Funtoo + bspwm + Polybar + Rofi - Instalação e Configuração

Funtoo é um sistema operacional livre, baseado em Linux, baseado no Gentoo e iniciado em torno de 2008 por Daniel Robbins. Neste artigo demonstraremos como instalar em Dual Boot com o Ubuntu, além de instalarmos o gerenciador de janelas bspwm e aplicatuvos como: polybar, rofi e outros. [ Saiba+] https://pt.wikipedia.org/wiki/Funtoo

[ Hits: 1.034 ]

Por: Marcos Oliveira em 05/12/2018 | Blog: http://terminalroot.com.br/


Como Instalar o Funtoo pelo Ubuntu



Através do Ubuntu configuramos nossa tabela de partição utilizando o Gparted criando as seguintes partições dentro de uma partição extendida:
Linux: Funtoo + bspwm + Polybar + Rofi - Instalação e Configuração
Após isso, montamos as partições de root e boot e baixamos o stage3 para instalação do Funtoo 64-bit para dentro do diretório montado, a partição de root e logo após isso já o descompactamos:

# mkdir /mnt/funtoo
# mount /dev/sda7 /mnt/funtoo
# mkdir /mnt/boot
# mount /dev/sda5 /mnt/funtoo/boot
# cd /mnt/funtoo
# wget https://build.funtoo.org/funtoo-current/x86-64bit/generic_64/stage3-latest.tar.xz
# tar xvpf stage3-latest.tar.xz


Depois montamos os dispositivos necessários para efetuarmos o chroot e o fazemos em seguida:

# mount -t proc /proc /mnt/funtoo/proc
# mount --rbind /sys /mnt/funtoo/sys
# mount --rbind /dev /mnt/funtoo/dev
# cp /etc/resolv.conf /mnt/funtoo/etc/resolv.conf
# chroot /mnt/funtoo /bin/bash


Caso seu teclado esteja desconfigurado, rode o comando:

# loadkeys br-abnt2

E então sincronizamos a árvore de diretório do Portage com a oficial do Funtoo utilizando o comando "ego" e logo depois alteramos a fstab (mudamos o número das partições e alteramos o boot de noauto para defaults) e em seguida atualizamos os aplicativos do Portage:

# vi fstab
# ego sync
# emerge -auDN @world
# demora um pouquinho :)

Tratamos erros, adicionamos serviços para iniciar com o OpenRC e instalamos e configuramos o grub:

# echo 'funtoo' >> /etc/hostname
# etc-update --automode -5
# rc-update add dhcpcd default
# emerge -a grub
# grub-install /dev/sda
# grub-mkconfig -o /boot/grub/grub.cfg


Com tudo finalizado, saímos do chroot, desmontamos os dispositivos e reiniciamos a máquina para conferir.

# exit
# cd && umount -Rl /mnt/funtoo
# reboot # ou sudo reboot


Assista o vídeo completo da instalação:
    Próxima página

Páginas do artigo
   1. Como Instalar o Funtoo pelo Ubuntu
   2. Instalação do bspwm, polybar, rofi e outros
   3. Customizando o Polybar, Rofi e Outros
Outros artigos deste autor

Vamos usar Slack!

FreeBSD Release 11.1 - Introdução, instalação e customização

Leitura recomendada

Mouse para destros e canhotos

hdparm: Tire o máximo do seu HD

Apache + MariaDB + PHP + phpMyAdmin no CentOS 7

Gerenciamento de Rede e suas ferramentas

Asterisk - Instalação e configuração no Debian Lenny

  
Comentários
[1] Comentário enviado por xerxeslins em 05/12/2018 - 18:42h

Bacana! Ainda não li o artigo, mas estou exatamente instalando o Funtoo (desde o dia 1, pois meu processador é lento. Está compilando Xfce agora).

Mas como o artigo é de Funtoo, eu vou logo favoritar. Sou um quase leigo em Funtoo, Gentoo e afins, mas sou curioso. Hehe

Lerei tudo com atenção e verei o vídeo oportunamente.

Parabéns pelo artigo.

--
If it ain't broke, fix it until it is.

[2] Comentário enviado por xerxeslins em 05/12/2018 - 18:47h

Sensacional! São três vídeos.

Assistirei todos.

Já me inscrevi.

Você poderia deixar sua opinião comparando Gentoo e Funtoo, por favor?

Obrigado.

--
If it ain't broke, fix it until it is.

[3] Comentário enviado por binbash em 05/12/2018 - 19:33h

Putz, receber um comentário seu logo de primeira assim, é muita honra pra mim! \o/

Xerxes, se você falasse que era leigo em Windows Vista eu acreditaria hahaha. Sobre as diferenças de Gentoo e Funtoo, está principalmente no Kernel, localização da árvore de diretórios do Portage e principalmente na documentação. Com o Gentoo as possibilidades de não dar certo são quase nulas, só seguir a documentação, já no Funtoo, há muito desencontro de informações, mas pra contornar elas, eu sempre recomendo usar ele com as dicas do Gentoo, evita qualquer tipo de surpresa. Aliás a única diferença é o comando 'ego' , pois o --sync do emerge, pode não funcionar, mas o 'ego sync' o substitui bem.

Valeu Xerxes, pela moral! Forte abraço!

"Primeiro eles te ignoram, depois riem de você, depois brigam, e então você vence."
Mahatma Gandhi
http://terminalroot.com.br/shell

[4] Comentário enviado por xerxeslins em 06/12/2018 - 10:38h

Obrigado pela resposta!

--
If it ain't broke, fix it until it is.

[5] Comentário enviado por albfneto em 07/12/2018 - 19:36h

Marcos Oliveira, quanto tempo não vejo você!
Muito bom seu Artigo, aborda a instalação de Funtoo, inclusive com os comandos novos dele....
FAVORITADO.
Estou pensando em fazer um Funtoo num pendrive persistente e vou me basear no seu excelente Artigo.
Parabéns!

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨
Albfneto,
Ribeirão Preto, S.P., Brasil.
Usuário Linux, Linux Counter: #479903.
Distros Favoritas: [i] Sabayon, Gentoo, OpenSUSE, Mageia e OpenMandriva[/i].


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts