O software livre, como o conhecemos, está morrendo?

1. O software livre, como o conhecemos, está morrendo?

Tipoff *tipoff
tipoff

(usa Outra)

Enviado em 06/12/2023 - 08:33h

Esse assunto me chamou a atenção após o post do @Buckminster nesse tópico: https://www.vivaolinux.com.br/topico/Ubuntu-e-Kubuntu/Distribuicao-de-pacotes

Não quis desvirtuar aquele tópico pois o assunto era outro, então criei este para discutirmos sobre os supostos motivos do software livre estar "acabando".

O que eu percebo do assunto é que devido ao domínio de grandes empresas no meio, muitos projetos de código aberto e software livre foram "impulsionados" ($$$) comercialmente por grandes empresas nos últimos anos. Isso levanta suspeitas quanto ao controle desses projetos, já que as prioridades comerciais podem se sobrepor aos ideais originais de liberdade e colaboração.

Muitos projetos grandes de SL recebem doações gordas de grandes corporações para se manterem ativos, enquanto que projetos menores não recebem sequer 1 cents de contribuição.

Sabe pq aquele seu programa favorito parou no tempo? Pois é, muito provavelmente o owner do projeto teve que abandoná-lo por razões financeiras. Isso acende um alerta sobre a continuidade de inúmeros projetos de SL, e que talvez no futuro, serão abandonados por falta de contribuição.

Desenvolver software é caro, complexo, e leva muito tempo. Sentar na frente do computador, instalar qualquer distribuição e reclamar que um recurso não funciona é fácil, mas lembre-se de que a maior parte do que utilizamos quando falamos de GNU/Linux foi criada por voluntários ao redor do mundo, os quais não receberam nada em troca pelo árduo trabalho que realizaram.

Creio que o assunto é complexo, mas o ponto que quero levantar é refletir se não estamos muito acomodados com o cenário do SL atual. Talvez possamos repensar sobre como podemos contribuir mais para garantir a sustentabilidade desses projetos.


  


2. Re: O software livre, como o conhecemos, está morrendo?

Perfil removido
removido

(usa Nenhuma)

Enviado em 06/12/2023 - 09:15h

@tipoff, sem grana não tem ideal que resista. O usuário de uma forma geral não gosta de pagar pelo que usa, se ele achar um programa "comercial" para Linux que valha a pena usar ele vai tentar crackear ou registrar sem comprá-lo. O usuário prefere dar 5 mil pratas em um telefone só por causa de uma "fruta" (dá status ter um) mesmo com tantas opções melhores no mercado e, curiosamente, não se importa em usar "programas e jogos grátis" que enchem a tela do celular de propaganda e espionando o que o usuário faz.

Nisso, quem é que vai querer gastar tempo e recursos criando ou melhorando algo se isso não lhe auferir algum ganho financeiro mínimo? Reconhecimento? Ah tá, vai nessa... Olhe por exemplo o "reconhecimento" dos usuários daqui respondendo perguntas de quem está com problemas ou dúvidas, na maioria das vezes quem pergunta não volta mais nem pra dizer se resolveu o problema e deixa o tópico aberto. Se fazem isso com algo simples como um fórum imagine um programador (ou grupo) que vê seu trabalho não render nada nem criar expectativas se não há interesse na continuidade. Eu estou até surpreso de que Linux seja livre e/ou grátis...

Vejam meu canal no Youtube: https://www.youtube.com/@SidneiSerra-hq1zk
Se conseguiu resolver a sua dúvida, premie os usuários do fórum que doam seu tempo para tirar dúvidas marcando a melhor resposta.


3. Re: O software livre, como o conhecemos, está morrendo?

Clodoaldo Santos
clodoaldops

(usa Linux Mint)

Enviado em 06/12/2023 - 10:10h

Todo programador tem direito ao seu salário.
Se o cara faz isso por hobby e no seu tempo livre ninguém tem direito de exigir nada.

*************************
DICAS LINUX PARA NOVATOS
https://dicaslinuxparanovatos.blogspot.com/


4. Re: O software livre, como o conhecemos, está morrendo?

leandro peçanha scardua
leandropscardua

(usa Ubuntu)

Enviado em 06/12/2023 - 10:18h


Enquanto o programador está na empolgação tudo é legal. Depois de três anos o cara se pergunta por quê está fazendo aquilo. Acho que a grana é uma forma de incentivo, mas as qualquer um paga(doação, aporte, salário) no seu próprio interesse. Acho que isso vale para qualquer um. O código é aberto p qq um ir lá e mexer, mas ninguém (ou quase) quer isso. Quer usar de graça e se beneficiar no seu próprio interesse. Se não precisar pagar melhor ainda.
Eu acho que o segredo para esses projetos continuarem "livres" seria angariar e ir renovando os membros. Do contrário o fator grana vai pesar com o tempo (e o sucesso).


5. Re: O software livre, como o conhecemos, está morrendo?

Clodoaldo Santos
clodoaldops

(usa Linux Mint)

Enviado em 06/12/2023 - 10:28h

Ser livre não é sinônimo de ser "de graça".
E como diria meu amigo da IBM:
- E quem é que paga o leite das crianças?

*************************
DICAS LINUX PARA NOVATOS
https://dicaslinuxparanovatos.blogspot.com/


6. Re: O software livre, como o conhecemos, está morrendo?

Tipoff *tipoff
tipoff

(usa Outra)

Enviado em 06/12/2023 - 13:16h

@velox256, se criou uma cultura de que software é algo sem custo algum, principalmente no Brasil devido a pirataria no início dos anos 2000.

Usuário não quer pagar pq deve achar que fazer software é igual fritar pastel, em 1 minuto tá pronto. E ainda reclama.

Lembra do WinRar? Embora não seja SL, também não é gratuito. O programa não tinha nenhuma validação para bloquear o uso após algum tempo de uso. Os programadores devem ter confiado na consciência do usuário para de alguma forma, fazê-lo comprar uma licença. E mesmo assim, o usuário ia atrás do WinRar crackeado, para não ter que olhar para uma janela avisando de que o software não é gratuito.

Eu acho que é mais uma questão de não entender os custos envolvidos. Se os usuários percebessem o tempo, os recursos e a habilidade necessários para criar software, talvez pensassem diferente sobre pagar por eles. E no caso do SL, pensassem mais em como contribuir de forma mais ativa.


7. Re: O software livre, como o conhecemos, está morrendo?

Tipoff *tipoff
tipoff

(usa Outra)

Enviado em 06/12/2023 - 13:26h

@clodoaldops: não há intenção de exigir do usuário, isso seria diferente. Se a intenção fosse essa, seria mais lógico criar software proprietário e vendê-lo.

O que vejo como problema maior é a falta de conscientização dos usuários sobre os esforços envolvidos nos projetos de SL. Acredito que se houvesse mais esclarecimento sobre esse processo, mudando a mentalidade de que software gratuito não tem custo algum, já poderíamos observar um efeito positivo talvez.


8. Re: O software livre, como o conhecemos, está morrendo?

Tipoff *tipoff
tipoff

(usa Outra)

Enviado em 06/12/2023 - 13:33h

@leandropscardua: é uma boa ideia se houvesse essa rotatividade. Alías, um outro problema também é que muitos projetos de SL são feitos sem documentação ou o código é muito arcaico. Assumir uma tarefa assim provavelmente desanimaria o novo programador.

Por isso surgem os chamados "sucessores espirituais", projetos novos baseados na ideia do antigo software, e o ciclo se renova.


9. Re: O software livre, como o conhecemos, está morrendo?

Perfil removido
removido

(usa Nenhuma)

Enviado em 06/12/2023 - 13:57h

@tipoff, essa do Winrar me lembra de uma vez (nos tempos de ICQ, hehehe) em que eu estava dando suporte para uma americana nos EUA em relação a drivers do Windows dela, fiz um pacote do que ela precisava com um arquivo auto-extract executável do Winzip com uma versão sem registro, era shareware e não impunha restrição de uso a não ser uma janela avisando que o autoextract foi feita em uma versão do Winzip sem registro. Você acredita que a americana preferiu ficar sem som no PC dela só por causa dessa mensagem mesmo depois de ter explicado pra ela esse detalhe do Winzip pra ela? Ela comprou uma licença do Winzip e me deu, aí sim registrei o programa e todo mundo ficou feliz, principalmente ela com som e vídeo acelerado na máquina dela, hehehe... A consciência varia de país para país, aqui é f*da, tudo é Lei de Gerson...

Vejam meu canal no Youtube: https://www.youtube.com/@SidneiSerra-hq1zk
Se conseguiu resolver a sua dúvida, premie os usuários do fórum que doam seu tempo para tirar dúvidas marcando a melhor resposta.


10. Re: O software livre, como o conhecemos, está morrendo?

leandro peçanha scardua
leandropscardua

(usa Ubuntu)

Enviado em 07/12/2023 - 08:48h


Além desses problemas, um código não remunerado pode acabar não sendo confiável

https://tecnoblog.net/noticias/2022/01/10/desenvolvedor-sabota-modulos-de-codigo-aberto-e-afeta-milh...


11. Re: O software livre, como o conhecemos, está morrendo?

Clodoaldo Santos
clodoaldops

(usa Linux Mint)

Enviado em 07/12/2023 - 10:28h

Um software livre é um programa que pode ser modificado, estudado, copiado e redistribuído sem a necessidade da autorização do proprietário para isso.
Isso significa que os usuários de software livre têm a liberdade de fazer qualquer alteração que desejarem, e para que isso seja viável, o proprietário fornece os códigos-fonte do software.
Contudo, isso não significa que os softwares livres são gratuitos. Eles são livres para que os usuários tenham controle sobre sua personalização ou distribuição, e podem ou não, sofrer monetizações.
https://x.gd/tRIYw


*************************
DICAS LINUX PARA NOVATOS
https://dicaslinuxparanovatos.blogspot.com/


12. Re: O software livre, como o conhecemos, está morrendo?

Buckminster
Buckminster

(usa Debian)

Enviado em 07/12/2023 - 23:11h

Software livre, como o Clodoaldo falou, não é software gratuito.
No software livre o código fonte é aberto, no software proprietário o dono "guarda e esconde" o código fonte.
Outro problema é que, décadas atrás, combatiam o software livre porque diziam que ele incentivava a pirataria em detrimento dos softwares proprietários, mas a questão é que os grandes da Big Tech cresceram copiando do software livre e não o contrário.
E até entre as grandes a "pirataria" corria solta, por exemplo, entre a Appel e a Microsoft antigamente a pirataria era descarada.

Em 1984 Steve Jobs rouba da Xerox, como ele mesmo admitiu, a ideia de um sistema operacional baseado em objetos clicáveis com um mouse e a Apple lança no mercado o Machintosh. O Mac OS possui seu código desenvolvido pela Apple, é fechado e proprietário.
E depois, em 1984-85, o titio Bill rouba da Apple a idéia roubada da Xerox e lança o Windows 1 em 1986 com o sistema baseado em objetos clicáveis, que nem mesmo era um S.O., era um aplicativo de janelas (daí o nome Windows) que rodava em cima do MS-DOS. O Windows começou como uma GUI, uma interface gráfica do MS-DOS.
A partir de 1984, com o advento do "GNU não é Unix" do Richard Stallman a coisa começou a ganhar corpo e foi o início da tal "filosofia do software livre".
E em 1991 com o advento do Linux a coisa barbarizou e as grandes começaram a ganhar rios de dinheiro "pirateando" as idéias (que nem é pirataria nesse sentido, pois o fonte é aberto).

Depois, não lembro qual época, surgiu a idéia de vender serviços em vez de produtos e passaram a dar o sistema operacional e os programas de graça, às vezes cobrando pela licença, e começaram as versões "betas" e as versões de teste, as versões gratuitas com poucas funcionalidades, etc.
A Microsoft, por exemplo, enriqueceu dando de graça o XP piratão (que ficou no ar por 13 anos) cuja licença todo mundo tinha em casa, mas as atualizações de segurança ela mandava para todos e as atualizações do Windows eram somente para quem tinha pago a licença (quase ninguém), então a Microsoft sempre soube quem tinha ou não o piratão, pois esse era o "marketing" do titio Bill. Ele ganhou rios de dinheiro vendendo pencas de licenças para governos e empresas, nunca se preocupou, nesse sentido, com o usuário final individual, apenas encalacrou todo mundo com o Windows que, tecnicamente falando, atualmente é um ótimo sistema operacional.

E como o Sidnei disse, com o tempo vai se cansando de largar fontes prontos pela internet, colaborar no desenvolvimento, etc, e sequer ter um simples "obrigado" de resposta, mas tem uns que ainda insistem.

Vai da cabeça de cada um, o próprio Linus, por exemplo, foi convidado, na época, pelo Steve Jobs para trabalhar na Apple, mas não quis porque teria de abandonar o Linux.
E, dos desenvolvedores que eu conheci do software livre no Brasil, a esmagadora maioria sonhava em ser contratado por uma das grandes empresas ou ganhar muito dinheiro com seus programas. Começavam com software livre e depois "fechavam o pacote" e passavam a cobrar.
Atualmente não posso opinar, pois estou fora dessa tal "filosofia".

https://pt.wikibooks.org/wiki/Sistemas_operacionais/Hist%C3%B3ria#:~:text=4.11%201991%20%2D%20Linux,...


_________________________________________________________
Always listen the Buck!
Enquanto o cursor estiver pulsando, há vida!






Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts