Arch + Openbox

Openbox Arch + Openbox

Minha primeira instalação do Arch. Depois de muito pesquisar e pensar, decidi usá-lo como desk principal (o Slackware agora é segundo, o Debian o terceiro e o Windows... uma VM, rs).

[ 989 hits ]

Publicado em: 16/09/2014

Enviado por Leandro Nkz




  

Comentários
[1] Comentário enviado por leandro em 16/09/2014 - 15:53h

Ícones do obmenu-generator: Clarity ("variedade" dark_canus)
Ícones dos lançadores do Tint2: NITRUX
Ícones do desktop/Thunar: AwOken

Conky modificado baseado no "Conky Launchpad":
http://freeazy.deviantart.com/art/Conky-Launchpad-186251285

[2] Comentário enviado por removido em 16/09/2014 - 16:18h

Muito bom! Gostei de como ficou o menu do Openbox com esses ícones.

[3] Comentário enviado por izaias em 16/09/2014 - 21:21h

Finalmente vemos um screenshot seu! :)

Não só instalou, como deixou bem personalizado.
Não é que ficou legal!

[4] Comentário enviado por EdsonMario em 16/09/2014 - 22:40h

Parabéns Leandro, muito show o desktop, já pensei várias vezes instalar o openbox no Arch, mas não tomei corragem ainda, já experimentei as outras interfaces, e hoje estou com gnome, gosto do kde, mas tem um bug de transparência que me incomoda, então optei pelo gnome, mas tenho curiosidade no openbox. Tem algum segredo? como instalar e deixar completo como o seu? Sei que boa parte é configuração. Abraços.

[5] Comentário enviado por xerxeslins em 16/09/2014 - 23:58h

Muito bonito e leve!


[6] Comentário enviado por leandro em 17/09/2014 - 17:05h

Obrigado! =)

Izaias, é que eu passei muito tempo parado no Slackware, rs. Não tinha nada de novo pra mostrar. Desde este screen (de 05/2013), ele não mudou muita coisa: http://www.vivaolinux.com.br/screenshot/Openbox-obmenu-generator-modificado/

Edson, vale a pena o trabalho. A maioria das configurações são feitas por arquivos de texto, então se você já estiver habituado com isso não terá problemas.
O Arch é perfeito pra ele pois você pode ir instalando cada pacote de uma vez e ir ajustando conforme o seu gosto.
Os mais básicos são:

- Gerenciador de arquivos: Thunar;
- Emulador de terminal: lxterminal;
- Painel: Tint2 (usei o pacote tint2-svn do AUR pois ele tem suporte aos lançadores);
- Menu configurável com ícones: obmenu-generator (AUR);
- Gerenciador de redes: network-manager-applet;
- Gerenciador de energia (também ativa o ajuste de brilho em notebooks): xfce4-power-manager;
- Applet para som: volume-icon;
- Calendário para Tint2: gsimplecal;
- Compositor (habilita transparências): compton;
- Papel de parede: nitrogen;
- Gerenciador de clipboard: clipit.

Ou seja, a maioria dos pacotes que já vêm por padrão em um ambiente como o KDE (painel, gerenciador de arquivos, editor de textos, etc.), devem ser instalados manualmente no Openbox. Mas aí você tem a liberdade de poder personalizar e deixar tudo ao seu gosto.

Além disso, o que mais gostei no Arch é que ele tem tudo.
O que não tem nos repos oficiais se encontra no AUR. =)

E esta é uma das razões que me fizeram migrar pro Arch: o gerenciador de pacotes. Até os pacotes do AUR podem ser atualizados por um gerenciador. Então fica mais simples de manter, apesar das atualizações constantes.
No Slackware, com o tempo, você fica com uma mistura de pacotes atualizados e outros tantos sem atualizar. Aí você tem que ficar pesquisando se tal pacote ficou obsoleto e até mesmo de como foi que você instalou ele (se foi por um repo de terceiros, se foi compilado, se foi pelo SlackBuild, se usou alguma opção extra na compilação, etc.).

[7] Comentário enviado por EdsonMario em 17/09/2014 - 21:15h

Obrigado pelas dicas Leandro, não estou muito habituado com configurações de arquivos de textos, mas nada que uma boa pesquisa não resolva, vou instalar por aqui, e ver no que dá, depois postarei o resultado, abraços.

[8] Comentário enviado por slblxs em 18/09/2014 - 09:52h

Em 1º lugar nota 10. Eu já utilizo esta excelente distribuição há mais de 2 anos e não troco por outra e nunca tive problemas nas actualizações nunca "quebrou". Só uma pergunta Leandro, tenho Arch Openbox instalado no meu portátil e nunca conseguiu deixar o menu das aplicações em português somente em inglês, podias dizer como fizeste? Obrigado.

[9] Comentário enviado por leandro em 18/09/2014 - 10:51h


[8] Comentário enviado por slblxs em 18/09/2014 - 09:52h:

Em 1º lugar nota 10. Eu já utilizo esta excelente distribuição há mais de 2 anos e não troco por outra e nunca tive problemas nas actualizações nunca "quebrou". Só uma pergunta Leandro, tenho Arch Openbox instalado no meu portátil e nunca conseguiu deixar o menu das aplicações em português somente em inglês, podias dizer como fizeste? Obrigado.


É só instalar o obmenu-generator (disponível no AUR), configurar o Openbox para utilizá-lo (no arquivo ~/.config/openbox/menu.xml): https://wiki.archlinux.org/index.php/openbox#obmenu-generator

E, depois de executá-lo, ele estará em inglês. Para traduzir e personalizá-lo mais (adicionando itens, removendo outros, etc.), basta editar os arquivos:

- Aqui é definido o editor de texto/terminal padrão: ~/.config/obmenu-generator/config.pl
- Aqui é onde está a estrutura do menu: ~/.config/obmenu-generator/schema.pl

No segundo arquivo (schema.pl), é possível traduzir e alterar qualquer item do menu.
Como exemplo, segue o meu schema.pl:
https://dl.dropboxusercontent.com/u/67723624/Downloads/schema.pl

Abraços.

[10] Comentário enviado por slblxs em 19/09/2014 - 09:47h


[9] Comentário enviado por leandro em 18/09/2014 - 10:51h:


[8] Comentário enviado por slblxs em 18/09/2014 - 09:52h:

Em 1º lugar nota 10. Eu já utilizo esta excelente distribuição há mais de 2 anos e não troco por outra e nunca tive problemas nas actualizações nunca "quebrou". Só uma pergunta Leandro, tenho Arch Openbox instalado no meu portátil e nunca conseguiu deixar o menu das aplicações em português somente em inglês, podias dizer como fizeste? Obrigado.

É só instalar o obmenu-generator (disponível no AUR), configurar o Openbox para utilizá-lo (no arquivo ~/.config/openbox/menu.xml): https://wiki.archlinux.org/index.php/openbox#obmenu-generator

E, depois de executá-lo, ele estará em inglês. Para traduzir e personalizá-lo mais (adicionando itens, removendo outros, etc.), basta editar os arquivos:

- Aqui é definido o editor de texto/terminal padrão: ~/.config/obmenu-generator/config.pl
- Aqui é onde está a estrutura do menu: ~/.config/obmenu-generator/schema.pl

No segundo arquivo (schema.pl), é possível traduzir e alterar qualquer item do menu.
Como exemplo, segue o meu schema.pl:
https://dl.dropboxusercontent.com/u/67723624/Downloads/schema.pl

Abraços.


Obrigado, então tenho que alterar manualmente.


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts