RED HAT ENTERPRISE LINUX ESTARÁ DE GRAÇA

1. RED HAT ENTERPRISE LINUX ESTARÁ DE GRAÇA

Reginaldo de Matias
saitam

(usa Slackware)

Enviado em 22/01/2021 - 08:19h


Com o fim do CentOS, a Red Hat mudará seus Termos e Políticas: Estará de Graça para quem for Desenvolvedor e/ou para Produção com até 16 servidores.

1. INTRODUÇÃO
Após o anúncio no final do ano passado de que o CentOS 8 será descontinuado e, em vez disso, focará no CentOS Stream como o futuro upstream do RHEL, muitos ficaram preocupados com a ausência do CentOS 8 neste ano de 2021.

Na tentativa de preencher esse vazio, a Red Hat anunciou no último dia 20 de Janeiro que tornará o Red Hat Enterprise Linux gratuito para pequenas empresas e pequenos espaços de produção.

2. PRODUÇÃO
Embora o CentOS Linux fornecesse uma distribuição sem custos, o RHEL gratuito também existe porém somente por meio do programa Red Hat Developer. Os termos do programa atualmente limitam seu uso a desenvolvedores de uma única máquina.

Agora a Red Hat está tratando disso expandindo os termos do programa Red Hat Developer para que a assinatura Individual Developer possa ser usada em produção para até 16 sistemas.

Isso é exatamente o que você está pensando: para casos de uso de produção limitada, que não extrapole 16 máquinas, este RHEL recebe suporte total e gratuito.

Se interessar, você só precisa se registrar com uma conta Red Hat gratuita (ou por meio de logon único no GitHub®, Twitter®, Facebook® e outras contas) para baixar o RHEL e receber atualizações.

Nada mais é necessário.

Este não é um programa de vendas e nenhum representante de vendas fará o acompanhamento. Haverá uma opção dentro da assinatura para atualizar facilmente para o suporte total pago, mas isso o cliente decide.

Os clientes poderão também usar o programa Red Hat Developer expandido para executar o RHEL nas principais nuvens públicas, incluindo AWS®, Google® Cloud Platform e Microsoft® Azure. Deverão obviamente pagar apenas as taxas de hospedagem habituais cobradas pelo provedor de suas respectivas escolhas; o sistema operacional continuará gratuito.

3. DESENVOLVEDORES
A RHEL admite que é que um desafio do programa de desenvolvedor limitar o desenvolvimento a uma única máquina. Agora o programa Red Hat Developer será expandido para tornar mais fácil para as equipes de desenvolvimento ingressarem no programa e aproveitarem seus benefícios.

Essas equipes de desenvolvimento agora podem ser adicionadas a este programa sem nenhum custo adicional por meio da assinatura existente do cliente.

Por meio deste programa, o RHEL também pode ser implantado por meio do Red Hat Cloud Access e está acessível nas principais nuvens públicas, incluindo AWS®, Google® Cloud Platform e Microsoft® Azure, sem custos adicionais, exceto pelas taxas de hospedagem cobradas pelo provedor de nuvem da escolha do cliente.

4. CUSTOS
Qualquer um que passe da quantidade mínima de 16 servidores em produção ainda precisarão comprar licenças do Red Hat Enterprise Linux ou procurar qualquer um dos diversos derivados RHEL que já existem por aí, como o Oracle® Linux ou que serão lançados este ano como AlmaLinux e RockyLinux.

As tratativas do limite de 16 sistemas ainda serão feitas por meio do programa de desenvolvedores baseado em registro e inclui implantações para os principais provedores de nuvem.

5. QUANDO E COMO?
Essas mudanças no programa de Desenvolvedores e Termos de Uso começam a valer a partir de 1º de Fevereiro de 2021.

De acordo com a RHEL, todos que já possuem contas de login na RHEL Developer serão automaticamente atualizados e, quem trabalhava com apenas 1 máquina em desenvolvimento, poderá usar outras 15.

6. CONCLUSÃO
Essa mudança de ares da Red Hat será bem vinda agora que o CentOS, como conhecemos, irá nos deixar ao final deste ano de 2021.

Mas ainda existem muitas organizações de grande porte que dependem do CentOS que provavelmente ainda buscarão abraçar o CentOS Stream ou avaliar as novas opções que serão lançadas.

Será interessante ver como isso vai se desenrolar, mas por enquanto o CentOS 8 permanece com suporte até o final deste ano enquanto que o CentOS 7 ainda será suportado até 30 de Junho de 2024.



http://unixuniverse.com.br/linux/rhel-gratis

http://mundodacomputacaointegral.blogspot.com.br/
Twitter: https://twitter.com/@blogcomputacao
Facebook: https://www.facebook.com/BlogComputacao
Grupo Linux no Telegram: https://goo.gl/KQYqhN
Grupo Linguagens de Programação no Telegram: https://goo.gl/7sJF95
Grupo FreeBSD no Telegram: https://goo.gl/mzp7XT
Grupo Infra TI Corporate no Telegram: https://t.me/InfraTICorporate
Grupo CodeIgniter no Telegram: https://t.me/CodeIgniterBrasil
Grupo Phinx Brasil no Telegram: https://t.me/PhinxBrasil
Blog: http://goo.gl/Cuixk
Coleção de Howtos Linux e FreeBSD https://goo.gl/UHDVtK
Canal do Blog: https://t.me/blogcomputacao




  


2. Re: RED HAT ENTERPRISE LINUX ESTARÁ DE GRAÇA

Andre (pinduvoz)
pinduvoz

(usa Debian)

Enviado em 22/01/2021 - 16:30h


Legal!

Agora quem usa o CentOS numa pequena empresa vai poder migrar pra o RHEL sem traumas.


3. Re: RED HAT ENTERPRISE LINUX ESTARÁ DE GRAÇA

Perfil removido
removido

(usa Nenhuma)

Enviado em 24/01/2021 - 00:06h

Muito interessante.


4. Re: RED HAT ENTERPRISE LINUX ESTARÁ DE GRAÇA

Cézar Augusto
cizordj

(usa Debian)

Enviado em 24/01/2021 - 12:37h

E como fica o Fedora no meio de tudo isso?


5. Re: RED HAT ENTERPRISE LINUX ESTARÁ DE GRAÇA

Clodoaldo Santos
clodoaldops

(usa Linux Mint)

Enviado em 24/01/2021 - 12:51h

Na minha opinião o Fedora continua mesmo ritmo como campo de testes da RedHat e focado no usuário desktop.



6. Re: RED HAT ENTERPRISE LINUX ESTARÁ DE GRAÇA

leandro peçanha scardua
leandropscardua

(usa Ubuntu)

Enviado em 24/01/2021 - 20:24h

Comentando o #1 (do autor): será que isso estmulará mesmo pequenas empresas? A lógica é meio parecida com as licenças do mundo windows. Lembrando que 16 servidores contam também as vm's!!! Parece uma folga mas não é! A empresa pode correr o risco de precisar instalar um servidor p algum serviço interno e descobrir q vai precisar comprar licença. Mas a questão é: no mundo windows não tem muito p onde correr. Se vc não compra um o concorrente também é pago. Mas no linux os administradores são mais treinados e capacitados e as alternativas são similares. Valeria a pena uma empresa se arriscar a precisar comprar uma licença qdo há alternativas parecidas? Há uma questão de planejamento financeiro, ou a chegada da pirataria no mundo linux?
Outra: será q docker conta como servidor????


7. Re: RED HAT ENTERPRISE LINUX ESTARÁ DE GRAÇA

Daniel Lara Souza
danniel-lara

(usa Fedora)

Enviado em 25/01/2021 - 14:24h


Vamos de RHEL agora






Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts