Introdução a manipulação de erros em PHP

Abordaremos os pontos básicos na manipulação de erros em PHP. Humanos erram, um computador obviamente não é humano e por isso erros devem ser evitados ao extremo. E quando eles acontecerem seu sistema deve estar preparado para detectá-los e agir da melhor forma. A manipulação de erros dependerá mais do programador do que de qualquer outra coisa.

[ Hits: 28.891 ]

Por: Lorran Luiz em 22/01/2009 | Blog: http://lorranluiz.hostingtribe.com/


Resumindo



Faremos então uma compilação de tudo o que aprendemos:
  • Neste artigo revisamos conceitos básicos do poderoso recurso que é a orientação a objetos do PHP 5;
  • Vimos algumas situações de risco que podem surgir durante a execução de seu código;
  • Vimos também que podemos aprender com as situações frustradoras se tratarmos melhor as informações relativas a aquele problema;
  • Vimos que o PHP 5 conta com excelentes ferramentas para tratarmos da maneira certa as exceções que ocorrerem;
  • Estudamos as principais palavras-chave quando o assunto é tratamento de erros em PHP 5: try, catch e throw;
  • Estudamos superficialmente a classe Exception;
  • Aprendemos a disparar o "sinal de alerta" aproveitando a condicional "if" e usando-a em conjunto com throw.

Aprendemos o funcionamento básico do "sistema" de manipulação dos erros no PHP 5:

Quando um erro (exceção) ocorre, este é "percebido" (com por exemplo a condicional "if"), instancia-se então a classe Exception (com "throw new Exception('msg', 01)") ou uma derivada, o controle é passado para o bloco "catch" correspondente, que por vez pode usar as informações que recebeu a respeito do erro na sua manipulação, como melhor convir.

Depois que todo o código do bloco catch que manipulou o erro é executado, o controle do código volta ao escopo mais geral (exceto se uma função exit() ou similar for executada dentro do bloco catch, o que terminaria a execução do código neste instante).

Encerrando

Espero sinceramente ter sido claro, e mesmo sem aprofundar muito neste estudo, ter passado o máximo de conhecimento a respeito dos fundamentos do tratamento de erro com exceções em PHP.

Continuemos a estudar e talvez um dia melhorar nosso país com o conhecimento!

Um abraço para todos da comunidade VOL!

L. Luiz

Página anterior    

Páginas do artigo
   1. Introdução
   2. Situações de possíveis erros
   3. Preparando seu código para as exceções
   4. Estendendo e especificando exceções
   5. Um código básico com tratamento de erros
   6. Resumindo
Outros artigos deste autor

Servidor LAMP + PHPMyAdmin + Webalizer

Leitura recomendada

PHP: Programando com segurança

Instalações PHP não seguras

Segurança em PHP

Dicas básicas de segurança no PHP

Vulnerabilidade em formulário PHP

  
Comentários
[1] Comentário enviado por matux em 22/01/2009 - 16:46h

Bom Artigo, com certeza muito útil.
Já vou fazer uns testes!
Parabéns!

[2] Comentário enviado por luizhacker em 22/01/2009 - 21:35h

Complementando...

Não é preciso necessariamente que para exibir informações através do objeto de exceção você digite $e->__toString(), pois o métodos especial __toString() é executado automaticamente quando o objeto é requisitado como string, ou seja, você só precisará indicar o próprio objeto. Veja:

echo nl2br("<b>{$e->getMessage()}</b>\n<br />Detalhes:\n$e"); //Exibir string contendo informações sobre a exceção

Um abraço!

[3] Comentário enviado por renato.leite em 23/01/2009 - 10:35h

Otimo artigo, ajuda bastante...

[4] Comentário enviado por albertguedes em 24/01/2009 - 02:28h

Cara, tá no favoritos.
valeu MEEEESMO hehehe.

Aparece ai no canal IRC do VOL

http://www.vivaolinux.com.br/artigo/Canal-IRC-do-VOL-Participe-voce-tambem

[5] Comentário enviado por everton3x em 29/01/2009 - 17:14h

Muito bom artigo!

Saiu da mesmisse de "como conectar ao banco de dados" ou de "como manipular arquivos com PHP".



Contribuir com comentário