Instalar Minecraft, League of Legends e Fortnite no Linux

Instalação dos jogos Minecraft, League of Legends e Fortnite em sete distribuições Linux: Debian, Ubuntu, Arch Linux, Linux Mint, Manjaro, Fedora e OpenSUSE.

[ Hits: 3.076 ]

Por: Buckminster em 11/11/2021


League Of Legends e Fortnite no Debian



Leia primeiro a introdução deste artigo, é breve, mas importante, depois volte aqui.

O Lutris vem com o Wine "embutido" na sua instalação, caso você queira pode pular a instalação do Wine em separado, mas instale as dependências sugeridas na instalação do Wine, ou seja, quando chegar na parte Instalando o Wine pode pular caso quiser, mas aconselho a instalá-lo.

As instalações são as mesmas, o que muda é somente depois quando acessa o Lutris para instalar um ou outro. Esta instalação é para arquiteturas 64 bits.

Para ver a arquitetura digite no terminal:

uname -m

Caso aparecer x86_64 é sistema 64 bits.

Onde for para Debian 10 ou Debian 11 estará indicado. Quando não tiver indicação é porque serve para as duas versões.

Primeiro vamos instalar o Wine e o Lutris, precisaremos deles para rodar o LoL e o Fortnite.

Atualizando:

sudo aptitude update
sudo aptitude safe-upgrade

Desativar abi.vsyscall32.

Isso diminuirá o desempenho de alguns programas de 32 bits, mas é necessário para o sistema anti-cheat de League of Legends.

sudo bash -c 'echo "abi.vsyscall32 = 0" >> /etc/sysctl.conf && sysctl -p'

sudo aptitude build-dep default-jre default-jre-headless openjdk-11-jre (build-dep já traz de arrasto as dependências necessárias por isso tem que descomentar as linhas deb-src; caso pedir digite "y" ou "s" e aguarde terminar as instalações)

Instalando as dependências e preparando o sistema para o Wine:

sudo dpkg --add-architecture i386
sudo aptitude update
sudo aptitude install software-properties-common wget
sudo aptitude install lib32z1-dev libx11-dev libfreetype6-dev:i386 libgl1-mesa-glx xvfb:i386 xserver-xorg

Caso pedir digite "y" ou "s".

sudo aptitude install librust-winapi-i686-pc-windows-gnu-dev librust-winapi-x86-64-pc-windows-gnu-dev
sudo aptitude install mesa-vulkan-drivers libvulkan1 libvulkan1:i386 vulkan-tools
sudo aptitude install libglew-dev freeglut3-dev libglm-dev glew-utils

Após estes comandos aconselho a reiniciar o sistema:

shutdown -r now

Depois de reiniciado, continue a instalação.

wget -nc https://dl.winehq.org/wine-builds/winehq.key
sudo apt-key add winehq.key

Debian 10:

sudo echo "deb https://dl.winehq.org/wine-builds/debian/ buster main" | sudo tee /etc/apt/sources.list.d/wine.list

Debian 11:

sudo echo "deb https://dl.winehq.org/wine-builds/debian/ bullseye main" | sudo tee /etc/apt/sources.list.d/wine.list

Instalando o Wine, todas versões:

sudo aptitude update
sudo aptitude install libwine wine64 fonts-wine winetricks
sudo aptitude install mono-complete
sudo aptitude install --with-recommends winehq-stable

Aguarde instalar e execute:

sudo wine --version

Deverá aparecer a versão instalada.

Agora vamos criar um prefixo de 32 bits. Isso é necessário caso você esteja instalando o Wine num sistema 64 bits.

Para ver a arquitetura digite:

uname -m

Caso aparecer x86_64 é sistema 64 bits.

Criando o prefixo 32 bits para o Wine:

WINEARCH=win32 WINEPREFIX=~/.wine32 winecfg

O prefixo de 32 bits deve ser criado uma vez só e deve ser criado com um nome novo. Segundo a página oficial do Wine uma vez que um wineprefix de 32 bits é criado você não precisa mais especificar a variável WINEARCH na linha de comando para usar o prefixo, pois a arquitetura de um wineprefix existente não pode ser alterada. O prefixo padrão criado na instalação do Wine é ".wine" e é de 64 bits, evite usar esse nome para o novo prefixo. Cada prefixo novo criado deve ter um nome diferente.

Caso pedir para instalar mais alguma coisa como wine-mono e Gecko, clique em Instalar. Caso aparecer uma janela ao final, clique em OK.

Para remover o Wine:

sudo aptitude purge wine

Instalando o Lutris

Instalando algumas dependências necessárias:

sudo aptitude install libvulkan1 libvulkan1:i386 dh-python intel-gpu-tools libva-dev

Debian 10:

echo "deb http://download.opensuse.org/repositories/home:/strycore/Debian_10/ ./" | sudo tee /etc/apt/sources.list.d/lutris.list
echo 'deb http://download.opensuse.org/repositories/home:/strycore/Debian_10/ /' | sudo tee /etc/apt/sources.list.d/home:strycore.list curl -fsSL $ $ https://download.opensuse.org/repositories/home:strycore/Debian_10/Release.key | gpg --dearmor | sudo tee /etc/apt/trusted.gpg.d/home_strycore.gpg > /dev/null

Baixando a chave e instalando:

wget -q https://download.opensuse.org/repositories/home:/strycore/Debian_10/Release.key -O- | sudo apt-key add -
sudo aptitude update
sudo aptitude install lutris

Caso pedir, confirme s (sim).

Debian 11:

echo "deb http://download.opensuse.org/repositories/home:/strycore/Debian_11/ ./" | sudo tee /etc/apt/sources.list.d/lutris.list
echo 'deb http://download.opensuse.org/repositories/home:/strycore/Debian_11/ /' | sudo tee /etc/apt/sources.list.d/home:strycore.list
curl -fsSL https://download.opensuse.org/repositories/home:strycore/Debian_11/Release.key | gpg --dearmor | sudo tee /etc/apt/trusted.gpg.d/home_strycore.gpg > /dev/null

Baixando a chave e instalando:

wget -q https://download.opensuse.org/repositories/home:/strycore/Debian_11/Release.key -O- | sudo apt-key add -
sudo aptitude update
sudo aptitude install lutris

Caso pedir, confirme s (sim).

E terminamos as instalações do Wine e do Lutris.

Todas versões

Agora vamos adicionar o usuário ao grupo video (sem acento agudo no i), caso ainda não esteja:

sudo adduser $USER video
(ou useradd, depende da distribuição)

Ou:

sudo gpasswd -a $USER vídeo (no lugar de $USER pode colocar o nome de usuário)

LEAGUE OF LEGENDS

Aconselho a fazer as instalações anteriores primeiro, pois elas preparam o sistema para jogos.

Agora acesse o link:
e clique no primeiro "Install" conforme a imagem:
Nesta tela confirme em abrir o aplicativo solicitado.
A partir daí vá clicando em Install (Instalar, Continue etc), vá seguindo os passos na tela, não tem mistério nenhum.

Quando abrir a tela abaixo o League of Legends estará sendo baixado e instalado.

Não faça login, aguarde o download dos 2,5 GB e aguarde a instalação do Lutris terminar. Verifique na janela do Lutris que ficará aberta: Installing League of Legends. Pode demorar vários minutos.
Depois de terminado o download dos 2,5GB (quando a barra de download sumir) feche a janela de login e aguarde a instalação terminar.
Aguarde a janela "Instalation completed!".
Faça o login ou crie uma conta.

Depois, ao logar no LoL o programa fará a instalação do cliente de jogo e isso também pode demorar dependendo da velocidade da sua internet.

Caso der algum problema, reinstale o Lutris e tente de novo:

sudo aptitude install --reinstall lutris

Depois de logar, aconselho a encerrar a sessão e colocar o atalho na área de trabalho no Debian clicando com o botão direito do mouse em cima do ícone do LoL no Lutris.

De preferência crie uma conta no próprio LoL.

FORTNITE

Aconselho a fazer as instalações anteriores primeiro, pois elas preparam o sistema para jogos.

Entre no link:
e clique em "Install" conforme a imagem:
Depois é só seguir os passos na tela conforme foi na instalação do LoL.

Se o anticheat BattlEye abrir ao iniciar o Fortnite, siga estas etapas:

1. No Lutris selecione o Fortnite clicando uma vez em cima;

2. Clique na setinha Platform Windows e clique em Kill all Wine process;

3. Clique na setinha Platform Windows e clique em Wine registry;

4. Siga o caminho HKEY_CURRENT_USERSoftwareEpic GamesUnreal EngineIdentifiers;

5. Exclua a chave MachineId e feche o editor de registro;

6. Dê Play no Fortnite.

7. Caso não consiga da primeira vez, feche tudo e repita desde o passo 1.

Na página "Telas de Instalação do Fortnite" tem todas as telas printadas, inclusive do Battleye. É da instalação no openSUSE, mas independe do sistema porque é feito pelo Lutris, os passos são os mesmos.
Página anterior     Próxima página

Páginas do artigo
   1. Introdução
   2. Minecraft no Debian, Ubuntu, Mint e derivados
   3. Minecraft no Arch, Manjaro e derivados
   4. Minecraft no OpenSUSE
   5. Minecraft no Fedora
   6. League Of Legends e Fortnite no Debian
   7. League Of Legends e Fortnite no Ubuntu e Mint
   8. League Of Legends e Fortnite no OpenSUSE
   9. League of Legends e Fortnite no Fedora
   10. League of Legends e Fortnite no Arch e no Manjaro
   11. Telas de instalação do Fortnite
   12. Conclusões
Outros artigos deste autor

Manual traduzido do Squid - Parte 3

Instalação do PostgreSQL, Apache2 e PHP8 no Debian Buster 10 e no Stretch 9

Compilação do Squid 3 no Debian Wheezy

Instalação do PAP (PostgreSL, Apache2 e PHP7) no Debian Jessie

Manual traduzido do Squid

Leitura recomendada

Transforme seu Linux num Neo Geo

Criação de Jogos com Godot

Python no PSP: "Olá Mundo"

Emulador GMAMEUI no Ubuntu 12.x/13.x

Jogos para Linux (parte 4)

  
Comentários
[1] Comentário enviado por fabio em 11/11/2021 - 20:02h

Baita artigo! O mais completo sobre o assunto que já vi.

[2] Comentário enviado por Buckminster em 16/11/2021 - 23:25h


[1] Comentário enviado por fabio em 11/11/2021 - 20:02h

Baita artigo! O mais completo sobre o assunto que já vi.


Obrigado, Fabio.

[3] Comentário enviado por Jodyfurt em 30/11/2021 - 04:34h


instalações de Wine, Lutris, dependências etc, que foram feitas para o League of Legends foram aproveitadas também para o Fortnite https://www.mybalancenow.kim/


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts