Criando servidor de arquivos GNU/Linux com RAID virtual e DFS em rede Windows

O que descrevo aqui, são os passos que utilizei para criar um servidor de arquivos de baixo custo com RAID1 (mirror) virtual (via software) e, de quebra, melhorar a estrutura de minha rede, utilizando de uma abstração de acesso aos dados (DFS - Distribution File System). Divirtam-se!

[ Hits: 35.412 ]

Por: Tecoberg em 10/02/2014


Introdução



Evidente, que estas configurações funcionaram para mim, e espero que auxilie a outros, entretanto (como é de praxe salientar), eu não me responsabilizo por possíveis problemas que possam surgir ao utilizá-lo.

O sistema operacional utilizado foi o Ubuntu Server 12.04.3 x64 e o Hardware foi um computador comum Duo Core com 1 GB de RAM, 1 slot IDE (PATA), 4 slots SATA, comunicação de rede onboard Ethernet e acesso à Internet.

O slot PATA foi particularmente interessante, pois ainda é comum encontrar placas-mãe com ela. Como eu possuía um HD PATA de 160 GB novo (por assim dizer), aproveitei e o utilizei no sistema operacional. Conectei dois HDs SATA iguais de 500 GB para o RAID e servir para armazenar os dados disponibilizados na rede.

Assim, me restaram mais dois slots SATA livres para um upgrade de outro array RAID1, se eu precisar.

A utilização de um HD exclusivo para o sistema operacional não é uma regra, mas, é uma boa prática. Mesmo se eu não tivesse o HD PATA, teria adicionado outro HD SATA dedicado ao sistema operacional ou, pensaria em soluções alternativas, como instalar o Ubuntu Server em um Disk-on-key, em vez de um HD.

Instalei o Ubuntu sem adicionar nenhum pacote extra com o SSH, LAMP, etc. A instalação do Ubuntu, não será abordada no texto.

Para a edição dos arquivos de configuração, utilizei o editor de texto nano, mas não tente usar outro editor como Vi ou Emacs, pois as configurações não irão funcionar. ;)

Vale ressaltar, que todos os comandos listados abaixo precisaram de direitos de administrador ou root.

    Próxima página

Páginas do artigo
   1. Introdução
   2. RAID
   3. Árvore de diretórios / Acesso remoto / Sincronizando horário
   4. Associando o servidor / Liberando login de usuários / Active Directory
   5. Permissão de usuários / DFS / SSH / Firewall
   6. Dicas
   7. Fontes de pesquisa
Outros artigos deste autor
Nenhum artigo encontrado.
Leitura recomendada

Restaurando o LILO com o Slackware 9.1 (HOWTO)

Bind9 slave em chroot no Debian Lenny

Indicador de Caps Lock

Instalando e configurando um servidor Jabber

Configurando e instalando o Java com Tomcat no Linux

  
Comentários
[1] Comentário enviado por galactus em 10/02/2014 - 12:21h

Parabéns pelo artigo Menashe e muito obrigado pelos créditos dos artigos no Fórum do Ubuntu. Fico feliz em saber que os tutoriais estão ajudando. Só não imaginava que seria tão longe. :)

Em casa eu tenho um servidor de arquivos com XFS também, só não fiz RAID via software. Na verdade já estou precisando de um storage. Estou sendo um devorador de dados. Heheheheheh


[2] Comentário enviado por junior em 10/02/2014 - 14:08h

Excelente artigo.
+ favorito

[3] Comentário enviado por betoberg em 13/02/2014 - 12:56h

Show de bola.
Muito bem feito o artigo. Vou testar.
Parabéns!

[4] Comentário enviado por DouglasMenger em 09/08/2014 - 09:59h

Tecoberg,

Quero agradecer por criar este artigo, eu estava tentando alguns dias montar um raid via software e com sua ajuda conseguir fazer isso de forma rápida e pratica.

Muito obrigado.

[5] Comentário enviado por tecoberg em 21/01/2015 - 06:37h

Caros amigos

Na versão 14.4 do Ubuntu houve algumas alterações nas instalações dos pacotes winbind e kerberos. Abaixo segue as linhas de comandos respectivas:

# apt-get install samba winbind libpam-winbind libnss-winbind

# apt-get install krb5-user krb5-config

Abraços

Tecoberg

[6] Comentário enviado por invernosantigos em 18/05/2015 - 04:14h


Eita !!! Legal seu tutorial. O tipo de contribuição q tds precisávamos ( e msmo qm n precisa, qr E DEVE saber ! ). Mas... houve algumas falhas, prática e teóricas : Vc n especifica se o disco virtual é automaticamente criado no processo, ou se é preciso criar uma partição com antecedência -- Do jeito q está, só os já meio entendidos escaparão dessa dúvida ( ou erro ). Segudo : vc n especifica o q fazer se algo n sair exatamente como o descrito. No meu caso, o primeiro passo, ao invés de :

Personalities : [linear] [multipath] [raid0] [raid1] [raid6] [raid5] [raid4] [raid10]
md127 : active raid1 sdb1[0] sdc1[1]
488253248 blocks super 1.2 [2/2] [UU]

saiu :

# cat /proc/mdstat
Personalities : [linear] [multipath] [raid0] [raid1] [raid6] [raid5] [raid4] [raid10]
unused devices: <none>

...e aí, sem saber o q fazer, parei por aí mesmo... Como corrijo, ou n saiu nd errado e era só continuar em frente ? E como corrijo e RETOMO a instalação, já q parei ? O meu sistema d arquivos é btrfs ( Escolhi este p poder fazer scrubing data. Há qm diga q btrfs ainda n é estável, mas essas opniões eram de 2 anos atrás ! ), pensei em fazer o segundo disco com ext4 msmo, já q vc disse -- ou assim entendi -- q n precisava ser o msmo sistema d arquivos p ambos... -- Eu poderia criar uma partição "manualmente" com o Gparted ou coisa q valha ( e assim poder optar por qualquer sistema d arquivos d minha escolha ), e torná-lo espelho depois ? Dúvidas, dúvidas e dúvidas, mas dúvidas q valhem à pena esclarecer ! Vc poderia me responder tds elas ??


[7] Comentário enviado por Tecoberg em 25/05/2015 - 04:59h

Quê bom que você gostou do artigo invernosantigos, entretanto ele foi escrito para pessoas que tenham um conhecimento além do básico em Linux por sua clara complexidade.
Esta foi a solução que encontrei para resolver um problema que eu tinha e resolvi comparti-lha lá para que outros pudessem usá-la como base para resolver problemas semelhantes como você o fez.
Cada alteração dos passos descritos,sejam eles a escolha de um outro hardware, o Sistema Operacional ou até mesmo a versão dele etc, abre um leque de possibilidades de problemas que realmente exige investimento de tempo para pesquisas e testes que somente em "loco" é possível realizar.
Como consolo eu posso contar-lhe que eu investi semanas para a construção da solução descrita e na escrita deste artigo. Tempo este que lhe fora poupado. :)
Boa sorte com este seu desafio e não esqueça de contribuir com a comunidade postando a solução que encontrou para o seu problema.
grandes abraços


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts