Funtoo + bspwm + Polybar + Rofi - Instalação e Configuração

Funtoo é um sistema operacional livre, baseado em Linux, baseado no Gentoo e iniciado em torno de 2008 por Daniel Robbins. Neste artigo demonstraremos como instalar em Dual Boot com o Ubuntu, além de instalarmos o gerenciador de janelas bspwm e aplicatuvos como: polybar, rofi e outros. [ Saiba+] https://pt.wikipedia.org/wiki/Funtoo

[ Hits: 2.458 ]

Por: Marcos Oliveira em 05/12/2018 | Blog: http://terminalroot.com.br/


Como Instalar o Funtoo pelo Ubuntu



Através do Ubuntu configuramos nossa tabela de partição utilizando o Gparted criando as seguintes partições dentro de uma partição extendida:
Linux: Funtoo + bspwm + Polybar + Rofi - Instalação e Configuração
Após isso, montamos as partições de root e boot e baixamos o stage3 para instalação do Funtoo 64-bit para dentro do diretório montado, a partição de root e logo após isso já o descompactamos:

# mkdir /mnt/funtoo
# mount /dev/sda7 /mnt/funtoo
# mkdir /mnt/boot
# mount /dev/sda5 /mnt/funtoo/boot
# cd /mnt/funtoo
# wget https://build.funtoo.org/funtoo-current/x86-64bit/generic_64/stage3-latest.tar.xz
# tar xvpf stage3-latest.tar.xz


Depois montamos os dispositivos necessários para efetuarmos o chroot e o fazemos em seguida:

# mount -t proc /proc /mnt/funtoo/proc
# mount --rbind /sys /mnt/funtoo/sys
# mount --rbind /dev /mnt/funtoo/dev
# cp /etc/resolv.conf /mnt/funtoo/etc/resolv.conf
# chroot /mnt/funtoo /bin/bash


Caso seu teclado esteja desconfigurado, rode o comando:

# loadkeys br-abnt2

E então sincronizamos a árvore de diretório do Portage com a oficial do Funtoo utilizando o comando "ego" e logo depois alteramos a fstab (mudamos o número das partições e alteramos o boot de noauto para defaults) e em seguida atualizamos os aplicativos do Portage:

# vi /etc/fstab
# ego sync
# emerge -auDN @world
# demora um pouquinho :)

Tratamos erros, adicionamos serviços para iniciar com o OpenRC e instalamos e configuramos o grub:

# echo 'funtoo' >> /etc/hostname
# etc-update --automode -5
# rc-update add dhcpcd default
# emerge -a grub
# grub-install /dev/sda
# grub-mkconfig -o /boot/grub/grub.cfg


Com tudo finalizado, saímos do chroot, desmontamos os dispositivos e reiniciamos a máquina para conferir.

# exit
# cd && umount -Rl /mnt/funtoo
# reboot # ou sudo reboot


Assista o vídeo completo da instalação:
    Próxima página

Páginas do artigo
   1. Como Instalar o Funtoo pelo Ubuntu
   2. Instalação do bspwm, polybar, rofi e outros
   3. Customizando o Polybar, Rofi e Outros
Outros artigos deste autor

Como Rodar Shell Script e Python via Apache no Linux

FreeBSD Release 11.1 - Introdução, instalação e customização

Vamos usar Slack!

Leitura recomendada

Configuração da impressora HP Deskjet 3650

Instalação e configuração do gdesklets no Slackware 10

Configurando mais de um IP por placa de rede

GPT - Guid Partition Table

Instalando o driver de placas Nvidia no Fedora 11 Leonidas

  
Comentários
[1] Comentário enviado por xerxeslins em 05/12/2018 - 18:42h

Bacana! Ainda não li o artigo, mas estou exatamente instalando o Funtoo (desde o dia 1, pois meu processador é lento. Está compilando Xfce agora).

Mas como o artigo é de Funtoo, eu vou logo favoritar. Sou um quase leigo em Funtoo, Gentoo e afins, mas sou curioso. Hehe

Lerei tudo com atenção e verei o vídeo oportunamente.

Parabéns pelo artigo.

--
If it ain't broke, fix it until it is.

[2] Comentário enviado por xerxeslins em 05/12/2018 - 18:47h

Sensacional! São três vídeos.

Assistirei todos.

Já me inscrevi.

Você poderia deixar sua opinião comparando Gentoo e Funtoo, por favor?

Obrigado.

--
If it ain't broke, fix it until it is.

[3] Comentário enviado por binbash em 05/12/2018 - 19:33h

Putz, receber um comentário seu logo de primeira assim, é muita honra pra mim! \o/

Xerxes, se você falasse que era leigo em Windows Vista eu acreditaria hahaha. Sobre as diferenças de Gentoo e Funtoo, está principalmente no Kernel, localização da árvore de diretórios do Portage e principalmente na documentação. Com o Gentoo as possibilidades de não dar certo são quase nulas, só seguir a documentação, já no Funtoo, há muito desencontro de informações, mas pra contornar elas, eu sempre recomendo usar ele com as dicas do Gentoo, evita qualquer tipo de surpresa. Aliás a única diferença é o comando 'ego' , pois o --sync do emerge, pode não funcionar, mas o 'ego sync' o substitui bem.

Valeu Xerxes, pela moral! Forte abraço!

"Primeiro eles te ignoram, depois riem de você, depois brigam, e então você vence."
Mahatma Gandhi
http://terminalroot.com.br/shell

[4] Comentário enviado por xerxeslins em 06/12/2018 - 10:38h

Obrigado pela resposta!

--
If it ain't broke, fix it until it is.

[5] Comentário enviado por albfneto em 07/12/2018 - 19:36h

Marcos Oliveira, quanto tempo não vejo você!
Muito bom seu Artigo, aborda a instalação de Funtoo, inclusive com os comandos novos dele....
FAVORITADO.
Estou pensando em fazer um Funtoo num pendrive persistente e vou me basear no seu excelente Artigo.
Parabéns!

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨
Albfneto,
Ribeirão Preto, S.P., Brasil.
Usuário Linux, Linux Counter: #479903.
Distros Favoritas: [i] Sabayon, Gentoo, OpenSUSE, Mageia e OpenMandriva[/i].

[6] Comentário enviado por edps em 16/12/2018 - 20:33h

Ótimo artigo, da primeira vez que instalei o Funtoo utilizei o SystemRescueCD oficial, agora acho que é recomendado um próprio que baseia-se no Funtoo:

https://www.area31.net.br/wiki/RescueCD_oficial

Sobre o BSpwm também o utilizo no Slack, Gentoo e Void, sendo o ambiente padrão no último, de diferente da sua configuração uso o j4-dmenu-desktop em vez do dmenu.

Um abraço.

[7] Comentário enviado por binbash em 16/12/2018 - 21:24h

Fala, Albfneto! Pow, o mais legal de postar aqui no VOL é receber sempre o comentário de vocês. Valeu pelo apoio, vcs fortalecem mesmo. Boa ideia!
Abraços, irmão!


[5] Comentário enviado por albfneto em 07/12/2018 - 19:36h

Marcos Oliveira, quanto tempo não vejo você!
Muito bom seu Artigo, aborda a instalação de Funtoo, inclusive com os comandos novos dele....
FAVORITADO.
Estou pensando em fazer um Funtoo num pendrive persistente e vou me basear no seu excelente Artigo.
Parabéns!

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨
Albfneto,
Ribeirão Preto, S.P., Brasil.
Usuário Linux, Linux Counter: #479903.
Distros Favoritas: [i] Sabayon, Gentoo, OpenSUSE, Mageia e OpenMandriva[/i].



[8] Comentário enviado por binbash em 16/12/2018 - 21:25h

Valeu, edps! O legal do Bspwm é que ele tem um gaps natural sem forçação de barra haha, forte abraço e obrigado pelo apoio! Abraços!


[6] Comentário enviado por edps em 16/12/2018 - 20:33h

Ótimo artigo, da primeira vez que instalei o Funtoo utilizei o SystemRescueCD oficial, agora acho que é recomendado um próprio que baseia-se no Funtoo:

https://www.area31.net.br/wiki/RescueCD_oficial

Sobre o BSpwm também o utilizo no Slack, Gentoo e Void, sendo o ambiente padrão no último, de diferente da sua configuração uso o j4-dmenu-desktop em vez do dmenu.

Um abraço.




Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts