Computador e Placas Antigas Nvidia em Pleno 2019

Se você é um infeliz que possui um computador antigo e, o que é pior, uma placa de vídeo Nvidia, então bem vindo ao clube. Sim, está difícil achar uma distribuição Linux estável e que funcione bem nestas placas que usam o driver Legacy 304. A maioria das distros já deixaram o suporte e tiraram de seus repositórios. Pesquisei bem a fundo, porque isso acontece e como sobreviver em 2019, tendo um PC antigo com placas de vídeo da Nvidia. Mostrarei neste artigo o problema e como configurar os drivers em uma distro bonitinha.

[ Hits: 919 ]

Por: Cézar Campos em 08/02/2019


Introdução



Entendendo o problema

Os drivers de vídeo versão 304, 340 e 390, já são consideradas Legacy. Mas, o que é um driver Legacy?

Um driver de vídeo Legacy é aquele que não é mais suportado pelo time de desenvolvedores, normalmente, são de GPUs da velha geração. Raramente eles recebem alguma atualização, mas quando recebem, é só para compatibilizar com as versões recentes do Kernel e do Xorg.

A cada versão considerada Legacy, uma lista enorme de placas de vídeos perdem a garantia de que vão funcionar.

Último lançamento

A última versão do 304 foi lançada em 2017 para o kernel mais recente, que na época era o Linux 4.9 e o Xorg era 1.19, então, você tem que ter em mente que essas são versões na qual você deve olhar em sua distro antes de usá-la.

Por isso que distros mais novas, como Manjaro, Debian Buster, Ubuntu 18.10 e Linux Mint não funcionam direito e se funcionam, travam de vez em quando; isso porque elas trazem por padrão versões mais novas do kernel e do Xorg e assim, os drivers Legacy não funcionam nestas versões.

Além disso, distribuem com o driver de vídeo Nouveau. Neste caso, as distros Rolling Release não vão funcionar no seu velho computador, então, prefira as distribuições Fixed Release.

Como exemplo, o Debian estável e seus derivados, para ter certeza de que o Xorg e o Kernel não serão mexidos.

Interfaces

Além disso, nem todos os gerenciadores de janela e interface são compatíveis, das que testei, apenas XFCE e MATE funcionaram perfeitamente, as outras tiveram algum bug. Cinammon, Gnome 3, KDE, Budgie e Deepin, são exemplos.

Então, temos que achar uma distro LTS com interface XFCE, ou MATE, para o nosso velho computador.

Procurando uma distro

Com essas informações, podemos procurar a distro ideal, como a minha favorita é Debian estável, eu poderia mostrar como configurá-la. Mas, como não é amigável o suficiente, então achei outra ainda mais fácil.

Descobri o Zorin OS há pouco tempo e a julgar pela aparência e usabilidade, é tão fácil quanto o Deepin, mas com a robustez do Debian e Ubuntu LTS.

Baixe a versão lite da ISO nesse site e escolha se quer pagar, ou não:
Linux: Nvidias antigas em pleno 2019
Grave a ISO para algum pendrive e instale a distribuição no seu computador. Mas, só um detalhe, durante a instalação, não se esqueça de marcar a opção: "Baixar atualizações enquanto instala Zorin"
Linux: Computador e Placas Nvidias Antigas em Pleno 2019
Como o resto da instalação é intuitiva, então vamos pular para a pós-instalação.

Primeira inicialização

Portanto, você acaba de instalar a distro e está inicializando-a pela primeira vez.

A sua beleza no gráfico traz até esperança a computadores velhos. Quase não dá pra acreditar que é uma interface XFCE de tão bem acabada, mas, infelizmente ela não funciona bem assim "fora da caixa", então teremos que fazer umas configurações extras.
Linux: Nvidias antigas em pleno 2019
A primeira coisa, é instalar um kernel compatível com a Nvidia. Por padrão, ele vem com a versão 4.15 genérica, então vamos instalar um kernel mais antigo. Abra o terminal Ctrl+Alt+t e dê um update no apt:

sudo apt update

E agora, instale o kernel lowlatency e seus headers:

sudo apt install linux-image-lowlatency linux-headers-lowlatency

Depois de instalar o kernel, é recomendável que você desinstale o kernel atual para você poder inicializar de vez no kernel lowlatency. Para isso, dê o seguinte comando:

sudo apt --purge remove linux-image-4.15* linux-headers-4.15* linux-modules-4.15*

Aparecerá uma mensagem dizendo, você está executando um kernel e tentando remover a mesma versão e perguntará se você quer cancelar a remoção, diga que NÃO!
Linux: Nvidias antigas em pleno 2019
Espere a desinstalação concluir e, por último, dê um update no bootloader:

sudo update-grub

A partir daí, sua nova missão é iniciar o sistema no kernel que você acabou de instalar. Para isso, digite reboot no terminal e espere reinicializar.

Segunda inicialização

Para termos certeza de que você inicializou com o kernel baixa latência, faremos o teste. Digite no terminal e veja a saída que ele dá:

uname -r
4.4.0-141-lowlatency

Se for parecida com essa, então você iniciou com o kernel certo.

Comecemos a instalação do bendito driver, invoque os poderes do apt com o seguinte comando:

sudo apt install nvidia-304

Isso irá instalar o driver na versão que está ali, junto também do build-essentials que irá compilar todo o seu kernel baixa latência, a fim dos drivers serem posto lá no meio. Se o texto final for semelhante a esse, então você está pronto para continuar:
Linux: Nvidias antigas em pleno 2019
O próximo passo, é configurar o X, faça isso com um só comando:

sudo nvidia-xconfig

Com o servidor X configurado, reinicie a máquina. ;)

Conclusão

Após a reinicialização se tudo der certo, o GRUB deve iniciar somente no kernel baixa latência, com os drivers de vídeo que você instalou.

Confira, após o login, se existe um aplicativo chamado Nvidia no menu de aplicações e abra-o. Se tiver uma cara igual a essa abaixo, então parabéns, você é o cara! Ou, a cara. rsrs
Linux: Nvidias antigas em pleno 2019
Aproveite seu "novo velho computador", enquanto as distros ainda suportam ele até 2021.

A simplicidade de um ambiente bonito, mesmo o seu hardware sendo antigo e mal suportado em uma interface leve com o XFCE. Se você for audacioso(a), dá até para jogar nesse estado.

É isso. Espero ter esclarecido o por quê as distros Linux não funcionarem de primeira em algumas máquinas, principalmente com drivers de código fechado, que não é obrigação das distribuições suportá-los. ;)

Bibliografia

O que é um driver Legacy?
Requisitos mínimos de software para o driver Legacy:
Tabela com as versões de pacote no Ubuntu LTS (consultado a versão do Xorg):
Tempo de suporte do Ubuntu LTS 16.04 (tempo até você comprar uma máquina nova):
Versões de lançamento Linux e suas datas:
   

Páginas do artigo
   1. Introdução
Outros artigos deste autor
Nenhum artigo encontrado.
Leitura recomendada

Áudio Profissional no GNU/Linux

FFMPEG para conversão em MP4 - Uso básico

Convertendo arquivo de vídeo em áudio via ffmpeg (incluindo metadados)

Rakarrack - Uma pedaleira virtual no Fedora 21

Criar um Servidor TeamSpeak no Ubuntu Server

  
Comentários
[1] Comentário enviado por posgetfd4 em 10/02/2019 - 13:40h

Eu uso Mageia 6 com Kernel 4.9.35. Roda até que bem na CPU AMD C60 onboard, mais superaquece quando roda filmes online. Vou dar uma olhada nesta distrito e fazer o procedimento...

[2] Comentário enviado por RLFontan em 10/02/2019 - 19:52h

Legal, alguém realmente precisava escrever um artigo sobre isso, tenho porém amigo, duas dúvidas:

- Se o usuário for um usuário completamente simples, que só usa o notebook para ver redes sociais, suíte de escritório e ver Netflix, ele pode ficar numa boa com Nouveau?

- A instalação via .run com DKMS traz algum resultado promissor?

Obrigado!

[3] Comentário enviado por Cizordj em 10/02/2019 - 21:10h

Obrigado pelo comentário, bom vamos lá

[2] Comentário enviado por RLFontan em 10/02/2019 - 19:52h

Legal, alguém realmente precisava escrever um artigo sobre isso, tenho porém amigo, duas dúvidas:

- Se o usuário for um usuário completamente simples, que só usa o notebook para ver redes sociais, suíte de escritório e ver Netflix, ele pode ficar numa boa com Nouveau?

Sim o Nouveau funciona perfeitamente para a maioria das tarefas em 2D, travando apenas em alguns browsers (Google Chrome por ex.) fazendo você ter que reiniciar o computador quando isso acontece. Dá para trabalhar tranquilo com suíte de escritório visto que isso não exige muito processamento gráfico com exceção do Libreoffice Draw. Nunca tentei ver Netflix com ele, mas já tive experiências ruins no iuutube onde o vídeo estava mais atrasado do que o áudio... especialmente em interfaces modernas como KDE e Gnome.

- A instalação via .run com DKMS traz algum resultado promissor?

Obrigado!

Raramente me dei bem instalando o driver desse jeito, é um passo-a-passo muito grande até você rodar o .run. Além disso atualizações de kernel requerem recompilação toda vida só para reinstalar este driver com o DKMS, a não ser que você instale uma vez e não mexa no kernel nunca mais. Quando funciona é de boa, mas quando não funciona é uma dor de cabeça consertar. A nvidia só distribui a última versão (304.137) que ao meu ver é mal acabada, pelo menos no meu Debian Stretch a imagem bugava a cada meia hora e tinha que reiniciar o PC. Neste caso prefira sempre a versão do repositório pois alguém trabalhou nela pra funcionar na sua distro.


[4] Comentário enviado por vp1147 em 16/02/2019 - 11:28h


Eu usava uma placa Nvidia GeForce FX5200 256MB. Ela era bem ruim, tanto pela ausência de drivers quanto pela idade. Até que ela queimou após ficar 1 mês com artefatos.Problema é que a placa é uma Gigabyte GA-8VM800M, e o vídeo integrado é uma carroça, nem vídeo em 480p aguenta.
Se alguém conhecer uma forma de melhorar o desempenho dela no Debian i686 ou algo assim, fique a vontade.

[5] Comentário enviado por Cizordj em 18/02/2019 - 08:42h


[4] Comentário enviado por vp1147 em 16/02/2019 - 11:28h


Eu usava uma placa Nvidia GeForce FX5200 256MB. Ela era bem ruim, tanto pela ausência de drivers quanto pela idade. Até que ela queimou após ficar 1 mês com artefatos.Problema é que a placa é uma Gigabyte GA-8VM800M, e o vídeo integrado é uma carroça, nem vídeo em 480p aguenta.
Se alguém conhecer uma forma de melhorar o desempenho dela no Debian i686 ou algo assim, fique a vontade.


É, eu fiz esse artigo justamente por ser o "limite" das antiguidades que ainda podem funcionar hoje, estamos em 2019 e pelo o que pesquisei essa sua placa mãe é da época do windows XP (2001) e ainda por cima só 32 bits. Não tem muito o que fazer se você quer usar ela a não ser usar uma distribuição tão antiga quanto o windows XP.
http://puppylinux.org/wikka/LegacyOS
Até mesmo o Debian jessie (old stable) pode ser pesado para a sua máquina. Se ainda funcionasse a sua placa de vídeo até poderia ter salvação, mas ela depende do driver 175 que nem existe mais nos repositórios do debian hoje em dia.

[6] Comentário enviado por vp1147 em 18/02/2019 - 13:33h


[5] Comentário enviado por Cizordj em 18/02/2019 - 08:42h


[4] Comentário enviado por vp1147 em 16/02/2019 - 11:28h


Eu usava uma placa Nvidia GeForce FX5200 256MB. Ela era bem ruim, tanto pela ausência de drivers quanto pela idade. Até que ela queimou após ficar 1 mês com artefatos.Problema é que a placa é uma Gigabyte GA-8VM800M, e o vídeo integrado é uma carroça, nem vídeo em 480p aguenta.
Se alguém conhecer uma forma de melhorar o desempenho dela no Debian i686 ou algo assim, fique a vontade.


É, eu fiz esse artigo justamente por ser o "limite" das antiguidades que ainda podem funcionar hoje, estamos em 2019 e pelo o que pesquisei essa sua placa mãe é da época do windows XP (2001) e ainda por cima só 32 bits. Não tem muito o que fazer se você quer usar ela a não ser usar uma distribuição tão antiga quanto o windows XP.
http://puppylinux.org/wikka/LegacyOS
Até mesmo o Debian jessie (old stable) pode ser pesado para a sua máquina. Se ainda funcionasse a sua placa de vídeo até poderia ter salvação, mas ela depende do driver 175 que nem existe mais nos repositórios do debian hoje em dia.

Vou ter que discordar de você.
Ele tá rodando normalmente o Debian Buster com o XFCE. Ele tem 2 GB de RAM 400 Mhz e um Celeron single core de 2.26 GHz. Ele já rodou o Q4OS e o Lubuntu.
O Debian não fica tão lento a cada versão, já vi máquinas com 512 de RAM rodar ele até bem. Óbviamente ficaria mais rápido com distros como o Puppy Linux ou o Tiny core (o Puppy não roda direito nele), mas o melhor é usar um sistema leve e moderno.

[7] Comentário enviado por Cizordj em 18/02/2019 - 16:21h


[6] Comentário enviado por vp1147 em 18/02/2019 - 13:33h

Vou ter que discordar de você.
Ele tá rodando normalmente o Debian Buster com o XFCE. Ele tem 2 GB de RAM 400 Mhz e um Celeron single core de 2.26 GHz. Ele já rodou o Q4OS e o Lubuntu.
O Debian não fica tão lento a cada versão, já vi máquinas com 512 de RAM rodar ele até bem. Óbviamente ficaria mais rápido com distros como o Puppy Linux ou o Tiny core (o Puppy não roda direito nele), mas o melhor é usar um sistema leve e moderno.

Tais melhor que o meu PC então, qual placa da Nvidia que ele tem?

[8] Comentário enviado por vp1147 em 18/02/2019 - 17:15h


Tais melhor que o meu PC então, qual placa da Nvidia que ele tem?


Ele tá com a integrada, não sei exatamente qual é. No site da Gigabyte consta que ela vem com uma UniChrome integrada, mas nunca encontrei drivers para ela.

[9] Comentário enviado por Cizordj em 19/02/2019 - 10:58h


[8] Comentário enviado por vp1147 em 18/02/2019 - 17:15h

Ele tá com a integrada, não sei exatamente qual é. No site da Gigabyte consta que ela vem com uma UniChrome integrada, mas nunca encontrei drivers para ela.



Então é por isso que o seu pc apesar de mais antigo funciona melhor do que o meu, parece que os drivers Unichrome sempre foram open source.

The Unichrome Project provides Free and Open Source support for the S3 Unichrome family of integrated graphics devices, as found on all recent VIA Technologies Northbridges.

já os PCs com nvidia cujos drivers sempre foram fechados se tornou difícil de manter pelas distribuições, por isso que falei que esse era o "limite" das antiguidades nvidia pra hoje em dia kk

http://unichrome.sourceforge.net/


Contribuir com comentário