Conceito de NAT detalhadamente

O que é o NAT? Para que o NAT? Este artigo traz alguns conceitos básicos sobre o NAT (Network Address Translation) e mostra como esses conceitos podem ser aplicados em sua empresa.

[ Hits: 131.247 ]

Por: Luis Fernando Targas em 03/07/2003


Para que o NAT?



Os provedores de acesso Internet tem a necessidade de estar sempre expandindo o seu número de clientes e disponibilizando novos serviços para continuar a crescer nesse mercado tão competitivo.

Um dos grandes mercados que o provedor pode investir é o de conexão de pequenas e médias empresas à Internet, ganhando assim nos serviços na consultoria e no acesso. Essas pequenas e médias redes (entre 5 a 25 máquinas) tem necessidades bem definidas e comuns: permitir com que as máquinas da rede local acessem a Internet com segurança e, eventualmente, permitir com que a Internet acesse um ou mais servidores (WWW, FTP, e-mail, etc.) na rede local.

Por outro lado, existem algumas dessas pequenas redes que não estão dispostas a pagarem o alto custo de se conectarem diretamente a Internet, quer seja através de um provedor Internet, quer seja através de uma conexão direta com algum "backbone". Essas redes desejam apenas permitir que as máquinas da rede local acessem esporadicamente a Internet porém não podem disponibilizar modens, linhas telefônicas e contas em provedor para cada máquina. Esse tipo de rede necessita de algum meio de compartilhar um modem, uma linha telefônica e uma conta de acesso no provedor.

    Próxima página

Páginas do artigo
   1. Para que o NAT?
   2. O Provedor e o fornecimento de conexões de redes
   3. A pequena empresa e o compartilhamento de modem/linha/conta
   4. O que é o NAT?
   5. NAT avançado
Outros artigos deste autor

Como instalar e usar o MS Office 97 no Linux

Utilizando RPM para detecção de intrusos

Configurando o SendMail

Criando um firewall simples e compartilhando a conexão usando o IPtables

Leitura recomendada

Apache + módulo deflate = economia de banda

Conceitos de Acesso Remoto

Tor + Privoxy + Squid3

Criando relatórios estatísticos da web com o awstats

Rodando aplicações nativas de Windows em Linux pela Web

  
Comentários
[1] Comentário enviado por blackcatdbflush em 05/07/2003 - 20:42h

Artigo legal, mas copiou meu logo do bsd .. homem mau !!

[2] Comentário enviado por gustavo_marcon em 17/02/2004 - 16:39h

Muito bom o Artigo, mas fiquei c/ uma dúvida.
É o seguinte tenho uma conexão adsl c/ ip fixo mas que passa pelo roteador da brasil telecom e esse roteador faz NAT. Acontece que eu queria disponibilizar um servidor DNS e um servidor WEB para a Internet, mas como o roteador não tem em sua memória o registro de saida do roteador ele não deixa entrar nenhum pacote a mais, então os acessos ao meu ip são rejeitados. Como mudar isso? Será que tem como fazer alguma configuração em meu servidor ou teria que ser feito no roteador da Brasil Telecom?

[3] Comentário enviado por lamss em 12/06/2004 - 00:01h

Amigo Gustavo uso o ADSL velox modem speed stream 5200 (firmware atualizado para router), as configurações têm que ser feitas no seu router... pois liberei para internet a porta do ssh para acesso externo internet... deve ser o mesmo procedimento redirecionamento de porta nas configurações do router...
Se ajuda em alguma coisa...
Valeu

[4] Comentário enviado por marcosvalente em 17/06/2004 - 22:00h

Até copiei este artigo, valeu

[5] Comentário enviado por juglenijr em 25/11/2004 - 19:11h

Muito bom esta artigo... nota 10

[6] Comentário enviado por presunto em 24/05/2006 - 19:23h

muito bom artigo, fiz igual nosso amigo ali, copiei pro meu computador.. brigadao

[7] Comentário enviado por daemonio em 27/10/2006 - 13:29h

Gostei, artigo muito bom!

[8] Comentário enviado por thiagovitor3 em 05/03/2007 - 14:00h

olá amigo, adoreii tbm seu artigo, mais gostaria de alguns esclarecimentos se possível, tenho uma 10.10.20.1(onde tem acesso a internet) e uma outra 10.10.21.1(onde ficam as máquinas locais na minha rede), tem como eu apartir da segunda rede acessar os primeira, usando nat?

[9] Comentário enviado por digitelriopreto em 10/04/2007 - 18:21h

Olá...gostei do seu artigo...muito bom!!! Mas eu preciso de um "esclarecimentozinho" a mais. Possuo uma rede com um roteador "Clavister", 5 máquinas e 1 impressora TCP/IP da HP. Esse "Clavister" (roteador com 1 porta WAN e 8 portas LAN) veio da Suécia e é quem recebe o sinal de internet de um modem, DLink 500B, ROTEADO (pq naum tenho permissão de acessar o software do "Clavister", ninguem da Sueçia quis me passar o login e a senha), e distribui o sinal para as demais máquinas. Acontece q essa rede possui domínio na Suécia (todas as máquinas aki fazem login lá) e esse maldito "Clavister" faz sincronizações para manter tudo atualizado ( o q se faz aki, seatualiza lá na Suécia) e o desempenho das máquinas ficam muitíssimo lentas. Eu gostaria de saber se eu colocar um outro roteador entre o modem e o "Clavister", eu vou ter um desempenho melhor das máquinas, e como fazer isso sendo q os dois atribuem IP's p/ as máquinas (DHCP). Como faço pra fazer com q o roteador (não o "Clavister") faça apenas o serviço de conectar o modem e enviar o sinal pra porta WAN do "Clavister" e deixar q ele atribua os IP's (somente o "Clavister" em DHCP)????
Marcelo Milani

[10] Comentário enviado por jairus em 19/08/2007 - 16:07h

Parabens pelo artigo, tirou muitas dúvidas minhas, pela forma que foi explicado o tema "NAT".


Abraços
Jairus

[11] Comentário enviado por yodalmp em 17/09/2007 - 10:07h

ERRADO!

[12] Comentário enviado por yodalmp em 17/09/2007 - 10:07h

ERRADO, nat é um padrão definido pela RFC 1631!

[13] Comentário enviado por juraci.junior em 09/06/2012 - 13:49h

Muito bom o post. me ajudou com umas questões que sempre tive duvidas.


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts