Entendendo o processo de boot

Uma das grandes vantagens de se utilizar o sistema GNU/Linux é sua flexibilidade de personalização, possibilitando configurar a máquina o mais dedicada possível para atender a um determinado cenário. Este documento tem como objetivo descrever os diversos passos realizados desde o momento do power on até o momento do prompt, abordando cada passo com o devido respeito.

[ Hits: 74.017 ]

Por: Daniel em 26/07/2004


Runlevels



Runlevels, ou níveis de execução, constituem uma maneira de controlar como a máquina será utilizada. Cada runlevel é configurado para que um determinado número de processos específicos estejam em execução. Existem sete níveis de execução possíveis, que são explicados abaixo:
  • 0 = Finaliza a execução de todos os processos para desligar o computador.
  • 1 = Modo monousuário, utilizado para a manutenção do sistema.
  • 2 = Não utilizado, mas configurado como o runlevel 3. Algumas distribuições utilizam este runlevel para modo multiusuário sem suporte a rede.
  • 3 = Modo multiusuário, é o runlevel default do Slackware.
  • 4 = Modo multiusuário com ambiente gráfico (X11 com KDM/GDM/XDM (gerenciadores de sessão)).
  • 5 = Não utilizado, mas configurado como o runlevel 3. Algumas distribuições utilizam este runlevel para modo multiusuário com suporte a ambiente gráfico.
  • 6 = Finaliza a execução de todos os processos para reinicializar o computador.

O comando init é utilizado para alterar o runlevel atual; por exemplo, para realizar a manutenção em um determinado servidor, utiliza-se:

# init 1

(processo de manutenção...)

# init 3

Uma maneira de se aproveitar a flexibilidade de personalização do Linux é utilizando os runlevels. Com o conhecimento adequado do sistema é possível, por exemplo, redefinir os runlevels; criando um cenário padrão a todas as máquinas que constituem a rede. Por exemplo, configuramos o runlevel 2 para carregar os serviços que fazem da máquina um servidor (de acordo com a necessidade) e o runlevel 5 para que a máquina seja uma estação de trabalho. Assim, todas as máquinas da rede constituem uma alternativa em caso de problemas no servidor.

Página anterior     Próxima página

Páginas do artigo
   1. O boot
   2. Runlevels
   3. O arquivo /etc/inittab
   4. Analisando um inittab simples
   5. O diretório /etc/rc.d
   6. Finalizando
Outros artigos deste autor
Nenhum artigo encontrado.
Leitura recomendada

Instalando Apache Hadoop

Configurando o CACIC (parte 3)

Configuração de vídeo - Solução de erro

Bind9 em chroot no Debian Lenny

Balanceamento de 3 links com redundância no Linux

  
Comentários
[1] Comentário enviado por arrb em 26/07/2004 - 13:18h

Como sempre digo, naum sou de elogiar mas quando o artigo eh bom temos q referencia-lo!

Parabens!

[2] Comentário enviado por mbmaciel em 26/07/2004 - 13:26h

Este é seu primeiro artigo ?!
Então continue assim.

Muito bom.

[3] Comentário enviado por jllucca em 26/07/2004 - 13:59h

Excelente artigo!!

Gostei muito dele, muito bem escrito. :)

[4] Comentário enviado por cbo em 26/07/2004 - 23:25h

Muito, Bom Artigo
Muito Claro e Objetivo..
Continue assim.....

[5] Comentário enviado por engos em 27/07/2004 - 09:11h

Muito bom, principalmente para o primeiro artigo, pouco escrevem de forma detalhada e clara.

No seu arquivo de inittab o ctrl+alt+del vai reiniciar o micro e não desligar, correto?

Você mencionou que é possível redefinir os runlevels, mas não ficou claro quando. É necessário reiniciar o micro ou não? É configurado no arquivo de inittad? Se sim, como?

No contexto geral, parabéns pelo artigo.

[6] Comentário enviado por code0 em 27/07/2004 - 12:46h

Agradeço a todos os que postaram comentários, eles me motivam a escrever mais. Obrigado.

engos, obrigado por me mostrar meu erro. Realmente o computador será reiniciado.

Sobre a redefinição dos runlevels, são configurados no arquivo /etc/inittab sim, e não é necessário reiniciar o computador; apenas executar o init com o runlevel desejado como parametro. No inittab você define o script principal para o runlevel, script este que deve estar configurado corretamente.

O formato da linha no inittab para definir um runlevel é o seguinte:
ID:RUNLEVEL:AÇÃO:PROCESSO
todos descritos detalhadamente no texto.

Agora vejo onde deixei falhas no texto, e estou retomando a escrita dele para corrigir estas falhas e incluir mais informações. Assim que possível colocarei aqui o texto em sua versão 1.1. Peço a ajuda da comunidade, me enviem suas dúvidas sobre o assunto para que assim possamos desenvolver um material completo.

[7] Comentário enviado por jeffestanislau em 27/07/2004 - 14:31h

Parabéns por sua primeira investida no VOL, continue assim prestigiando a comunidade com bons artigos!!!

[8] Comentário enviado por pistosbo em 28/07/2004 - 00:16h

Ae me responde isso entaum !!
Pq toda vez que eu crio uma imagem pra rodar na RAMDISK ele da "kernel panic. init not found"
isso pq eu crio um link no /sbin/init --> /bin/bash

pq acontece isso ??

RaFaeL --> PiStO
"Seja livre use GNU/Linux"

[9] Comentário enviado por helvecio34 em 28/07/2004 - 11:14h

Ôpa !
Tem uma falha de digitação aqui.
"powerfail - Idêntico ao powerFAIL, com a...."

creio que o correto seja "powerfail - Idêntico ao powerWAIT, com a...."
(usei maiusculas para desstacar)

Isso não tira a qualidade do artigo, muito bom. Esse tema não é muito abordado em artigos, mas é muito importante.
Parabéns
Helvécio

[10] Comentário enviado por luizcarluz em 29/07/2004 - 22:57h

Muito bom mesmo, bem esclarecedor, valeu.

[11] Comentário enviado por naoexistemais em 01/08/2004 - 22:46h

O Artigo é muito bom, e tem é identico ao link:

http://www.linuxit.com.br/article3047.html

Parabens,

[12] Comentário enviado por FelipeAbella em 13/08/2006 - 10:16h

Excelente artigo, continue assim.

[13] Comentário enviado por removido em 02/09/2006 - 11:17h

interessante.
parece-me voltado para uma distribuição específica, a qual não sei identificar, qual seria ?

[14] Comentário enviado por code0 em 02/10/2006 - 13:59h

Desculpa a demora pra responder. A distro em questao e Slackware. Um abraco.

[15] Comentário enviado por x em 17/10/2006 - 16:07h

muito massa o artigo brother !!!!
excelent

[16] Comentário enviado por antoniodourado em 04/11/2006 - 12:08h

Existe alguma maneira de mudar a inittab ou de iniciar o linux em outro modo atraves da tela de boot do lilo?

[17] Comentário enviado por kalantra em 07/12/2006 - 02:05h

cara esse artigo ficou otimo, parabens

[18] Comentário enviado por alfatecjp2 em 24/10/2007 - 22:42h

Muito Bom, este artigo ate eu que sou leigo no assunto consegui entender a ideia parabéns....


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts