Gerenciando banco de dados com MySQL (Parte 1)

Este artigo aborda por completo as funções SQL básicas de manipulação de tabelas, assim como as funções de manipulação de dados. Os comandos SQL foram executados sob MySQL, mas também podem ser utilizados em qualquer outro software gerenciador de banco de dados.

[ Hits: 304.303 ]

Por: Jefferson Estanislau da Silva em 17/11/2003


Utilizando o MySQL



Para utilizarmos o MySQL, devemos digitar o comando mysql -p, em seguida será solicitado a senha e após pressionar o Enter, se esta estiver correta, você irá ver o prompt do MySQL, desta forma:

# mysql -p
Enter password:
Welcome to the MySQL monitor. Commands end with ; or \g.
Your MySQL connection id is 3 to server version: 4.0.11a-gamma

Type 'help;' or '\h' for help. Type '\c' to clear the buffer.

mysql>

OBS: Se você desejar encerrar as atividades do MySQL, basta usar o comando EXIT para fechá-lo.

Agora que o MySQL está carregado, poderemos começar a criar nossa base de dados, mas antes, vamos conhecer os tipos de dados suportados para elaborar nossas tabelas.



Veremos agora como é a sintaxe para se criar uma tabela:

CREATE TABLE nome_tabela (
  campo1 tipo(tamanho) null/not null,
  campo2 tipo(tamanho) null/not null,
  campo3 tipo(tamanho) null/not null,
PRIMARY KEY (campo));


Esclarecendo as informações da sintaxe acima:

Tipo Descrição
INT Valor inteiro
REAL Valor de ponto flutuante
CHAR(tamanho) Valor de caractere de tamanho fixo. Valor inferior ao definido será deixado em branco.
TEXT(tamanho) Valor de caractere de tamanho variável.
VARCHAR(tamanho) Valor de caractere de tamanho variável. Valores inferiores ao definido serão suprimidos.
DATE Valor para datas do tipo (AAAA-MM-DD)
TIME Valor de tempo padrão
DATETIME Valor para data e hora agregados.


Agora que você sabe os tipos de dados suportados e a sintaxe de como criar uma tabela, é fundamental que você saiba o que deseja criar, isto é, como será a sua base de dados e como todo bom analista de sistemas elabora uma documentação de projeto antes de meter a mão na massa, vamos a cola do nosso modelo da base de dados.

Iremos desenhar o modelo para a criação de uma base de dados simples, que seria o início do controle das informações de um colégio. Nossa base de dados será chamada de COLEGIO e nela teremos as tabelas ALUNOS, CURSOS e DISCIPLINAS. Vamos então ao modelo.

Tabela ALUNOS:

CREATE TABLE comando para se criar uma tabela
nome_tabela o nome que você dará a esta tabela
campo1..3 nome do campo dentro da tabela
tipo tipo de dado para este campo da tabela
tamanho tamanho para ser digitados os dados do tipo escolhido
null/not null deve-se escolher um dos dois para indicar se o campo aceita valores nulos ou não
PRIMARY KEY comando que informará qual é o campo chave na tabela
campo nome do campo que será o campo chave da tabela


Obs: O * asterisco, significa que o campo é chave.

Tabela CURSOS:

Nome do campo Tipo de dado
matricula varchar(5) *
nome varchar(50)
endereco varchar(50)
cidade varchar(30)
codcurso char(2)


Tabela DISCIPLINAS:

Nome do campo Tipo de dado
codcurso char(2) *
nomecurso varchar(50)
coddisc1 char(2)
coddisc2 char(2)
coddisc3 char(2)


Mas o que é Campo Chave?


Campo chave é o campo mais importante de nossa tabela, pois este é o campo que irá identificar a posição de todos os outros dados de um registro. Os dados deste campo são exclusivos, isto é, não poderá existir dois registros deste campo em sua tabela com o mesmo valor. Por isso, toda tabela deve ter um campo designado como chave primária para o controle dos registros.

Página anterior     Próxima página

Páginas do artigo
   1. Introdução
   2. A Linguagem SQL e seus componentes
   3. Sobre o MySQL
   4. Utilizando o MySQL
   5. Criando a base de dados
   6. Alterando a base de dados
   7. Visualizando a estrutura de nossa base de dados
   8. Mas só para ser do contra, vamos simular um problema
   9. Manipulando dados nas tabelas
   10. Conclusão
Outros artigos deste autor

Banda Larga: Será que você tem mesmo?

Software Livre - GNU x LPG e o Governo x Economia (parte 2)

AMSN, uma opção Open Source para o Messenger da Microsoft

30 motivos para usar o Linux

Configurando o IDS - Snort / Honeypot (parte 1)

Leitura recomendada

Instalação e configuração do MySQL com phpMyAdmin no CentOS - Iniciantes

Amarok: migrando de SQLite para MySQL

Gambas2 e MySQL, aprofundando relações

Gerenciando banco de dados com MySQL (parte 2)

Cluster MySQL - Instalação e configuração

  
Comentários
[1] Comentário enviado por thiagosc em 17/11/2003 - 14:14h

Beleza de artigo Jefferson parabéns...

[2] Comentário enviado por m0d em 19/11/2003 - 19:04h

opa, meu nome eh julio cezar, queria dizer que gostei muito do artigo, e gostaria de deixar aki tb o pedido ...
gostaria que escrevesse o quanto antes a parte 2 do artigo, pois achei mt massa.
obrigado

[3] Comentário enviado por removido em 17/04/2004 - 20:24h

legal essa de fazer um artigo sobre MySQL. amigo, tenho uma ideia e uma duvida pra ti, estou tentando conectar uma base de dados MySQL rodando remotamente em um sevidor red hat por meio de uma estação terminal server kurumin (as máquinas já estão se vendo e se conversando via rede) utilizando o Open Office org como front-end.

[4] Comentário enviado por Rsell em 29/06/2004 - 02:04h

Parabens pelo artigo Jefferson.

To precisando aprender Linux voltado para parte de banco de dados. Teu artigo me ajudou.
Abraços

[5] Comentário enviado por duardo em 23/07/2004 - 01:14h

muito bom realmente, foi muito valido pra mim que estou começando a mexer com programação...

[6] Comentário enviado por juliomortandela em 30/08/2004 - 11:29h

Ótimo Artigo, estou começando a trabalhar com banco de dados em MySQL, já tenho em mente algumas implementações de PHP + MySQL para viabilizar o uso do sistema ERP aqui da empresa remotamente, e como não conheço "NADA" de MySQL nem de PHP, já notei que não será um bicho de sete-cabeças...

PS: E este modo de passar o conhecimento adiquirido por todos nós usuários Linux apenas pelo fato de poder auxiliar o próximo, sem pensar em reputação, ou dinheiro que me faz manter acesa a chama de "um dia em que a humanidade irá prosperar de fato."

Muito Obrigado

Julio

[7] Comentário enviado por nico_di_mafre em 30/08/2004 - 15:54h

Este é exelente, parabéns Jefferson E. Silva, realmente seus artigos são muito bons.

[8] Comentário enviado por ace rush em 22/11/2004 - 19:28h

Muito bom Jeff, sem viravoltas e bem objetivo.. gostei.. parabens ^^

[9] Comentário enviado por sl0ck em 27/11/2004 - 02:13h

Muito Bom esse Tutorial sobre BD, Valeuz!!!

[10] Comentário enviado por genioloco em 30/11/2004 - 02:13h

Meu, este artigo é o que eu precisava para aprender Mysql que é um senhor banco de dados!

[11] Comentário enviado por fernandoamador em 16/12/2004 - 16:48h

Excelente apostila de mySQl. Parabéns.

[12] Comentário enviado por kl31n em 09/03/2005 - 00:13h

Ok......legal o artigo....
mas gostaria de saber tipo.....
se existem StoredProcedures no MySql
ou como o MySql trata as operações
para fazer com que realmente aconteça
o Client-Server
tipo...o sistema manda as informações e
o BG eh que grava elas e se vira com tudo.......

[13] Comentário enviado por perigo em 17/03/2005 - 13:43h

Carregue a tabela CLIENTE_AUX com os dados da tabela CLIENTE, usando apenas um comando.
Como eu resolvo isso ?

[14] Comentário enviado por Hernando em 03/05/2005 - 10:55h

Como sempre vejo a excelencia em seus artigos... Gosto de acompanhar todos mesmo que naum venha a ultiliza-los testo todos e nunca tive problemas com nenhum deles, parabenizo-o tambem pela preocupação demonstrada por ti a quem está iniciando no mundo linux... é isto que precisa para motivar a migração de qualquer usuário e assim atingir o dominio do mercado, sendo que o mesmo segue tendencias... e se a tendencia é o crescimento do linux é para isso que estamos aki...

[]'s

[15] Comentário enviado por fabiano_shark em 10/12/2005 - 14:33h

Parabéns pela iniciativa, ficou perfeito seu artigo. Parabéns.

[16] Comentário enviado por halquimista em 30/12/2005 - 18:02h

Esperamos um novo artigo com novas explicações!!!
valeu

[17] Comentário enviado por kernel_sys em 03/06/2006 - 02:43h

cara gostaria de agradecer por esses passo qeu vc passou..to fazendo a mateia de bamco de dados na facul...como não seria diferente o fila da P do meu professor so usa windows.., e como tambem não seria diferente eu compliquei e quis usa linux..heheh não abro mão disso jamais...valeu mesmo..

[18] Comentário enviado por Lpareal em 20/06/2006 - 19:35h

Tou esperando ansiosamente a segunda parte do artigo!!

Muito bom! Valeu mesmo!

[19] Comentário enviado por cams em 11/10/2006 - 08:14h

Poxa valeu esse artigo vai me salvar
mto bom mesmo...

[20] Comentário enviado por aazevedo1984 em 04/05/2007 - 10:42h

Valeu cara ajudou bastante. Estou esperando a continuacao. Mas ate la como eu mudo a chave primaria?

[21] Comentário enviado por balani em 15/07/2007 - 02:10h

sem comentarios, simplesmente excepcional...

[22] Comentário enviado por worm em 10/09/2007 - 14:48h

Excelente, muito bom seu artigo cara!!

[23] Comentário enviado por edex em 10/03/2008 - 13:32h

Onde posso encontrar o bd? Em que pasta do sistema encontro o arquivo?

[24] Comentário enviado por megatron_rj em 19/07/2008 - 02:54h

Muito bom o artigo!!!!
Escrito de forma clara e simples para que seu entendimento seja atingido.
Obrigado,

[25] Comentário enviado por negralha em 14/10/2008 - 21:31h

muito bom cara valeu por coloessas infoemação ai valeu

[26] Comentário enviado por Tenório em 11/09/2009 - 14:43h

Ótimo artigo.

[27] Comentário enviado por juniorx em 29/09/2012 - 11:39h

poxa cara valeu mesmo dahora em!


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts

Nome do campo Tipo de dado
coddisciplina char(2) *
nomedisciplina varchar(30)