fdisk /mbr em hds com linux. MITO?

1. fdisk /mbr em hds com linux. MITO?

Flavio Milan
flaviomilan

(usa Arch Linux)

Enviado em 05/01/2010 - 16:04h

Boa tarde galera, tenho uma pergunta interessante para fazer
trabalho com manutenção e micros e a algum tempo, uma marca
de computadores nos enviou um documento tecnico no qual se dizia
que para a instalaçao do windows em hds que vinham com linux de fabrica. era nescessario entrar em DOS antes e dar um fdisk na mbr.. pois varios hds que se apresentavam com problemas no windows, era devido a isto.. MITO ou VERDADE?

forte abraço a todos!


  


2. Re: fdisk /mbr em hds com linux. MITO?

Sergio Teixeira - Linux User # 499126
Teixeira

(usa Linux Mint)

Enviado em 05/01/2010 - 16:28h

É até possível que para eles seja verdade, pois há bastante espaço (!!!) na MBR e pode ser que algum lixo que fique por ali venha a prejudicar instalações futuras.

O fdisk do Windows não alcança toda a região da MBR, que apesar de pequena, retém apenas informações em linguagem de máquina, onde qualquer kB significa muita coisa.
E é exatamente por essa deficiência aparentemente inócua que existem virus de partição que impedem até mesmo o reaproveitamento do HD, quando ele está fisicamente perfeito.
Por isso, eles não deixam de ter uma certa razão.

Então eu corrigiria essa informação técnica, sugerindo passar o particionador do Linux em primeiro lugar, e somente então fazendo os procedimentos "normais" quanto ao Windows.



3. Re: fdisk /mbr em hds com linux. MITO?

Elgio Schlemer
elgio

(usa OpenSuSE)

Enviado em 05/01/2010 - 17:03h

fdisk /mbr (master Boot record) nada mais é do que pedir ao fdisk para refazer o setor de boot.

No setor de boot tem uma pequena rotina que apenas carrega o sistema Operacional. O LILO e o GRUB substituem esta rotina para que se possa ter opções.

O fdisk /mbr MATA o que lá tem (LILO ou GRUB) e coloca novamente a versão DOS do MBR. Ou seja, é uma maneira suja de REMOVER o lilo/grub e, desta forma, exorcizar o Linux do sistema.

Antigamente, nos "bons" tempos dos virus Stoned e ping pong, este comando era muito conhecido como uma forma eficiente e certeira de remover qualquer vírus de boot (pois não importa o que tem lá, será removido).


4. Re: fdisk /mbr em hds com linux. MITO?

Ricardo Cardoso
ricardo cardoso

(usa Debian)

Enviado em 05/01/2010 - 18:44h

Em partes sim, pois já tive problema com uma distribuição onde formatei para instalar o windows e depois não deu boot no mesmo pq o gru não havia sido apagado da mrb. Precisei formatar a mbr para funcionar com o comando fdisk /mbr.


5. Re: fdisk /mbr em hds com linux. MITO?

Sergio Teixeira - Linux User # 499126
Teixeira

(usa Linux Mint)

Enviado em 06/01/2010 - 12:22h

Amigos Elgio e Ricardo:

Os virus antigos do tipo "stoned" começaram ocupando bastante espaço, e depois foram encurtados e mudados de posição.
Todavia, os "stoned" e suas variações sempre foram detectados, porque eles simplesmente faziam novas instalações de si mesmo, gastando mais espaço e mais tempo de processamento, até o computador ficar tão lento que parecia parado (daí o nome "stoned" = "petrificado").

Os modernos virus de partição são muito pequenos e se instalam em uma região que o fdisk do DOS não alcança, mesmo com o parâmetro /MBR, que irá sempre apontar para uma posição fixa onde fica instalado o virus e não o boot propriamente dito.
O defeito na verdade não é do fdisk nem do MBR, apenas explora uma particularidade do MBR que aponta sempre a mesma posição inicial, a qual em vez de dar boot, simplesmente nega acesso ao disco e à própria partição.

Vamos dizer que todo MBR aponte para 0000 (não me lembro do endereço).
Então o que esse tipo de virus faz é instalar-se (e camuflar-se) em 0000.

Uma forma de remover qualquer virus de partição é simplesmente encher previamente os primeiros 2MB do HD com zeros (ou todo o HD, mas isso demora).
O Windows não tem como fazer isso, mas o Linux tem.
Na verdade, precisa limpar apenas os primeiros 512KB.