Após eleições, Paraná em alerta!

1. Após eleições, Paraná em alerta!

marcio hideo
hideoux

(usa OpenSuSE)

Enviado em 12/10/2010 - 18:52h

Olá,
quem conhece o que o governo do requião fez pelo software livre no paraná e o que o governo PSDB fez pelo mesmo s.l. no estado de São Paulo, tem muitas preocupações no Paraná!

quais serão os planos do candidato eleito em primeiro turno no PR?

O governo PSDB em São Paulo, em dicersas oportunidades afirmou que o custo do s.l. é mais alto do que do software privado. E lá reinam as empresas internacionais de software privado!

o que será da Celepar, exemplo nacional? Essa empresa do estado provou que o s.l. é realidade! é possível; funciona perfeitamente e significa redução de custos ao Estado.

Quem imaginaria que sua opinião a respeito de s.l. poderia um dia influenciar sua decisão nas eleições?

(Em tempo, o candidato da Globo em MG foi derrotado nas eleições! Esse ex-ministro das telecomunicações - que conseguiu esse cargo após curiosa manobra global a respeito do fictício(?!?!) mensalão - desmontou o projeto de s.l. do governo federal! Boa escolha, mineiros!)


  


2. Re: Após eleições, Paraná em alerta!

Sergio Teixeira - Linux User # 499126
Teixeira

(usa Linux Mint)

Enviado em 12/10/2010 - 19:13h

Bem, todos nós já sabemos que essa história de "open source ter custos" é conversa para boi dormir.
É nitidamente coisa de quem deseja ter sempre onde enfiar a mão para rechear os bolsos.

Um leigo que faça tal afirmação, tudo bem.
Mas quem tiver pelo menos um lapis e um papel (na falta de calculadoras e planilhas) e seja alfabetizado a ponto de ser capaz de fazer contas, só não descobrirá facilmente a verdade se realmente não o quiser.

Em temos unitários, qualquer coisa que custe R$ 0,00 na aquisição, R$ 0,00 na implantação, R$ 0,00 em cada aplicativo adicional e R$ 0,00 por mês a longo prazo será EVIDENTEMENTE mais barata que qualquer outra coisa que custe por máquina R$ 400,00 + R$ 800,00 + R$ 1.200,00 + ? + ? + ?

Isso multiplicado por n máquinas significa - sem mais delongas - que se adotado o software livre simplesmente não haverá de onde roubar.

Como diz o José Nêumane Pinto, "direto ao assunto"!...



3. Re: Após eleições, Paraná em alerta!

Andre (pinduvoz)
pinduvoz

(usa Debian)

Enviado em 12/10/2010 - 19:21h

Eles (os políticos ou técnicos contratados pelos políticos) reclamam do custo de treinamento e do custo do suporte. Segundo tais reclamações, esses dois custos somados tornam o SL mais caro do que a solução MS.

Eu não acredito. Acredito é na conta do Teixeira, onde "0" e sempre menor do que "1.000".


4. Re: Após eleições, Paraná em alerta!

marcio hideo
hideoux

(usa OpenSuSE)

Enviado em 12/10/2010 - 19:37h

com certeza tem muita empresa de s. privado financiando campanhas eleitorais. O custo depois das eleições é a escravidão!


5. Após eleições, Paraná em alerta!

Edwal F. Paiva Filho
nicolo

(usa Ubuntu)

Enviado em 12/10/2010 - 21:53h

Vocês não sabem fazer contas
Some as parcelas 0, na aquisição, 0 na implantação, 0 na manutenção obrigatória anual, mensal, semestral, mais zero, vai faltar dinheiro no bolso de alguénsssss,,,,,
Os que mais distribuem são os mais amados.......
Os que nada distribuem são amaldiçoados.




6. Re: Após eleições, Paraná em alerta!

Andre Cardoso
andrebian

(usa Fedora)

Enviado em 12/10/2010 - 22:19h

Tomara q o SL se torne mais forte aki no PR, pois estou estudando na area de informatica e pretendo me aprofundar mais na area de SL. Vou fica muito entristecido se ao inves de evoluirmos a gente regredir voltando a adotar Software proprietario. Como disse o Lula:
"A gente tinha q escolher entre "comer" o q a Micro$oft nos mandava ou fazer a nossa "comida" do jeitinho brasileiro, entao optamos pelos nosso temperos."


7. Re: Após eleições, Paraná em alerta!

Fabio Soares Schmidt
fs.schmidt

(usa CentOS)

Enviado em 13/10/2010 - 01:40h

Como os partidos não são mais ideologicos, alianças e comandos estaduais se diferem muito. Não creio que podemos considerar uma politica de software livre a nivel nacional para nenhum partido. No ES temos governador do PMDB e prefeito do PT e vejo bastante dividida a utilização de softwares livres vs. proprietários.

Sinceramente não conheco as propostas do Serra e Dilma para esse tema, algúem teria alguma informação?


8. Re: Após eleições, Paraná em alerta!

Paulo Manoel
pael

(usa openSUSE)

Enviado em 13/10/2010 - 01:48h

A Dilma tem uma proposta pro software livre, já o Serra não e vale lembrar que antes da campanha começar o Steve Ballmer fez uma visitinha pro $erra.


9. Re: Após eleições, Paraná em alerta!

Rafael Umbelino
tlaloc

(usa Gentoo)

Enviado em 13/10/2010 - 02:10h

Vamos dizer que uma empresa vá cobrar 3 milhões de reais para implantar 20 mil workstatios com Linux nos órgãos públicos de um estado hipotético.
Esta mesma empresa vai cobrar um adicional de 160 mil reais por mês para oferecer suporte.
Isso daria em torno de 150 reais por micro instalado, fora o custo de manutenção, que seria de 8 reais por máquina, por mês.
Em 4 anos de vigência do acordo, seriam investidos R$ 3.007.680,00.

Agora, vamos dizer que estes mesmos 20 mil workstations sejam Windows XP PRO. Com um contrato open, para o governo, se conseguiria de algo em torno de 220 reais a key. Vamos dizer que o custo de implantação seja de 100 reais por workstation. Com o custo da key, subiria para 300 reais por workstation implantada. Isso custaria, ao todo 6 milhões de reais.
Vamos dizer que por mês de suporte seja cobrado 100 mil.
Ao final de quatro anos, teriam sido cobradas R$ 6.004.800,00.

Não esquecendo, claro, que se houver servidores MS rodando, teria de ser comprada a key para acesso, que custa em média 80 reais por key. Seriam mais R$ 1.600.000,00 em keys de acesso.

Depois dizem que SL é mais caro.


10. Re: Após eleições, Paraná em alerta!

marcio hideo
hideoux

(usa OpenSuSE)

Enviado em 13/10/2010 - 04:08h

Aí é que o Requião deu o grande passo, no Paraná:

+ A Universidade Federal do Paraná (os estudantes) desenvolveu uma distro com base em debian (custo zero) para uso do governo;

+ Transformou a Celepar especializada em s.l. E a Celepar fez todos os softwares que o governo precisou (inclusive do detran, que gerou economia de milhões);

+ Fez parcerias com ongs que treinaram o servidor público (cdtc, por exemplo);

+ E lembrando que servidor público só troca de emprego se for para outro cargo público...

= Custo muito próximo do zero para implantação do sistema!

Mas quem quer saber disso?!?!?!

Nós, que defendemos s.l. não vamos fundar partido político, mas temos de ser mais ativos politicamente!






Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts