ARP Poisoning: compreenda os princípios e defenda-se

Este é o meio mais eficiente de executar o ataque conhecido por Man-In-The-Middle, que permite que o atacante intercepte informações confidenciais posicionando-se no meio de uma conexão entre duas ou mais máquinas.

[ Hits: 116.636 ]

Por: Luiz Vieira em 03/03/2009 | Blog: http://hackproofing.blogspot.com/


Ferramentas e utilitários ARP



Segue abaixo uma lista de várias ferramentas para realizar ARP-Poisoning, que estão disponíveis na Internet.

Dsniff

Dsniff é uma coleção de ferramentas UNIX desenvolvidas para realizar auditoria em redes, assim como testes de invasão. Foi testada no OpenBSD e Solaris. Cada uma das ferramentas incluídas na distribuição Dsniff possuem funções únicas, mas falham na funcionalidade em conjunto. Em geral, as ferramentas dsniff, filesnarf, mailsnarf, msgsnarf, urlsnarf e webspy são utilizadas para monitorar passivamente uma rede compartilhada vulnerável (tal como uma rede local onde o sniffer está localizado além de qualquer firewall externo), buscando por conteúdos de interesse do atacante.

ARPoison

É uma ferramenta de linha de comando para UNIX que cria respostas ARP envenenadas. O usuário pode especificar a origem e o destino do endereço IP/MAC.

Ettercap

Ettercap é um sniffer/interceptador/logger [5] multiuso para Lans com switch. Ele possibilita a análise ativa e passiva de muitos protocolos diferentes (mesmo os criptografados) e inclui muitas características para análise de redes e hosts. Ele pode realizar os seguintes procedimentos automaticamente:
  1. Injeção de caracteres em uma conexão estabelecida
  2. Coletar senhas de TELNET, FTP, POP, RLOGIN, SSH1, ICQ, SMB, MySQL
  3. Filtragem/descarte de pacotes de dados
  4. Terminar conexões

Parasite

Parasite permite realizar sniffing em uma rede com switch através da técnica Man-In-The-Middle com o ARP-Poisoning. Seleção de alvos, DoS e várias outras características estão presentes nesse programa.

O Parasite não realiza uma limpeza apropriada quando termina seu funcionamento. Isto resulta num DoS de todos os computadores envenenados pois seus caches ARP estão apontando para um endereço MAC que não está mais direcionando seus dados.

Página anterior     Próxima página

Páginas do artigo
   1. ARP Poisoning
   2. Conceitos básicos sobre ARP (Address Resolution Protocol)
   3. Definição de ARP-Poisoning
   4. Ataques ARP
   5. Ferramentas e utilitários ARP
   6. Defesa contra ARP-Poisoning e sua Detecção
   7. Referências & Terminologia
Outros artigos deste autor

Análise de Malware em Forense Computacional

Ferramentas de segurança - uma pequena compilação

Metasploit Framework

Cheops: uma ótima ferramenta de rede

A Arte de HACKEAR Pessoas

Leitura recomendada

Checando vulnerabilidades com o Nikto

Vazamento de informações vitais via "HP Operations Manager Perfd"

Ping - O que há por trás?

Impedindo o compartilhamento de conexão

Segurança da Informação no Brasil, qual é nossa realidade?

  
Comentários
[1] Comentário enviado por pbrito81 em 03/03/2009 - 17:40h

Só um adendo: o envenenamento ARP não necessariamente é feito como resposta à uma solicitação. Um atacante pode enviar respostas ARP a qualquer momento - mesmo que o computador atacado não tenha as pedido - que o computador atacado as aceitará e atualizará sua tabela ARP.

[2] Comentário enviado por luizvieira em 04/03/2009 - 07:59h

Olá pbrito, seu adendo está correto: não precisa haver uma requisição inicial. Valeu!

[3] Comentário enviado por pogo em 05/03/2009 - 11:20h

excelente texto! parabéns!

[4] Comentário enviado por psychokill3r em 14/04/2009 - 21:25h

Obrigado Prof.

mais 100 pontos (este autor tem 5 artigos simplesmente essenciais(ate agora)) todos no favoritos com certeza.
vi no seu perfil que voce "trabalha como psicoterapeuta com especialização em Hipnose, PNL, Regressão, EFT, Sedona Method, Coaching. "
poderia nos dar um perecer sobre esse programa de mensagens subliminares que foi postado aqui no vol.
http://www.vivaolinux.com.br/artigo/Mentis-Reprogramese/
se tiver tempo ok.
valeuw desde já pelas aulas e espero mais .

[5] Comentário enviado por luizvieira em 14/04/2009 - 22:11h

Valeu pelo comentário elogioso psychokill3r (e pelos 100 pts tbm...rs)!

Quanto ao prograna, não conheço esse, mas conheço outros que já usei no Windoze há anos atrás. No entanto, pelo que pude ver, a utilização e o modus operandis são os mesmos. O lance da msg subliminar é que ela pode ocorrer atrvés de vários canais: o visual e o auditivo são os mais comuns. Para que o programa funcione vc precisa ser uma pessoa do tipo visual. Para quem é auditivo o ideal é gravar msgs subliminares junto com músicas e ouvi-las enquanto estuda, trabalha ou faz alguma atividade onde sua mente não está concentrada na música diretamente.

Para descobrir qual seu canal principal de representatividade (visual, auditivo, cinestésico), faça o teste que há nesse link:
http://www.pnl.med.br/site/artigos/12.htm

Em breve postarei um artigo sobre PNL para Hacking aqui no VOL (se a moderação liberar, é claro).
[ ]'s



Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts