Minecraft 1.8.1 - Arquivo server.properties

OK, você instalou seu servidor Minecraft no Linux, mas agora está um pouco perdido sobre algumas configurações que devem ser feitas no servidor. Esse artigo irá ajuda-lo.

[ Hits: 9.052 ]

Por: Perfil removido em 10/02/2015


Conceitos e Opções



O arquivo server.properties é o local adequado para armazenar as configurações de funcionamento de seu servidor. Antes de modificar esse arquivo, é importante que faça uma cópia de segurança (backup) do arquivo original.

Outra informação importante, é que a ordem das linhas é relevante para a configuração (ordem arbitrária). Linhas que começam com um #, são comentários. Esse arquivo é localizado no mesmo diretório do binário java (minecraft_server.1.8.1.jar) e, isso pode ser seu /home/usuário, se assim foi instalado.

Esse artigo cobre as propriedades da versão 1.8.1, conforme as informações de [1]. Os parâmetros são definidos no formato binômio propriedade=valor. O lado esquerdo da equação é a propriedade e não pode ser modificado por ser uma palavra-reservada.

O lado direito é o valor atribuído e pode ser modificado, dentro de faixas específicas, valores pré-definidos ou valores aleatórios dependendo da propriedade em questão. Uma propriedade pode assumir valores booleanos (true ou false), cadeias de caracteres (string), números inteiros (uma faixa de valores pré-definidos (range) ou valor único pré-definido). Toda propriedade possui um valor por omissão (default), se não for explicitamente declarada.

O arquivo "server.properties" possui um cabeçalho como o listado a seguir:

#Minecraft server properties
#Thu Jan 29 21:48:04 BRST 2015

Esse cabeçalho é gerado baseado na estampa de tempo do arquivo armazenada no servidor quando as alterações forem salvas. Não edite manualmente essas duas primeiras linhas. Preferencialmente, declare todas as propriedades para evitar dúvidas.

Uma propriedade também pode ser chamada de chave (key). As chaves são apresentadas abaixo na ordem que devem se apresentar no arquivo "server.properties" usando a seguinte sintaxe:

Chave: (nome) (tipo da chave) (valor padrão) - Definições da propriedade.

Chave: (spawn-protection) (inteiro) (16) - Define o raio (radius) de proteção para um objeto spawnado. Definir esse parâmetro como 0 não desativa a proteção, protegendo um único bloco a partir do ponto de spawn. O valor 1 irá proteger o equivalente a 3x3 blocos. O valor 2 protegerá uma área de 5x5, o valor 3 protegerá uma área de 7x7 e assim sucessivamente.

Essa opção não é gerada quando o servidor é inicializado. Ela surge quando o primeiro usuário se junta ao jogo. Se não há operadores definidos para o servidor, esta opção é desativada automaticamente.

Chave: (max-tick-time) (inteiro entre 0 e (2^63 -1)) (60000) - Define o número máximo de milissegundos antes que o gatilho (watchdog) pare o servidor com a mensagem "A single server tick took 60.00 seconds". Considerando que o servidor crashou, ele será forçado a um desligamento, já que a chamada de sistema System.exit(1) será executada. A opção -1 desativa o gatilho.

Chave: (generator-settings) (string)(em branco) - As definições utilizadas para personalizar a geração do mundo. Veja Superflat [2] e Customized [3] para possíveis definições e exemplos.

Chave: (force-gamemode) (boolean)(false) - Força os jogadores a se juntar a um modo de jogo ou não. "False", os jogadores escolhem o modo de jogo. "True", os jogadores irão sempre se juntar ao modo padrão de jogo. Os modos de jogo podem ser consultados em [4].

Chave: (allow-nether) (boolean) (true) - Permite ou não os jogadores viajarem pelo Nether (um tipo de submundo ou inferno acessível através de um portal) conforme [5]. O valor true permite o funcionamento dos portais para o Nether e envia o jogador para o submundo, o valor false não permite portais.

Chave: (gamemode) (inteiro entre 0 e 3) (0) - Define o modo de jogo. 0 para sobrevivência, 1 para criativo, 2 para aventura e 3 para espectador.

Chave: (enable-query) (boolean) (false) - Ativa o protocolo GameSpy4 utilizado para fornecer informações sobre o servidor. O valor true ativa a divulgação de informações e o valor false desativa.

Chave: (player-idle-timeout) (integer) (0) - Se definido para um valor diferente de zero desconecta o jogador do servidor, após um tempo de inatividade, definido em minutos(?). O tempo de inatividade (idle time) é zerado a cada evento do mouse ou teclado.

Chave: (difficulty) (inteiro entre 0 e 3) (1) - Define o modo de dificuldade do jogo (o dano causado por mobs e a maneira como a fome e o veneno afeta o jogador). O modo 0 é pacífico (peaceful), o modo 1 é fácil (easy), o modo 2 é normal e o modo 3 é difícil (hard).

Chave: (spawn-monsters) (boolean) (true) - Define se os monstros irão surgir durante a noite e no escuro (spawned). O valor true define que sim e o valor false desabilita os monstros. Se o modo de jogo for pacífico esse atributo não faz nada. Se seu servidor tem muito lag, então defina essa propriedade como false.

Chave: (op-permission-level) (inteiro entre 1 e 4) (4) - Define o nível de permissões para um operador. O valor 1 permite operadores ignorar as proteções de spawn. O valor 2 operadores podem utilizar os comandos /clear, /difficulty, /effect, /gamemode, /gamerule, /give, e /tp, e podem editar comandos de blocos. O valor 3 permite que os operadores possam dar os comandos /ban, /ideop, /kick e /op. O valor 4 permite o operador parar o serviço com o comando /stop.

Chave: (resource-pack-hash) (string) (em branco) - Um hash SHA-1 (opcional) de um pacote de recursos, em valores hexadecimais (caixa baixa). Essa propriedade ainda não é utilizada para checar a integridade do pacote de recursos, mas melhora a eficácia e confiabilidade do cache.

Chave: (announce-player-achievements) (boolean) (true) - Permite ao servidor anunciar quando um jogador recebe uma conquista.

Chave: (pvp) (boolean) (true) - Ativa o dano ao jogador se eles atirarem com flechas entre si. O valor true define que os jogadores causam dano aos outros, podendo inclusive matar outro jogador. Quando pvp é desativado com false, os jogadores não podem causar danos entre si.

Esse modo sem danos é chamado de pve - Players Versus Environment. O modo pvp é chamado de Players Versus Players. Atenção: Os danos indiretos causados por lava, fogo, TNT, água, areia e cascalho ainda podem causar danos a outros jogadores.

Chave: (snooper-enabled) (boolean) (true) - Define se o servidor envia dados estatísticos para http://snoop.minecraft.net. Isso pode ser considerado bisbilhotagem em alguns cenários e o padrão é true. Para desativar altere para false e reinicie o serviço.

Chave: (level-type) (string) (DEFAULT) - Define o tipo de mapa que é gerado. O valor DEFAULT (padrão) cria mundos com montanhas, vales, água, etc. O valor FLAT cria mundos planos próprios para construção.

O valor LARGEBIOMES é o mesmo que o valor padrão, mas todos os biomas são maiores. O valor AMPLIFIED é o mesmo que o padrão, mas o limite de largura é aumentado. O valor CUSTOMIZED é o mesmo que o padrão, a menos que os valores do gerador (generator-settings) estejam configurados.

Chave: (hardcore) (boolean) (false) - Se configurado como true, os jogadores são banidos permanentemente quando eles morrem.

Chave: (enable-command-block) (boolean) (false) - Ativa blocos de comando (?).

Chave: (max-players) (inteiro entre 0 e 2147483647) (20) - O número máximo de jogadores que podem jogar uma partida no servidor ao mesmo tempo. Para cada jogador o servidor usará mais recursos. A conexão do operador não entra na conta do total de jogadores, mas o operador não poderá se juntar a uma partida que já atingiu o número máximo de jogadores.

Chave: (network-compression-threshold) (integer) (256) - Por padrão, são permitidos pacotes que são maiores que n-1 bytes sigam normalmente. Pacotes que são n bytes ou mais serão comprimidos. Valores muito baixos podem não obter o resultado desejado.

O MTU típico para ethernet é de 1.500 bytes, a especificação requer que pacotes menores que 64 bytes sejam preenchidos com outros 64 bytes de enchimento. O valor -1 desativa a compressão. O valor 0 ativa a compressão para qualquer tamanho de pacote.

Chave: (max-world-size) (inteiro entre 1 e 29999984) (29999984) - Esse valor define o máximo possível de blocos expressados como um raio, que a borda do mundo pode obter. O tamanho é definido em razão de largura e profundidade do mundo. Um valor 4000 para max-world-size gera um mundo com 8000x8000 blocos de borda.

Chave: (server-port) (inteiro entre 1 e 65534) (25565) - Define o número da porta TCP/IP que o servidor ouve por conexões. As portas devem ser encaminhadas (forwarded) se o servidor é hospedado em uma rede que usa NAT (tipo um roteador/firewall caseiro).

Chave: (server-ip) (string) (em branco) - Configura o valor do endereço IP que você deseja que o servidor ouça por conexões.

Chave: (spawn-npcs) (boolean) (true) - Determina se os aldeões (villagers) são ativados (spawned). O valor true ativa os aldeões e o false desativa.

Chave: (allow-flight) (boolean) (false) - Define se você permite que os usuários possam voar em seu servidor enquanto estão em modo de sobrevivência. Observe que ainda é necessário uma modificação (mod) que fornece esse recurso. Ativar o voo pode tornar a trolagem mais fácil para usuários com demências sociais.

O termo griefers expressa esse vandalismo digital. No modo criativo esse parâmetro não tem efeito. Quando configurado como false, caso um usuário insista em voar mais que 5 segundos ele será expulso do servidor. Quando true, e o usuário possua uma modificação para isso, será permitido voar.

Chave: (level-name) (string) (world) - O nome do nível que será utilizado como o nome do mundo. Se o valor atribuído for igual ao nome da pasta onde o mundo está armazenado, esse mundo é automaticamente carregado. Caracteres estranhos (apostrofes) precisam ser escapados para serem utilizados como argumento aqui. Evite esses nomes estranhos e com acentos.

Chave: (view-distance) (inteiro entre 3 e 15) (10) - Configura a soma de dados sobre o mundo que o servidor envia para o cliente. O valor é medido em raio e não em diâmetro. Se você tem algum lag reduzir esse valor pode ajudar. Quando maior esse valor maior a renderização necessária. Consulta a tabela em [6] para obter valores relativos do funcionamento da renderização.

Chave: (resource-pack) (string) (em branco) - Um valor opcional (especificado como um URI) que aponta para um pacote de recursos. O jogador pode escolher se deseja utilizá-lo ou não.

Chave: (spawn-animals) (boolean) (true) - Define se os animais são exibidos ou não. Se você poucos recursos de hardware, desativar os animais pode ajudar.

Chave: (white-list) (boolean) (false) - Define uma lista de usuários permitidos (lista branca). Quando ativo esse parâmetro usuários que não estejam na lista não serão capazes de se conectar ao servidor. Esse recurso é útil para servidores privados onde podemos selecionar os amigos para participar dos jogos. Operadores são incluídos automaticamente na lista branca.

Chave: (generate-structures) (boolean) (true) - Define se as estruturas (como as vilas) são geradas. As Dungeons são geradas mesmo que esse parâmetro seja definido como false.

Chave: (online-mode) (boolean) (true) - O servidor checa se os jogadores estão conectados contra um banco de dados de autenticação do minecraft. Somente configure como não se seu servidor não está conectado a internet. Configurar como false é chamado de crackear o servidor, permitindo que usuários com cópias não licenciadas de Minecraft possam participar dos jogos.

Chave: (max-build-height) (integer) (256) - Esse parâmetro define a altura máxima que uma construção pode ter. Esse valor não afeta terrenos que são naturalmente mais altos que edificações.

Chave: (level-seed) (string) (em branco) - Adiciona uma semente para seu mundo como no modo Singleplayer. São exemplos os valores, minecraft, 404, 1a2b3c. Os valores de semente podem ser obtidos com o comando /seed.

Chave: (use-native-transport) (boolean) (true) - Ativa otimizações de desempenho para servidores Linux em relação ao envio e recebimento de pacotes TCP/IP.

Chave: (motd) (string) ( A Minecraft Server) - Define uma mensagem que é exibida na lista de servidores do cliente.

Chave: (enable-rcon) (boolean) (false) - Ativa o acesso remoto para o console do servidor.

A seguir o arquivo "servers.properties" com seus valores padrão:

#Minecraft server properties
#Thu Jan 29 21:48:04 BRST 2015
spawn-protection=16
max-tick-time=60000
generator-settings=
force-gamemode=false
allow-nether=true
gamemode=0
enable-query=false
player-idle-timeout=0
difficulty=1
spawn-monsters=true
op-permission-level=4
resource-pack-hash=
announce-player-achievements=true
pvp=true
snooper-enabled=true
level-type=DEFAULT
hardcore=false
enable-command-block=false
max-players=20
network-compression-threshold=256
max-world-size=29999984
server-port=25565
server-ip=
spawn-npcs=true
allow-flight=false
level-name=world
view-distance=10
resource-pack=
spawn-animals=true
white-list=false
generate-structures=true
online-mode=true
max-build-height=256
level-seed=
use-native-transport=true
motd=A Minecraft Server
enable-rcon=false

Espero que esta pequena tradução seja útil para alguém.

Talvez eu volte com novos artigos sobre Minecraft 1.8.1 no Linux.

   

Páginas do artigo
   1. Conceitos e Opções
Outros artigos deste autor

"TORIFICANDO" todo um sistema GNU/Linux utilizando a rede TOR

Formatação de células na planilha do OpenOffice

Avaliando as dicas de segurança do Banco do Brasil

Instalando programas utilizando os fontes no seu Slackware com o checkinstall

Configuração do serviço NTP em servidor cliente

Leitura recomendada

O gerenciador de boot GRUB

FreeRADIUS - Conceitos Básicos - Parte II

Montando o cache de DNS

Instalação LTSP5 no Ubuntu 10.04 Lucid

hpfall - Acelerômetro em notebooks HP para evitar perda de dados

  
Comentários

Nenhum comentário foi encontrado.


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts