Automação de Processos em Linux é mais efetiva do que em Windows ?

1. Automação de Processos em Linux é mais efetiva do que em Windows ?

Victor de Souza Martins
pebble

(usa Kali)

Enviado em 17/08/2020 - 06:32h

Para começar deixo claro que sou um completo leigo tanto de Linux, quanto dos assuntos tratados aqui, peço desculpas de antemão caso erre em informações ou termos.
Basicamente estou há algum tempo tentando montar um sistema de automação de processos para o sistema judiciário, não é nenhum trabalho específico, mas isso me renderia alguns pontos com meu chefe, o problema é que os órgãos responsáveis pela organização e divulgação das informações que eu preciso, o governo e suas ramificações, não distribuem facilitadores como APIs e ferramentas do tipo.
Devido a isso resolvi apelar para a automação de processos "crua" utilizando um programa chamado Pulover's Macro Creator, que após a programação, atua como um fantasma no seu computador acatando as regras que foram programadas usando informações de posicionamento de mouse, inserção de texto e reconhecimento de imagens, por isso não posso utilizar o computador enquanto utilizo essa ferramenta, o que me levou a querer utilizar uma Máquina Virtual, que eu deixaria fazer o trabalho em segundo plano.
Eis a questão, aparentemente no Windows, usar esse programa é o mais próximo de automatização efetivo que eu consigo chegar, isso é diferente no Linux ? Já que o SO é tão aberto a alterações do usuário imaginei que fosse possível algum tipo de automação utilizando o próprio Terminal ou recursos diferente.
Bom, como falei sou um leigo nessa área e não sei se essa é uma questão [*****], mas gostaria de matar essa curiosidade.


  


2. Re: Automação de Processos em Linux é mais efetiva do que em Windows ?

Cézar Augusto
cezargaiteiro

(usa Debian)

Enviado em 18/08/2020 - 00:04h

No Linux você pode automatizar muita coisa com shell script, mas como o seu caso envolve mexer com o mouse e reconhecimento de imagens eu creio que o buraco é mais embaixo.

Não sei se isso daria certo, mas você pode rodar a interface gráfica em um outro TTY e deixar o seu aplicativo rodando por lá. Assim você evita criar uma máquina virtual e continua usando o computador na primeira instância da interface gráfica.

Desculpa se isso não ajudou muito, mas é o que pude comentar.






Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts