-amd64-multilib-20160704.iso /mnt/cdrom/

Copiar a raiz (ainda em squashfs) para um ambiente de trabalho:

cp /mnt/cdrom/image.squashfs /home/pylm/Downloads/gentooDVD/

Finalmente, extrair a raiz:

# unsquashfs image.squashfs

O squashfs irá ser extraído para uma pasta chamada squashfs-root na qual iremos proceder com um chroot. Note que o processo de extração utiliza muitos recursos da máquina e seu processador irá atingir altos níveis de utilização.

cd squashfs-root
# mount -t proc none proc
# mount --rbind /dev dev
# mount --rbind /sys sys
# cp /etc/resolv.conf etc/
# chroot . /bin/bash
# env-update
# source /etc/profile


E para você não esquecer que este é um terminal em chroot:

# export PS1="(chroot) $PS1"

    Próxima página

Páginas do artigo
   1. Introdução
   2. Personalizando
   3. Colocando tudo no seu lugar
Outros artigos deste autor
Nenhum artigo encontrado.
Leitura recomendada

Recebendo notificações do Nagios via Jabber

Apresentando agora o Scientific Linux

Criando um LiveCD a partir de uma instalação do Debian Lenny

SliTaz GNU/Linux e as ferramentas do sistema

LogBook: Documentação de implementação e manutenção

  
Comentários
[1] Comentário enviado por edps em 19/06/2018 - 14:14h

Ótimo artigo e me deu umas ideias, vou montar um *Box aqui, removendo tudo o que é desnecessário e porei em login automático:

https://edpsblog.wordpress.com/2018/04/30/how-to-login-no-ambiente-grafico-sem-display-manager/

Thanks pela contribuição.

[2] Comentário enviado por albfneto em 26/06/2018 - 21:57h

eu vou usar para personalizar Live DVDs, Favoritado.
excelente Artigo.
¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨
Albfneto,
Ribeirão Preto, S.P., Brasil.
Usuário Linux, Linux Counter: #479903.
Distros Favoritas: [i] Sabayon, Gentoo, OpenSUSE, Mageia e OpenMandriva[/i].

[3] Comentário enviado por dtox712 em 27/06/2018 - 15:50h

excelente parabens pelo artigo.


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts