Introdução a manipulação de erros em PHP

Abordaremos os pontos básicos na manipulação de erros em PHP. Humanos erram, um computador obviamente não é humano e por isso erros devem ser evitados ao extremo. E quando eles acontecerem seu sistema deve estar preparado para detectá-los e agir da melhor forma. A manipulação de erros dependerá mais do programador do que de qualquer outra coisa.

[ Hits: 28.699 ]

Por: Lorran Luiz em 22/01/2009 | Blog: http://lorranluiz.hostingtribe.com/


Estendendo e especificando exceções



Podemos tornar nossas exceções mais específicas e por consequência saber com mais precisão que tipo de erro ocorreu, manipulando-o assim da melhor maneira possível.

Usamos a palavra-chave extends para estender uma classe, ou seja, criar uma classe derivada (ou classe filha). Quando uma classe estende outra, ela herda da última atributos e métodos dependendo do nível de acesso de cada elemento que constitui o corpo da classe. A classe filha pode sobrecarregar métodos (redefiní-los).

Exception é uma classe que pode ser herdada, sendo assim podemos definir classes que derivem e aumentem sua funcionalidade, passando de uma simples exceção genérica para exceções mais precisas.

Exceções derivadas

Definamos algumas classes derivadas de Exception:

class DBException extends Exception {
    protected $variavel; //Uma variavel qualquer
    
    public function __construct($exceptionMessage, $errorCode = 0) {
        parent::__construct($exceptionMessage, $errorCode);
    }

    //Aqui vemos alguns métodos característicos da classe derivada de Exception
    public function getVariavel() {
        return $this->variavel_qualquer;
    }

    public function setVariavel($valor = NULL) {
        $this->variavel = $valor;
    }
}

class FopenException extends Exception {
    protected $arquivo; //Variável contendo o nome de um arquivo

    public function __construct($nomeDoArquivo, $exceptionMessage, $errorCode = 0) {
        parent::__construct($exceptionMessage, $errorCode);
        $this->arquivo = $nomeDoArquivo;
    }

    //Métodos característicos dessa classe
    public function getNomeDoArquivo() {
        return $this->arquivo;
    }

    public function exibirNomeDoArquivo() {
        echo "Nome do arquivo: {$this->arquivo}";
    }

}

Página anterior     Próxima página

Páginas do artigo
   1. Introdução
   2. Situações de possíveis erros
   3. Preparando seu código para as exceções
   4. Estendendo e especificando exceções
   5. Um código básico com tratamento de erros
   6. Resumindo
Outros artigos deste autor

Servidor LAMP + PHPMyAdmin + Webalizer

Leitura recomendada

PHP: Programando com segurança

XSS - Um exemplo de ataque

Segurança em PHP

Vulnerabilidade em formulário PHP

Pentesting on PHP apps: XSS

  
Comentários
[1] Comentário enviado por matux em 22/01/2009 - 16:46h

Bom Artigo, com certeza muito útil.
Já vou fazer uns testes!
Parabéns!

[2] Comentário enviado por luizhacker em 22/01/2009 - 21:35h

Complementando...

Não é preciso necessariamente que para exibir informações através do objeto de exceção você digite $e->__toString(), pois o métodos especial __toString() é executado automaticamente quando o objeto é requisitado como string, ou seja, você só precisará indicar o próprio objeto. Veja:

echo nl2br("<b>{$e->getMessage()}</b>\n<br />Detalhes:\n$e"); //Exibir string contendo informações sobre a exceção

Um abraço!

[3] Comentário enviado por renato.leite em 23/01/2009 - 10:35h

Otimo artigo, ajuda bastante...

[4] Comentário enviado por albertguedes em 24/01/2009 - 02:28h

Cara, tá no favoritos.
valeu MEEEESMO hehehe.

Aparece ai no canal IRC do VOL

http://www.vivaolinux.com.br/artigo/Canal-IRC-do-VOL-Participe-voce-tambem

[5] Comentário enviado por everton3x em 29/01/2009 - 17:14h

Muito bom artigo!

Saiu da mesmisse de "como conectar ao banco de dados" ou de "como manipular arquivos com PHP".



Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts