Linux - Sistema de arquivos

O Linux suporta diferentes sistemas de arquivos, cada um com suas vantagens, desvantagens e características. Neste artigo irei descrever como manipular os principais sistemas de arquivos por ele suportado.

[ Hits: 173.262 ]

Por: Roberto Rodrigues da Silva em 13/11/2006


Sistemas de arquivos suportados pelo Linux

A lista de sistemas de arquivos suportados pelo Linux é muito grande mas, neste artigo, discutirei somente os mais comuns.

Atualmente, uma importante característica dos atuais sistemas de arquivos é o "journaling". Sistemas de arquivos que possuem essa característica são preferidos em detrimento aos que não possuem.

Journaling é um recurso que permite recuperar um sistema após um desastre no disco (ex.: quando um disco está sujo) em uma velocidade muito maior que nos sistemas de arquivos sem journaling.

Segue abaixo uma breve descrição sobre os sistemas de arquivos mais comuns disponíveis para o Linux:

Ext2


O sistema de arquivos ext2 é conhecido como "Second Extended FileSystem". Foi desenvolvido para ser mais "eficiente" que o sistema de arquivos "Minix", seu antecessor.

O Minix era muito utilizado nas primeiras versões do Linux, e foi utilizado por muitos anos.

O sistema de arquivos ext2 não possui journaling e foi substituído pelo ext3.

Ext3


O sistema de arquivos ext3 é uma versão do ext2 com suporte a journaling. Portanto, o ext3 tem as mesmas características do ext2, mas com suporte journaling.

Essa característica foi uma evolução e tornou o ext3 um sistema de arquivos muito estável e robusto.

Como no ext3 só foi adicionado o suporte a journaling, podemos converter um sistema de arquivos ext2 para ext3, adicionado suporte a journaling, e também podemos converter um sistema de arquivos ext3 para ext2, removendo o suporte a journaling.

ReiserFS


O sistema de arquivos ReiserFS foi criado recentemente. Mas atualmente quase todas as distribuições Linux o suportam.

Sua performance é muito boa, principalmente para um número muito grande de arquivos pequenos.

ReiserFS também possui suporte a journaling.

XFS


O sistema de arquivos XFS também possui suporte a journaling. Foi desenvolvido originalmente pela Silicon Graphics e posteriormente disponibilizado o código fonte. O XFS é considerado um dos melhores sistemas de arquivos para banco de dados, pois é muito rápido na gravação.

XFS utiliza muitos recursos de cache com memória RAM, e para utilizar XFS é recomendado utilizar sistemas que possuem redundância de energia.

SWAP


SWAP é um espaço reservado para troca de dados com a memória RAM.

Em alguns lugares ele não é mencionado como um Sistema de Arquivos, mas resolvi descrever aqui pois faz parte deste artigo.

VFAT


O sistema de arquivos VFAT é também conhecido como FAT32 (M$ Windows).

O sistema de arquivos VFAT não possui suporte a journaling. É utilizado normalmente para transferir dados entre sistemas M$ Windows e o Linux instalados no mesmo disco, pois pode ser lido e escrito por ambos os sistemas operacionais.

O sistema de arquivos VFAT está longe de ser um sistema de arquivos utilizado para Sistemas Linux, exceto para compartilhamento/compatibilidade entre o M$ Windows e Linux.

Se você utilizar VFAT no Linux, esteja certo de perder alguns atributos, tais como: permissão de execução, links simbólicos, entre outras coisas.

Ambos os sistemas de arquivos ext3 e ReiserFS são maduros o bastante para serem utilizados como padrão no Linux. Esses dois são os mais utilizados pelas distribuições Linux.

    Próxima página

Páginas do artigo
   1. Sistemas de arquivos suportados pelo Linux
   2. Criando sistemas de arquivos
   3. Agora vamos à prática
   4. Visualizando sistemas de arquivos criados
Outros artigos deste autor

Verificando e marcando badblocks

Linux - Permissões de acesso especiais

Linux - Quota de disco

Linux - Manipulando partições de disco

Python - Brincando com arquivos

Leitura recomendada

Entendendo o ReiserFS

Recuperação de partições deletadas com o TestDisk

Apresentando o Btrfs - Nova geração de sistema de arquivos para GNU/Linux

Alta disponibilidade: CentOS 6 - configurando os pacotes DRBD com gfs2 - parte 1

Formatando Disquetes

Comentários
[1] Comentário enviado por JefersonLopes em 14/11/2006 - 11:47h

Muito bem explicado. Didático por natureza!

Uma parte muito interessante é a montagem de um sistema de arquivos em um arquivo, esse exemplo mostra-nos como um linux pode se tornar mais seguro ainda do que já é: - Imaginem podermos esconder informações pessoais em um sistema de arquivo que está localizado dentro de um arquivo?
Isso nos faz pensar em muitas possibilidades na segurança da informação; dados que não devem ser acessados ou cair em mão erradas. Técnicas como esta, e em conjunto com outras, são de grande valia hoje em dia.


Parabéns pelo artigo. Continue assim nos presenteando com artigos deste nível. Mais uma vez, Parabéns.

[2] Comentário enviado por luiznassau em 14/11/2006 - 11:57h

Bom dia gostaria de saber se ja lançaram Linux que de para instalar jogos

Desde ja agradeço

[3] Comentário enviado por robertors em 14/11/2006 - 14:42h

Olá, Jeferson.

Você esta certo !
O linux é um "canivete suiço", necessitando apenas a criatividade ! (outros OS free tb )

Abraços.

[4] Comentário enviado por robertors em 14/11/2006 - 14:45h

Olá, Luiz.

Eu não procuro saber muito sobre jogos pra Linux.

Mas de momento posso recomendar a distribuição: Kurumin Games

Para mais informações acesse: http://kurumingames.sl.org.br/

Espero ter ajudado.

Abraços

[5] Comentário enviado por GilsonDeElt em 09/12/2006 - 21:23h

Ótimo para iniciantes e para curiosos.
Tá de parabéns!

[6] Comentário enviado por eraldoal em 19/03/2007 - 12:24h

Tudo bem,
Gostaria de ajuda por favor pode mim ajudar,
Estou fazendo uma pesquisa sobre as diferenças dos Sistemas de Arquivos Windows (NTFS) e Linux (EXT2,EXT3 e REISERFS),
Quero saber as Vantagens e Desvantagens dos dois sistemas de Arquivos. Fundamentar as diferencias.
Se não tiver os matérias pode enviar um site de pesquisa ou livros.
sou muito grato. Abraço

[7] Comentário enviado por JefersonLopes em 19/03/2007 - 12:34h

Olá eraldoal... não sei se isto ajuda, mas saiu em uma das primeiras edições da Revista Linux Magazine, uma matéria completa sobre sistemas de arquivos em linux. Seguem estes links; derrepente te ajuda em sua busca:

http://www.linuxmagazine.com.br/issue/02/provao.pdf
http://www.linuxmagazine.com.br/issue/02/um_lar_arquivos.pdf

Quanto ao NTFS vs Sistemas de arquivos Linux, creio que vc procurando no site da Revista PC&Cia, deva ter alguma coisa.

Até mais cara!!

[8] Comentário enviado por pc.debian em 06/10/2007 - 12:33h

Por favor
defina o que é journaling.

[9] Comentário enviado por robertors em 06/10/2007 - 17:54h

Olá, Paulo César.

Basicamente "Journaling" é uma técnica utilizada por vários sistemas de arquivos modernos, que proporciona uma recuperação rápida de problemas (como apos um reboot inesperado e/ou nao planejado) pois não necessita de uma verificação completa de todo o disco. Ele somente analisa os ultimos logs de falhas no disco.


Veja mais:
http://www.guiadohardware.net/termos/journaling
http://www.google.com.br/search?hl=pt-BR&q=journaling+filesystem&btnG=Pesquisar&meta=

Espero ter ajudado.
Vlw

[10] Comentário enviado por costaelen em 07/02/2013 - 21:54h

Gostaria de saber qual o sistema de arquivo utilizado pelo Minix 3?


Contribuir com comentário