Entendendo as permissões no Linux

Esse é o primeiro artigo que escrevo, aqui explico um pouco sobre as permissões de arquivos no Linux de maneira simples e didática, ideal para usuários iniciantes.

[ Hits: 194.375 ]

Por: Bruno de Oliveira Kinoshita em 27/08/2006


Entendo as permissões básicas no Linux



As permissões são usadas para definir quem pode acessar determinados arquivos ou diretórios, assim mantendo segurança e organização em seu sistema e sua rede.

Então, respire fundo e vamos seguir... :-)

Cada arquivo ou pasta tem 3 permissões.

(Usuário Dono) (Grupo Dono) (outros)
  • Usuário dono: é o proprietário do arquivo;
  • Grupo Dono: é um grupo, que pode conter vários usuários;
  • Outros: se encaixam os outros usuários em geral.

Para ver a permissão de um arquivo digite no prompt:

$ ls -l

O comando "ls -l" faz uma listagem longa e detalhada no diretório atual.

As permissões vão aparecer assim:
  • (r) Leitura
  • (w) Escrita
  • (x) Execução

Como as permissões são divididas em 3, irá aparecer assim:

(_ _ _) (_ _ _) (_ _ _), ou seja, (rwx)(rwx)(rwx)

Caso não haja todas as permissões, poderá aparecer incompleto:

rwxrw_ _ _x, ou seja, neste exemplo:
  • Dono do arquivo tem permissão de Ler, Escrever e executar (rwx);
  • Grupo tem permissão de Ler e Escrever (rw_);
  • Outros tem permissão apenas de executar. (_ _ x);

Existem dois modos de definir uma permissão, através do modo Octal e modo Textual.

Textual


Usamos letras antes das permissões (chmod é o comando para modificar permissões de arquivos):

$ chmod u+rw, g+w, o-rwx teste.txt

Onde:
  • U - representa usuário;
  • G - representa grupo;
  • O - representa outros.

ugo

ok?

Agora vejam o modo Octal.

Octal


O modo Octal tem a mesma função de definir permissões, só que em números. Exemplo:

$ chmod 620 teste.txt

(comando) (permissão) (arquivo)

Tipo de permissão Octal:
  • 4 - Indica permissão de leitura;
  • 2 - Permissão de escrita;
  • 1 - Indica permissão de execução;
  • 0 - Indica sem permissões.

Agora é simples, é só somar e ditar as permissões, exemplo:

4 + 2 + 1 = 7 (permissão de rwx)
4 + 2 = 6 (permissão rw)
4 = (permissão r)

Exemplo: A permissão 610 indica que o arquivo tem permissão:

6 para dono do arquivo
1 para grupo e
0 para outros ou seja


dono= (rw_) Grupo=(_ _ x) outros=(_ _ _)

Percebam que quando é feita a listagem longa "ls -l", o primeiro caractere não é uma permissão. vejam a figura abaixo:


O primeiro caracter "d" indica o tipo do arquivo, neste caso "d" indica que é um diretório.

Existem também outras permissões especiais, como você pode vê-las em:
Espero que tenha ajudado.

Comentários são sempre bem vindos, caso queiram citar algo que não foi mencionado no artigo, fiquem a vontade.

Bruno Kinoshita (Bruno de Oliveira Kinoshita)
brunokino[at]gmail.com

   

Páginas do artigo
   1. Entendo as permissões básicas no Linux
Outros artigos deste autor
Nenhum artigo encontrado.
Leitura recomendada

Entrevista com um hacker, via Internet

Servidor de autenticação 802.1x com Freeradius

Sudo 1.8.12 - Parte I - Manual

Fazendo sua conexão remota por SSH mais segura

Ping - O que há por trás?

  
Comentários
[1] Comentário enviado por removido em 27/08/2006 - 14:46h

ai ai mais um tutorial sobre permissoes zzzzzzzzzzzzzz

[2] Comentário enviado por fernoliv em 27/08/2006 - 16:03h

Ótimo artigo com linguagem clara e simples.

Ajudará bastante os iniciante em Linux.

Abraço,

Fernando.

[3] Comentário enviado por vmassuchetto em 27/08/2006 - 18:23h

ow icarooo, qué isso rapaiz !?
documentação nunca é demais =D !!

ótimo artigo
abraços

Vinicius

[4] Comentário enviado por thiago_mtr em 28/08/2006 - 18:25h

BOm artigo,

Eu só acrescentaria que as permissões são as maiores responsáveis pela segurança que o Linux tem, e pelo fato de não existe nenhum vírus(ou pelo menos que funcione0 para ele, pois um arquivo malicioso não terá a permissão para acessar por exemplo uma pasta com arquivos importantes, a não é claro que o usuário esteja executando o programa como root

Abraços.

[5] Comentário enviado por thiago_mtr em 28/08/2006 - 18:26h

pelo de não existir..... xD

[6] Comentário enviado por brunokino em 28/08/2006 - 19:18h

Obrigado pelos comentário, fico muito satisfeito de participar da comunidade.


Bruno Kinoshita
brunokino@gmail.com

[7] Comentário enviado por fmpfmp em 29/08/2006 - 12:26h

Básico demais. O autor nem sequer abordou as permissões especiais.

[8] Comentário enviado por gsi.vinicius em 30/08/2006 - 09:57h

muito bom seu artigo, exatamente pelo q o outro usuário criticou, a simplicidade!!! Serve para aguçar a curiosidade e fazer com que as pessoas procurema aprender mais sobre

Vou utilizá-lo em aulas!

Continue assim,

Abraços

Vinícius Evandro Gregório

[9] Comentário enviado por fabiovaladares em 11/09/2006 - 02:33h

Muito bom.
Só me resta 1 dúvida.

e um arquivo não pode ser lido permissão(4) como poderemos executa-lo ou editar? permissões _wx (3).
é possível colocar a permissão _wx sem colocar a permissão r (4) ?

pq fiquei curioso. como um arquivo pode ser editado ou executado se o sistema não pode ver a sua existência?

Obrigado desde já.

[10] Comentário enviado por pisca em 02/10/2006 - 23:19h

Fala ai pessoal, esta é minha primeira duvida postada no site, e sei que posso contar com vcs...Sou um mero iniciante no mundo Linux e uso slack...Muito loko...mas vamos ao que interessa...
Instalei o ethereal na minha maquina e quando vou executar o programa com o meu usuario ela não deixa pq não tenho permissão, a duvida é..como dar permissão para programas no slack...podem me ajudar?????????????

Tks
[]'s

[11] Comentário enviado por brunokino em 12/10/2006 - 10:10h

Ola fábio, se não me engano apartir do momento que você permite write (w) consequentemente você pode visualizar o conteudo do arquivo. É possivel sim a permição. é (w)2 + (x)1 =3
flwsss

[12] Comentário enviado por brunokino em 12/10/2006 - 10:13h

você pode mudar as permições no diretorio onde tá localiza o ethereal.

caso não axe o diretório pesquise com.

# find / -iname ethereal

ou até mesmo ativar o SUID (permição especial)

Acredito que venha a funcionar.


[13] Comentário enviado por removido em 12/10/2006 - 10:37h

Parabéns, brunokino ...

Excelente artigo. Ideal para iniciantes.

:::... Viva o Linux ...:::

[14] Comentário enviado por removido em 31/10/2006 - 07:48h

Gostei do artigo, tá bem simples mas assim fica melhor pra quem não tem saco pra estudar muito entender uma coisa essencial.

Parabéns.

[15] Comentário enviado por microguru em 25/02/2007 - 13:28h

Gostei muito do artigo, bem claro e eficaz. Para quem esta partindo do zero como eu ele esclareceu diversas dúvidas.

[16] Comentário enviado por ricardoldj em 01/05/2007 - 11:45h

muito obrigado, sempre procurei por um artigo como este!

Foi muito feliz ao publica lo, parabéns!

[17] Comentário enviado por igorlinuxdf em 26/05/2008 - 15:34h

Texto claro e simples. Obrigado pelo artigo.

[18] Comentário enviado por lanths em 10/10/2008 - 16:57h

ai, muito obrigado.

[19] Comentário enviado por viabsb em 12/03/2010 - 15:19h

Parabéns pelo artigo.
Vou usar em treinamento.
Você tem um script para recuperar as permissões originais do Linux?

[20] Comentário enviado por kurtz01 em 17/09/2010 - 23:04h

Muito bom

[21] Comentário enviado por bicalho em 30/01/2013 - 08:08h

Bom, básico e simples.

[22] Comentário enviado por ropeso em 15/10/2013 - 09:49h


Excelente artigo/tutorial. O ensino e aprendizado é um processo contínuo e interminável, que é a definição da própria palavra ciência. Sempre haverá alguém que aproveitará as lições, como eu, por exemplo.
O que não é correto é criticar quem, com o coração aberto, entrega-se, divulgando os resultados de suas pesquisas como o brunokino. O meu conselho é: escrevam, escrevam e escrevam, divulgando o que sabem, sem medo de errar, porque "quem faz, corre o risco de errar; quem não faz, já errou!".

Aproveito para atualizar apenas o link citado no trecho
"Existem também outras permissões especiais..."

O link mudou. Agora é:

http://www.guiafoca.org/cgs/guia/iniciante/ch-perm.html#s-perm-especiais

Abraço!

[23] Comentário enviado por mpaiva2505 em 15/01/2014 - 09:55h

Excelente artigo, excelente didatica, melhor artigo em didatica que li.

Marcelo Paiva

Quilombo SC

[24] Comentário enviado por removido em 10/05/2014 - 10:39h

Tentei dar permissão aqui em uma pasta mas, dai apareceu operação na permitida. Que faço?

[25] Comentário enviado por jm007 em 10/06/2014 - 09:04h

Muito boa a explicação, parabéns, finalmente entendi como funciona o sistema de permissão e principalmente como dar e tirar permissões.

[26] Comentário enviado por IllusionOne em 18/01/2016 - 16:03h

Olá!!

Muito estranho estas permissões!!

Fiz os testes, e aqui fica bem assim:

Permissões do dono do arquivo ok!!
Permissões do grupo? discordo!
Permissões de outros ok!

Faço essa seguinte exclamação devido a teste de permissão que fiz aqui, onde tenho o usuário Fulano que criou o arquivo com todos as permissões e o grupo com todas as permissões, e consigo acessar o arquivo com o usuário Beltrano e alterar o arquivo sem ter permissões.
Obs: este outro usuário não pertence ao grupo!

Eis que surge minha duvida!
Como pode isto?


[27] Comentário enviado por IllusionOne em 18/01/2016 - 16:16h


[26] Comentário enviado por IllusionOne em 18/01/2016 - 16:03h

Olá!!

Muito estranho estas permissões!!

Fiz os testes, e aqui fica bem assim:

Permissões do dono do arquivo ok!!
Permissões do grupo? discordo!
Permissões de outros ok!

Faço essa seguinte exclamação devido a teste de permissão que fiz aqui, onde tenho o usuário Fulano que criou o arquivo com todos as permissões e o grupo com todas as permissões, e consigo acessar o arquivo com o usuário Beltrano e alterar o arquivo sem ter permissões.
Obs: este outro usuário não pertence ao grupo!

Eis que surge minha duvida!
Como pode isto?



Obs:Toda vez que altero as permissões tenho que dar reboot no sistema.

[28] Comentário enviado por fernandordefaria em 01/03/2016 - 00:02h

Boa noite!

Value pelo artigo, muita gente criticou por ser muito simples, não ter isso, aqui e tudo, mas se vc quer um curso completo de linux tem pelo mundo a fora aos montes, paga e faz, esse artigo foi só para dar uma luz, assim eu entendi.

Falou Valeu....

[29] Comentário enviado por luis1915 em 10/03/2018 - 18:09h

Excelente dica.

[30] Comentário enviado por weldsonm em 23/04/2018 - 17:45h

Boa Tarde,

Artigo bem explicativo. Parabéns!

[31] Comentário enviado por lagethomas em 29/04/2019 - 10:15h

Estou começando agora no Linux e achei muito interessante a explicação, bem objetiva, agora vou buscar as permissões especiais.

[32] Comentário enviado por crisbass36 em 22/05/2019 - 16:01h

Pessoal eu tenho um arquivo permissão
-rwxrwxrwx
Eu consigo mudar de arquivo para diretorio no CHMOD? para ficar assim

drwxrwxrwx

Exlicando melhor eu tenho um arquivo e preciso que ele seja um diretorio com o que tem dentro


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts