Criando relatórios estatísticos com o webalizer

O webalizer é uma ferramenta analisadora de logs, ele foi escrito em C e gera relatórios gráficos em HTML com estatísticas de utilização de vários programas, como por exemplo, Apache, Squid, wu-ftp entre outros. Nesse artigo veremos como instalar e configurar detalhadamente esse pacote.

[ Hits: 412.122 ]

Por: Wanderson Berbert em 20/11/2004


Webalizer em detalhes



A seguir será mostrada uma breve descrição dos principais parâmetros utilizados no webalizer. A maioria deles nem precisará ser alterada para o funcionamento do webalizer.

LogFile /var/lib/httpd/logs/access_log: arquivo que será analisado para geração de estatísticas.

LogType clf: formato do arquivo log a ser analisado. Os possíveis formatos são: clf, ftp ou squid.

OutputDir /var/lib/httpd/htdocs/usage: local onde serão gerados as estatísticas.

HistoryName webalizer.hist: nome do arquivo onde serão armazenados dados históricos dos últimos 12 meses do webalizer.

Incremental no: análise incremental do arquivo log. Possíveis valores yes ou no.

IncrementalName webalizer.current: armazena dados incrementais para processamento do webalizer, caso o parâmetro incremental esteja como no este parâmetro será ignorado.

ReportTitle Usage Statistics for: título do relatório que será mostrado no browser.

HostName localhost: nome do host que será mostrado no relatório.

HTMLExtension html: extensão em que será gerado o relatório. O padrão é a extensão html.

PageType htm*: são as extensões de páginas que serão contabilizados no relatório gerado pela webalizer.

UseHTTPS no: usa ou não o protocolo https. O padrão para este parâmetro é não.

DNSCache dns_cache.db: arquivo que cache utilizado pelo webalizer para fazer pesquisa inversa de nomes de dns. Todos os números de ip que são resolvidos são armazenados nesse arquivo por motivo de performance.

DNSChildren 0: quantos processos serão executados para fazer a resolução inversa de nomes dns. O valor 0 significa que não haverá tentativa de fazer a resolução de nomes dos endereços IP. Se o seu apache ou seu squid já estejam configurados para fazer a resolução de nomes dns então este parâmetro não precisa ser modificado.

HTMLPre <!DOCTYPE HTML PUBLIC "-//W3C//DTD HTML 4.0 Transitional//EN">: configura o pré header do documento a ser gerado.

HTMLHead <META NAME="author" CONTENT="The Webalizer">: configura o header do documento a ser gerado.

HTMLBody <BODY BGCOLOR="#E8E8E8" TEXT="#000000" LINK="#0000FF" VLINK="#FF0000">, configura as cores de fundo, cor de letra, cor de link: podendo ser utilizado para sobrescrever as configurações padrões do documento gerado pelo webalizer.

HTMLPost <BR CLEAR="all">, código que será inserido antes do primeiro HR do documento: podendo ser utilizado para personalização de funções.

HTMLTail <IMG SRC="msfree.png" ALT="100% Micro$oft free!">: código html que será inserido ao final de cada documento.

HTMLEnd </BODY></HTML>: código html que será inserido no final do documento gerado pelo webalizer.

Quiet no: suprime mensagens do webalizer. O padrão para este parâmetro é no.

ReallyQuiet no, suprime mensagens do webalizer: inclusive as mensagens de erro. O padrão é no.

TimeMe no: informa a hora ao final do processamento do webalizer.

GMTTime no: mostra a hora em formato GMT ou em formato de hora local. O padrão para este padrão é no.

Debug no: habilita mensagens de debug. Estas mensagens serão impressas via stderr.

FoldSeqErr no: permite que todas as mensagens de erro geradas com o mesmo código sejam tratadas como uma só mensagem.

VisitTimeout 1800: configura o timeout de visitas no site.

IgnoreHist no: ignora as informações contidas no arquivo de histórico e processa o relatório do zero.

CountryGraph yes: mostra o gráfico indicando os países que acessaram o site. O padrão é yes.

DailyGraph yes: mostra o gráfico de estatísticas diárias.

DailyStats yes: mostra as estatísticas diárias.

HourlyGraph yes: mostra o gráfico de estatística por hora.

HourlyStats yes: mostra as estatísticas por hora.

GraphLegend yes: mostra as legendas dos gráficos.

GraphLines 2: quantas linhas serão mostradas no gráfico.

TopSites 30, em ordem crescente de acessos: quantos sites serão mostrados no relatório.

TopKSites 10, em ordem crescente de kbytes: quantos sites serão mostrados no relatório.

TopURLs 30, em ordem crescente de acesso: quantas urls serão mostradas no relatório.

TopKURLs 10, em ordem crescente de kbytes: quantas urls serão mostradas no relatório.

TopReferrers 30, em ordem crescente: quantas referências serão mostradas no relatório.

TopAgents 15, em ordem crescente: quantos agentes serão mostrados no relatório.

TopCountries 30, em ordem crescente: quantos países serão mostrados no relatório.

TopEntry 10: mostra em ordem crescente quais são as páginas de entrada mais utilizadas pelos browsers.

TopExit 10: mostra em ordem de crescente quais são as páginas de saída mais utilizadas pelos browsers.

TopSearch 20: mostra em ordem crescente quais são as páginas de busca mais utilizadas.

TopUsers 20: mostra em ordem crescente quais são os usuários mais ativos.

AllSites no, AllURLs no, AllReferrers no, AllAgents no, AllSearchStr no, AllUsers no, tem função semelhante ao que foi explicado em topSites, topUsers, etc. A diferença é que com esses parâmetros setados para yes faz com que o webalizer mostre todos as referências: independente da quantidade em que elas aparecem.

HideSite *mrunix.net: tira do relatório um site ou vários sites.

HideReferrer Direct Request: esconde um referência do relatório.

HideURL *.gif: esconde uma url.

HideUser root, esconde um usuário das estatísticas. Este usuário, mesmo que tenha acessado a internet: não aparecerá no relatório.

GroupURL /cgi-bin/* CGI Scripts: agrupa url em tipos específicos.



GroupSite *.aol.com: agrupa sites.

Esta é uma lista da maioria dos parâmetros utilizados pelo webalizer, caso exista algum parâmetro não listado que se deseje informações, envie-me um email.

Página anterior     Próxima página

Páginas do artigo
   1. O que é o webalizer
   2. Obtendo sua cópia do webalizer
   3. Instalando a partir do código fonte
   4. Squid com webalizer
   5. Modelo modificado para o Squid
   6. Colocando o webalizer para funcionar
   7. Webalizer em detalhes
   8. Webalizer com Apache
   9. Finalizando
Outros artigos deste autor

Criando relatórios estatísticos da web com o awstats

Migrando do ipchains para o iptables

Mascarando conexões VPN com iptables

MailScanner - Email Gateway Virus Scanner

Nagios - Um poderoso programa de monitoramento de rede (parte final)

Leitura recomendada

tMSNc - MSN modo texto

Tor Browser e Rede Tor no Arch Linux - Instalação e Utilização

Servidor de Internet, Firewall, Logs - Ubuntu 10.04.3 LTS Lucid Lynx

Conectando Ajato com Linux

Ziproxy - Proxy de compactação e redução de imagens

  
Comentários
[1] Comentário enviado por removido em 20/11/2004 - 18:17h

Poww nem manjo desse programa estou para estudar ele =D , já adicionei no meus favoritos auqi do VOL ...

PS: você é da familia do Fabio Berbet ?, curiooosooooo heheh


abraços e parabéns pelo artigo.

[2] Comentário enviado por fabio em 20/11/2004 - 18:29h

Wanderson é meu primo de 1o. grau, filho do irmão da minha mãe. Por falar em primo, foi ele quem me ensinou a mexer com computador. Se não tivesse ele na família era bem capaz deu ser dentista hoje em dia :)

[3] Comentário enviado por wberbert em 20/11/2004 - 21:47h

Fiquei até emocionado agora :').
Bom brincadeiras a parte.. pra falar a verdade ele tavlez hoje faria parte do exército :D.. Não é a toa que ele era conhecido pela galera pelo apelido de "Soldier".
Hiii... te dedurei...bom mas agora já é tarde. :)
T+

[4] Comentário enviado por removido em 20/11/2004 - 23:15h

HAAhAUahAUAHAUAHA,

POwww primeiro de tudo gracias Wanderson Berbert por indicar o ramo de informatica para o Fabião .... mais agora essa do "Soldier"...


Cuidado que pega em Fabião.........

abraços a familia Berbert!

[5] Comentário enviado por kovas em 18/11/2005 - 00:00h

ola amigo .. eu usei sua conf do webalizer para o apche mais estou com dificuldades para conseguir fazer funcionar .. me diga uma coisa .. como q eu inicio ele e onde eu consigo visualizar os logs?

[6] Comentário enviado por wberbert em 18/11/2005 - 08:36h

Os logs são colocados na pasta onde o parametro

OutputDir /var/webalizer/apache

aponta.

Vc vai iniciá-lo atraves do cron... na verdade o webalizer não é um daemon e sim o programa que vai rodar de tempos em tempos coletando informações e isso é definido no cron.

Os arquivos gerados por ele podem ser abertos diretamente se vc tiver acesso a pasta da máquna local ou através de um aliases configurado no apache.

[7] Comentário enviado por raffaelfasan em 16/12/2005 - 16:41h

ao iniciar o webalizer, aparece a seguinte mensagem:

Webalizer V2.01-10 (Linux 2.6.12-9-386) locale: pt_BR.UTF-8

ele esta com a codificação UTF-8, sendo assim nos browsers fica sux =(

eu procurei bastante e não achei aonde mudar =\

você sabe como alterar para ISO-8859-1 ?

obrigado :D

[8] Comentário enviado por k3icolor em 23/12/2005 - 13:37h

alguem sabe algum scripts ou comando para atualizar o Webalizer manualmente ,no caso atualizar as estatisticas ? se alguem saber algo agradeço

Valeu

[9] Comentário enviado por balani em 11/10/2006 - 01:03h

Parabens, esse é artigo está muito bom e util.

[10] Comentário enviado por renatosd em 08/05/2007 - 12:13h

Boa tarde!

lendo sobre não encontrei mas o webalizer consegue ao invés de ler um arquivo de log ler vários e gerar as estatístcas?

Grato pela atenção

[11] Comentário enviado por diekn em 03/06/2007 - 17:32h

parabens,vou instalar esse programa,desde ja,ja vai estar adicionado no s meus favoritos.

[12] Comentário enviado por balani em 07/09/2007 - 20:33h

Artigo muito util, parabens!!!

[13] Comentário enviado por insanitysnake em 25/10/2014 - 19:44h

Excelente artigo, muito bom!

Consegui instalar e rodar perfeitamente...

Só na primeira parte onde foi preciso baixar e instalar o libgd-2.1.0 ele não foi muito claro quanto a instalação dele, acabei conseguindo instalar seguindo o mesmo modo de instalação do Webalizer... (para leigos em linux como eu, foi um desafio, depois pensei que foi ridículo de tão fácil...kkkkkkkkkkk)

[14] Comentário enviado por inclito em 15/03/2016 - 11:30h

@raffaelfasan muito simples, coloque na configuração do seu conf do apache a seguinte linha: AddDefaultCharset windows-1252, estará acentuado bacana.


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts