Oracle XE 11.2 no Slackware 14.0 64 bits - Instalação e configuração

Aqui veremos como instalar a versão Express (XE) do banco de dados Oracle em um Slackware 14.0 64 bits. Lembrando que este tutorial aborda uma instalação em desktops, apenas para fins de estudo.

[ Hits: 19.965 ]

Por: Leandro Nkz em 01/07/2013 | Blog: http://brweatherproject.blogspot.com/


Introdução e requisitos



Aqui veremos como instalar a versão Express (XE) do banco de dados Oracle em um Slackware 14.0 64 bits. Lembrando que este tutorial aborda uma instalação em desktops, apenas para fins de estudo.

Vamos lá:

Segundo a documentação desta versão, disponível em:
Os requisitos básicos, são:

1. Swap :: 2 GB ou mais.

Se você não tem 2 GB de memória swap, você pode acrescentar mais sem precisar formatar. Veja como neste artigo:

2. Alterar parâmetros do kernel.

Além disso, é necessário alguns parâmetros adicionais no kernel. Normalmente, o próprio Oracle checa e faz a configuração durante a instalação. Mas, para evitar problemas, vamos configurar à moda Slackware: na unha.

Para setar os valores, basta adicionar no arquivo /etc/sysctl.conf (se ele não existir, crie):

kernel.sem=250 32000 100 128
kernel.shmmax=4294967295
kernel.shmmni=4096
kernel.shmall=2097152
fs.file-max=6815744
net.ipv4.ip_local_port_range=9000 65000
vm.swappiness=40

Obs.: a linha swapness é opcional. Ela serve para setar o nível de "predisposição" de uso da área swap. Funciona assim: se o sistema está consumindo muita memória RAM, antes que ela se esgote, ele já vai usando a swap. Quanto menor for o valor, mais ele vai esperar para começar a usar a memória swap e mais perto do limite de RAM ele vai chegar. O padrão é 60.

Depois de modificado o arquivo, basta atualizar os parâmetros com o comando:

# sysctl -p /etc/sysctl.conf

3. Criação do usuário oracle.

É necessário a criação do usuário oracle e do grupo dba para a instalação correta do banco de dados.

Utilize os comandos:

# groupadd -g 400 dba
# useradd -u 400 -g 400 -d /u01/app/oracle -s /bin/bash oracle
# mkdir -p /u01/app/oracle
# chown oracle:dba /u01/app/oracle


Obs.: lembrando que, para administrar o banco de dados com o seu próprio usuário (o que eu acho mais fácil), basta adicioná-lo ao recém criado grupo "dba" com o comando:

# usermod -G dba -a seu_usuário

Mas, se você prefere utilizar o usuário oracle para administrar o BD, não se esqueça de criar uma senha para ele:

# passwd oracle

Depois, logue-se com o usuário oracle:

# su oracle

E crie os seus arquivos de sessão:

Arquivo ~/.bashrc:

# ~/.bashrc: executed by bash(1) for non-login shells.
# see /usr/share/doc/bash/examples/startup-files (in the package bash-doc)
# for examples

# If not running interactively, don't do anything

[ -z "$PS1" ] && return

# don't put duplicate lines in the history. See bash(1) for more options
# don't overwrite GNU Midnight Commander's setting of 'ignorespace'.

HISTCONTROL=$HISTCONTROL${HISTCONTROL+:}ignoredups
# ... or force ignoredups and ignorespace
HISTCONTROL=ignoreboth

# append to the history file, don't overwrite it
shopt -s histappend

# for setting history length see HISTSIZE and HISTFILESIZE in bash(1)

# check the window size after each command and, if necessary,
# update the values of LINES and COLUMNS.

shopt -s checkwinsize

# PS1 and PS2
PS1="[ \[email protected]\h \w ]$ "
PS2=""

# Oracle
if [ -f /etc/profile.d/oracle_env.sh ] ; then
    . /etc/profile.d/oracle_env.sh
fi


E o arquivo ~/.profile:

# ~/.profile: executed by the command interpreter for login shells.
# This file is not read by bash(1), if ~/.bash_profile or ~/.bash_login
# exists.
# see /usr/share/doc/bash/examples/startup-files for examples.
# the files are located in the bash-doc package.

# the default umask is set in /etc/profile; for setting the umask
# for ssh logins, install and configure the libpam-umask package.
#umask 022

# if running bash

if [ -n "$BASH_VERSION" ]; then
    # include .bashrc if it exists
    if [ -f "$HOME/.bashrc" ]; then
    . "$HOME/.bashrc"
    fi
fi

# set PATH so it includes user's private bin if it exists
if [ -d "$HOME/bin" ] ; then
    PATH="$HOME/bin:$PATH"
fi


Após configurado os arquivos, efetue logoff/logon para que as mudanças façam efeito.

    Próxima página

Páginas do artigo
   1. Introdução e requisitos
   2. Instalação
   3. Configuração e testes
   4. Dicas avulsas e conclusão
Outros artigos deste autor

Ativando zRAM no Slackware

Uma alternativa ao ConkyForecast: O BrWeather

Saiba porque o Linux pode (ainda) estar diminuindo a vida útil do HD do seu notebook

Instalação e configuração básica de um Debian 6 Squeeze para Desktops

Trazendo toda a usabilidade do GNOME 2 para o GNOME 3 do Ubuntu 11.10

Leitura recomendada

Instalação do Oracle Database 10g R2 no Debian Etch 4

Configurando um servidor PHP5 com suporte ao Oracle no Ubuntu 9.10

Instalando Oracle 10G

Processo de replicação de SCHEMA no Oracle

Principais Processos em Background do Banco de Dados Oracle

  
Comentários
[1] Comentário enviado por willian.firmino em 02/07/2013 - 13:24h

excelente, muito bom parabéns

[2] Comentário enviado por leandro em 02/07/2013 - 15:04h

Thanks!

[3] Comentário enviado por romulogcerqueira em 09/07/2013 - 17:39h

Pessoal, boa tarde.

Estou tentando configurar o Oracle Database XE no Red Hat 5. Fiz todas as indicações acima e, quando tento conectar remotamente no banco, me deparo com o problema ORA-12545: Connect failed because target host or object does not exist. Alguém pode me ajudar?

Meu listener.ora:


SID_LIST_LISTENER =
(SID_LIST =
(SID_DESC =
(SID_NAME = PLSExtProc)
(ORACLE_HOME = /u01/app/oracle/product/11.2.0/xe)
(PROGRAM = extproc)
)
)

LISTENER =
(DESCRIPTION_LIST =
(DESCRIPTION =
(ADDRESS = (PROTOCOL = IPC)(KEY = EXT_XE))
(ADDRESS = (PROTOCOL = TCP)(HOST = 127.0.0.1)(PORT = 1521))
)
)

DEFAULT_SERVICE_LISTENER = (XE)


Meu tnsnames.ora:

# tnsnames.ora Network Configuration File:

XE =
(DESCRIPTION =
(ADDRESS = (PROTOCOL = TCP)(HOST = 127.0.0.1)(PORT = 1521))
(CONNECT_DATA =
(SERVER = DEDICATED)
(SERVICE_NAME = XE)
)
)

EXTPROC_CONNECTION_DATA =
(DESCRIPTION =
(ADDRESS_LIST =
(ADDRESS = (PROTOCOL = IPC)(KEY = EXT_XE))
)
(CONNECT_DATA =
(SID = PLSExtProc)
(PRESENTATION = RO)
)
)



[4] Comentário enviado por leandro em 10/07/2013 - 19:50h

Olá, Rômulo.

Os passos do artigo foram testados apenas no Slackware. Pode ser que no Red Hat haja alguma outra configuração necessária.

Em todo caso, tente iniciar o listener manualmente (como usuário oracle):

$ lsnrctl

Dentro dele, execute:

LSNRCTL> status

Para saber o status da conexão.

Se não estiver ativa, tente ativá-la:

LSNRCTL> start

Se der erro, retorne o resultado aqui.
Abraço e boa sorte!

[5] Comentário enviado por danilobolzan em 02/11/2014 - 17:38h

estou iniciando minha vida no Slackware, e por conta de um trabalho de Facul preciso instalar o oracle no sistema.
fiz os passos deste tutorial por varias vezes e,
# /etc/init.d/oracle-xe configure
aqui da erro "no such file or directory"
não consigo resolver, se alguem puder me ajudar.
PS: o Slack está instalado em uma VM

[6] Comentário enviado por femars em 29/01/2015 - 20:10h

Cara, tive o "trabalho" de lembrar a senha e me logar no site, apenas para parabenizar o seu artigo, ficou muito bom, e tb dizer que funciona perfeitamente tb no slackware 14.1 64b. :)

femars.

[7] Comentário enviado por leandro em 30/01/2015 - 19:30h

Obrigado! =)


[8] Comentário enviado por pherde em 29/09/2016 - 23:49h

Parabéns! 3 anos depois e o tutorial funciona perfeitamente!


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts