Trabalhando com coringas, filtros e expressões regulares no shell

Nesse artigo mostrarei o uso de coringas, filtros e expressões regulares. Nele serão abordados tópicos como o uso de comandos trabalhando com coringas, os comandos cut, grep, head, tail, sort, tr, wc, nl, uniq e paste, que trabalham como filtro de dados e o uso de expressões regulares utilizando os comandos sed e grep.

[ Hits: 84.205 ]

Por: Cristian Alexandre Castaldi em 21/08/2004


Introdução

Um dos conceitos mais inteligentes do Linux é o que se refere a coringas, filtros e expressões regulares.

Os coringas são ferramentas que permitem adivinhar um nome de arquivo ou especificar facilmente um grupo de nomes de arquivos.

Os filtros são comandos que recebem uma entrada, processam a informação e apresentam o resultado como saída.

Expressões regulares são ferramentas de combinação de padrões, são diferentes e mais poderosas que os coringas. Tudo isso é feito sem mudar o conteúdo original das informações.

    Próxima página

Páginas do artigo
   1. Introdução
   2. Coringas
   3. Filtros
   4. Expressões regulares
   5. Bibliografia
Outros artigos deste autor

Servidor CVS: Instalando, configurando e gerenciando no Linux

Usando partições e sistemas de arquivos

Autenticando usuários

Gerenciando quotas de disco

Sistema de boot, níveis de execução e shutdown

Leitura recomendada

O que é o Linux

O útil comando "du"

Sim! Outro artigo na linha "Por onde começo?"

WAJIG, gerenciamento avançado de pacotes em distros Debian-like

Ubuntu no Samsung Chromebook com processador ARM

Comentários
[1] Comentário enviado por daaugusto em 21/08/2004 - 15:04h

O certo seria "curinga" (do jogo de cartas) e não "coringa".

[2] Comentário enviado por pop_lamen em 21/08/2004 - 15:30h

Cara seguinte...
tenho um saida mais ou menos assim...:
blah blah blah [blah blah] (blah blah)
e quero separar somente o que esta dentro dos colchetes...
como faco!?

[3] Comentário enviado por fabio em 21/08/2004 - 20:15h

Vixe.. Pessoal, o autor colocou curinga no artigo inteiro, eu que em minha santa ignorância mudei tudo para coringa. Assim que voltar de viagem (Domingo) mudo isso.

[]'s

[4] Comentário enviado por fabio em 21/08/2004 - 20:19h

Aproveitando o embalo, veja se isso funciona:

echo 'blah blah blah [esse blah blah aqui] (blah blah)' | sed 's/^.*\[\(.*\)\].*$/\1/'

[]'s

[5] Comentário enviado por pereira.celso em 22/08/2004 - 13:56h

kra muito bom artigo....parabéns!

valeu

[6] Comentário enviado por pop_lamen em 22/08/2004 - 18:34h

Cara funcionar funcionou
soh q eu ainda nao peguei as manhas desse SED

[7] Comentário enviado por crildo em 23/08/2004 - 09:05h

Leia a man page do comando ou consulte o arquivo pdf LPI Linux Certification In a Nutshell. Galera obrigado pelos comentários e críticas, até mais...

[8] Comentário enviado por wronieri em 23/08/2004 - 14:24h

crildo muito bom seu artigo parabéns :-)

[9] Comentário enviado por flipe em 23/08/2004 - 17:22h

no grep seria bom a opção -e

[10] Comentário enviado por agk em 25/08/2004 - 09:54h

Excelente artigo, continue assim amigo, gostei muito. Já estava fazendo algumas coisas em Shell faz algum tempo, mas com esse artigo vejo que as possibilidades são muitas, alias tenho uma dúvida, o que não dá pra fazer em shell? ehehe...

[11] Comentário enviado por shadowm00n em 30/10/2006 - 16:56h

no trecho abaixo, como eu faria para passar variáveis como parametro, exemplo: ao inves de passar .../a/%/... eu quero passar .../$var1/$var2/...

$ sed -e '1,3s/a/%/g' nomes.txt
Am%r%l
Suz%n
M%ri%n%
Wilson
Yan

[12] Comentário enviado por leodamasceno em 13/10/2009 - 08:49h

Cara, parabéns!
Ótimo artigo. Estou estudando pra LPI, e nessa questão dos "coringas" você fez uma ótima explicação.
Mais uma vez, parabéns.

[13] Comentário enviado por rnduart em 22/04/2011 - 14:06h

Difícil para que esta começando como eu. Mas vou estudar o artigo mais vez para aprender.

[14] Comentário enviado por esaraujo em 08/05/2013 - 09:37h

Artigo muito bom.
Obrigado.

[15] Comentário enviado por pablomrg em 20/05/2015 - 23:27h


Mais de dez anos se passaram da data de escrita e este artigo continua sendo relevante, parabéns, muito no mesmo.


Contribuir com comentário