Wayland, daemons de inicialização e o restante do sistema

1. Wayland, daemons de inicialização e o restante do sistema

Perfil removido
removido

(usa Nenhuma)

Enviado em 29/06/2017 - 02:22h

Wayland (protocolo de servidor gráfico)

Wayland é um protocolo de servidor gráfico que especifica a comunicação entre o Servidor_gráfico (chamado compositor Wayland) e os seus clientes. Ele foi inicialmente projetado por Kristian Høgsberg, líder do projeto AIGLX, como um substituto ao X Window System.

A implementação inicial, principalmente libwayland-server, libwayland-client, libwayland-EGL e a implementação de referência Weston são escritas em C e publicada sob a MIT License. Weston é escrito para o núcleo Linux. Um porte inicial para o FreeBSD está em processo de desenvolvimento.

Disponibilidade

Por enquanto só está disponível para as distribuições Linux: Fedora Workstation 21 (somente GNOME) ou superior, Ubuntu 16.04 GNOME (recurso não ativado por padrão)


Retirado de https://pt.wikipedia.org/wiki/Wayland_(protocolo_de_servidor_gr%C3%A1fico)

Aproveitem para ver https://en.wikipedia.org/wiki/Wayland_(display_server_protocol)


Como de costume a Wikipédia em português possui um conteúdo raso e talvez desatualizado. É praticamente um hiperlink para os artigos da Wikipédia inglesa e outras com textos melhores.

Wayland constitui-se em um novo protocolo gráfico implementado por um novo servidor gráfico. Alternativa ao protocolo X11 dos sistemas X.Org e XFree86.

Os tradicionais desktops KDE e GNOME estavam ou já concluíram portabilidade para funcionar com o código. O sistema primeiro apareceu segundo o primeiro site em Fedora e disponível para GNOME. Tudo antigo. A coisa deve estar bem mais adiantada hoje.

A questão por aparecer em produtos que possuem alguma ligação com coisas ligadas a SystemD, como GNOME, que pode ser extremamente dependente, e no Fedora, que é produto da Red Hat, orquestradora daquela coisa.

Estou pesquisando, mas postando para adiantar os objetivos e as dúvidas para debate. Nada concluído ainda.

Será que Wayland é uma implementação de servidor gráfico mais adaptada a interagir com SystemD? Este demônio dos infernos agora vai querer dominar o controle gráfico do equipamento, aparentando-se mais ainda ao outro sisteminha?

É mais ou menos por enquanto. Não me expressei muito bem. Procurando respostas.



  


2. Re: Wayland, daemons de inicialização e o restante do sistema

Perfil removido
removido

(usa Nenhuma)

Enviado em 29/06/2017 - 02:29h

Wayland constitui-se em um novo protocolo gráfico implementado por um novo servidor gráfico. Alternativa ao protocolo X11 dos sistemas X.Org e XFree86.


Ja falhou porque o Wayland nao e um protocolo que pode ser levado a serio pra qualquer caso de uso acima de "preciso de um browser e editor de texto"


Os tradicionais desktops KDE e GNOME estavam ou já concluíram portabilidade para funcionar com o código. O sistema primeiro apareceu segundo o primeiro site em Fedora e disponível para GNOME. Tudo antigo. A coisa deve estar bem mais adiantada hoje.


Incorreto, Fedora nao tem nada a ver, Fedora simplesmente tem um marketing, sistemas rolling release com updates mais recentes como Archlinux, openSUSE Tumbleweed, Gentoo ja tinham a versao do Gnome ( esse que e o importante ) com suporte a funcionar como um compositor do Wayland, eles so nao se importaram em ficar gritando pro mundo como o Fedora fez.


A questão por aparecer em produtos que possuem alguma ligação com coisas ligadas a SystemD, como GNOME, que pode ser extremamente dependente, e no Fedora, que é produto da Red Hat, orquestradora daquela coisa.


RedHat tambem e a segunda maior contribuidora ( atras da Intel ) pro Linux ( quando eu falo Linux eu quero dizer Linux, a kernel, nada mais nada menos, e sim a RedHat tem o maior numero de contribuidores pra ela ) e sim pessoas que fizeram Wayland tambem trabalham pra RedHat, mas e comum a GRANDE MAIORIA de desenvolvedores de grandes projetos serem pagos por empresas, a Canonical emprega varios desenvolvedores pro Debian por exemplo, conheço um desenvolvedor do debian que e empregado pela SUSE.


Será que Wayland é uma implementação de servidor gráfico mais adaptada a interagir com SystemD? Este demônio dos infernos agora vai querer dominar o controle gráfico do equipamento, aparentando-se mais ainda ao outro sisteminha?


Systemd nao tem muito a ver com isso, o que o Wayland precisa e um controlador de sessoes, o logind do systemd ou ConsoleKit2 funcionam, Wayland tem suporte no FreeBSD tambem.






Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts