Firefox: Testando e/ou utilizando várias versões

O artigo descreve como instalar, testar e utilizar uma ou várias novas versões de navegador Firefox ao mesmo tempo, em Linux, sem substituir a versão padrão do sistema. Pode ser aplicado para instalar mais de uma versão, utilizável separadamente, coexistindo no mesmo sistema sem conflitar ou misturar complementos ou plugins.

[ Hits: 34.654 ]

Por: Alberto Federman Neto. em 04/02/2009 | Blog: https://ciencialivre.blog/


Usandos os vários Firefox



O "truque" para se poder utilizar vários Firefox, sem misturar plugins, executáveis ou caminhos, é saber que, ao contrário de outros pacotes Linux, os Firefox depois de expandidos são pré-compilados e pré-instalados e configurados, podendo rodar independentemente.

Desse modo não precisam para rodar, serem obrigatoriamente recompilados e nem instalados por meio de gerenciadores de arquivos.

Assim, agora você pode ter várias versões de Firefox coexistindo no mesmo sistema.

Para utilizá-los, embora isso possa ser feito com linha de comando, dado ao número grande de arquivos, é mais prático trabalhar graficamente, com um gerenciador de arquivos, por exemplo o Konqueror.

1) Primeiro feche qualquer instância de Firefox que estiver aberta, pois não é possível abrir versões diferentes, pois o sistema prioriza o primeiro Firefox aberto, e algumas vezes o Firefox do sistema.

NOTA: Se necessitar mesmo abrir várias instâncias do navegador, veja a Dica:
2) Abra o Konqueror e navegue para o diretório você salvou e expandiu os Firefox (veja página 2).

3) Escolha a versão que quer testar.

4) Navegue até a pasta interna "Firefox". Deverá ver algo assim:
5) clique no script de execução denominado "firefox" (não no firefox.bin, no binário, este pode não abrir ou conflitar com o do sistema) e pronto, você abriu o Firefox que deseja.

No exemplo, o Firefox 3.1b2, em Português do Brasil.
6) Em alguns sistemas ele pode não abrir. Neste caso sete as permissões de execução do script e execute-o:

cd /
$ cd /home/usuário/Desktop/pacotes
$ cd nome completo da pasta da versão escolhida
$ cd firefox
$ ls firefox
(deverá ver um arquivo chamado firefox)
sudo chmod +x firefox
$ ./firefox
(se você usar apenas o comando "firefox" abrirá o navegador padrão do sistema).

Como você está no Konqueror, você também poderá utilizá-lo se quiser para modificar as permissões sem precisar digitar os comandos.

7) Assim poderá usar vários Firefox, navegando até as pastas correspondentes e repetindo os passos 2 a 6. Em meu Linux, tenho o 3.0.5 pt_BR, o 3.0.5 em Inglês (do sistema); o 3.1b2 candidate e o 3.2a1. Tenho vários devido a meu interesse em testes. Naturalmente, você pode optar apenas por uma versão ou duas.

8) Para usar seu Firefox Teste como Firefox padrão, crie um atalho para a área de trabalho. Isto pode ser feito clicando com o botão direito do mouse no Desktop, escolhendo "novo link para aplicativo", trocando o ícone na Aba "Geral", clicando na Aba "Aplicativo" e utilizando, em "Comando":

'/home/usuário/Desktop/pacotes/pasta aonde está seu firefox baixado/firefox/firefox'

e em "Caminho de Trabalho":

'/home/usuário/Desktop/pacotes/pasta aonde está seu firefox baixado/firefox/'

É importante definir o caminho de trabalho para não haver possibilidade de misturar com o Firefox Default do sistema. Este procedimento é semelhante ao descrito em:
Outra possibilidade é simplesmente navegar no Konqueror até o script do seu Firefox (veja item 5) e marcar e arrastar até a Área de Trabalho, criando um link simbólico.

Uma mini dica: é bom aprender como se cria o link em linha de comando sem usar a interface gráfica. No exemplo abaixo, vamos criar o Link (Chamado Minefield) do nosso Firefox Experimental (que está na pasta onde foi baixado e expandido, Página 3) em nossa Área de Trabalho (/home/usuário/Desktop):

su
# ln -s /home/usuário/Desktop/pasta para a qual baixou o Firefox/firefox/firefox /home/usuário/Desktop/Minefield


e pronto!

Divirtam-se com seus novos Firefox. Boa navegação!

Página anterior     Próxima página

Páginas do artigo
   1. Introdução
   2. Expandindo independentemente o Firefox
   3. Usandos os vários Firefox
   4. Instalando Adobe Flash Player
   5. Configurando e personalizando Firefox
Outros artigos deste autor

Trabalhando dentro de outro Linux (que não o de Boot) do Disco Rígido - Método para iniciantes

Introdução aos ambientes gráficos e gerenciadores de janelas menos conhecidos

Os bons tempos voltaram! Revivendo e revisitando o WindowMaker

Associando teclas a comandos, tarefas ou aplicativos... com toda facilidade

Modificando a remasterização com Molecule - Sabayon completo, com KDE e GNOME

Leitura recomendada

Por que eu pago por 10 megas, mas só faço download a 1 mega?

Transformando o Apache num servidor proxy

Transmissão de dados via telemetria: uma opção de comunicação remota

Configuração básica de rede + proxy Linux

Instalando o MSN-Proxy 0.7 no OpenSuSE 11.1 Linux

  
Comentários
[1] Comentário enviado por jpalvesdourado em 10/02/2009 - 23:50h

Correto. vale também lembrar que o FireFox e um dos Navegadores com maior quantidade de plugins e disposto de varias
bibliotecas de execução de sripts java e c/c++.

[2] Comentário enviado por albfneto em 30/09/2009 - 18:55h

COMPLEMENTO: DEIXANDO OS FIREFOX EM PORTUGUÊS DO BRASIL,

Se você instalou uma versão qualquer de Firefox, e ele não está em PortugUẽs do Brasil, siga o método abaixo:

Abra-o, ele vai estar em Inglês. clique em "Help", "About" e veja a versão, cuidadosamente, precisa ser a versão que você tem instalada.

Navegue até:

ftp://ftp.mozilla.org/pub/firefox/releases/


e Procure o diretório Linux, sub-diretório da versão e o outro sub-diretório "xpi" dessa versão que você instalou e clique duas vêzes no pacote pt-BR.xpi

Precisa ser o da versão que você tem!

a Instalação é automática.

Apenas para exemplificar, em de Março de 2009, a última versão estava em:

ftp://ftp.mozilla.org/pub/firefox/releases/3.1b2/linux-i686/xpi/

Feche e abra o Firefox novamente,ele já vai estar em Português do Brasil.

Algumas versões pode continuar em Inglês, se isto acontecer, Sete o "locale" para o Brasil.

A maneira mais fácil é ir a:
"Tools", "Add-Ons", Procurar o complemento ("Add-On") "Quick Locale Switch" e instala-lo.

A seguir, feche e abra novamente o Firefox,vá para "Tools", "Add-Ons", "Quick Locale Switcher" e sete-o para Português do Brasil.

Feche o Firefox, abra-o novamente, vá para o menu "Ferramentas", "Alternador Rápido de Locais", e acerte-o para Brasil, Português do Brasil.

Pronto, Firefox em pt-BR!


Adaptado do método para Sabayon Linux:


[3] Comentário enviado por sandrosfc em 03/11/2009 - 00:33h

Poxa amigo,muito obrigado! Estou a pouco tempo no Linux,e quebrava a cabeça,pensando em como fazer isso(no uindous é fácil)...sou fã da raposa,e graças a esse artigo,posso ter várias versões aqui! Uso o Debian Lenny(Iceweasel 3.0.6) e Arch(Shiretoko 3.5.4) e rodei em ambos os sistemas o 3.6beta1 e Minefild 3.7a1pre,vlw mesmo parabéns.

[4] Comentário enviado por josemirsilva em 03/12/2011 - 07:29h

bom dia,

muito bom o artigo, continua nesta força.


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts