Debian com kernel 2.6.39.3

Gnome Debian com kernel 2.6.39.3

Só hoje acabei de baixar o Slack64. Como eu não tinha o que fazer, resolvi achar o que fazer: nesse meio tempo baixei o kernel 2.6.39.3 e o compilei manualmente. Até que para a primeira vez fui bem, (pelo menos ele deu boot, rsrs).

[ 1.623 hits ]

Publicado em: 12/07/2011

Enviado por Leandro Nkz




  

Comentários
[1] Comentário enviado por leandro em 12/07/2011 - 13:51h

Por via das dúvidas, deixei o kernel anterior instalado. É que tudo pareceu bom demais para ser verdade, rsrs

Bem, eu só me considerarei um Linuxer de verdade, se puder fazer quatro coisas:
1- instalar Slackware;
2- Compilar algum programa;
3- compilar um kernel;
4- Instalar Gentoo.

As três primeiras, eu já consegui. Falta só instalar o Gentoo, rsrs.

[2] Comentário enviado por feijojunior em 12/07/2011 - 18:47h

bem, instalar slackware é moleza, agora se tratando de compilação de kernel, é dificil, eu acho q deve ser pelo menos, foi tranquilo ai?
dizem q gentoo é dificinho

fico legal o debian, podera passar o tema de icones?

10

[3] Comentário enviado por eldermarco em 12/07/2011 - 22:07h

@feijojunior,

O Gentoo só é complicado para instalar e chato para compilar todos os programas por horas e horas. Mas não é complicado não.

[4] Comentário enviado por leandro em 13/07/2011 - 10:17h

Bom dia,

O principal motivo de não acontecido erros, é que não alterei praticamente nada do kernel padrão. Ou seja, os módulos são iguais, apenas atualizei o kernel. Agora desativar módulos, incluir outros, modificar o kernel, ainda estou longe de fazer, rsrs. Tenho que aprender muito para fazer isso.

Mas já encontrei um problema: instalei o virtualbox, só que para instalar Sos nele, precisa de um pacote chamado linux-headers-2.6.39.3; apropriado para o meu kernel atual. Só que os desenvolvedores do Debian, ainda não disponibilizaram nos repositórios (nem no Testing) o pacote, só há a versão 2.6.38! rsrs.
Vou tentar novamente daqui algum tempo, com o kernel 2.6.38, mas desta vez modificarei os módulos. Alterando-se eles, tanto o desempenho quanto o tempo de boot ficam melhores e mais rápidos.
Se alguém quiser testar, aqui vai a receita:

Ingredientes:
-Pacotes de compilação: build-essential (contém make, g++,gcc,etc), e suas dependências.
-Pacotes para o kernel: kernel-package
-Pacotes para initramfs: initramfs-tools (necessário para pequenas correções no kernel)
-Pacotes sugeridos: libqt3-mt-dev (para o utilitário de configuração modo gráfico)

Modo de fazer:
Baixar o pacote kernel (tar.gz), copiar para /usr/src e descompactar.
Entrar na pasta e rodar:

# make xconfig Ou # make menuconfig

O primeiro abre um utilitário gráfico (precisa do pacote libqt3 acima) para configurar os módulos que serão inclusos no novo kernel. O segundo é o mesmo utilitário, só que modo texto.
Para simplesmente carregar os módulos atualmente em uso, clique em "folder>abrir" (um ícone de pasta) e abra o arquivo /boot/config-número_do_kernel_atual. Faça as mudanças que achar melhor, e clique em salvar.

Rode o compilador:
# make
Neste ponto, enquanto ele compila, abra outro terminal e altere o arquivo:
# nano /usr/src/<pasta do kernel>/Documentation/lguest/Makefile
Procure pela linha: all:lguest. Apague o lguest e deixe só o all: na linha.

Por último copie o arquivo utsrelease.h para a pasta include/linux.Dê o comando:
# cp /usr/src/<pasta do kernel>/include/generated/utsrelease.h /usr/src/<pasta do kernel>/include/linux/

E espere ele terminar de compilar (aqui demorou cerca de 2horas em um Celeron 2,2Ghz monocore)

Compile os módulos:
# make modules

Copie o kernel pronto para /boot:
# cp arch/i386/boot/bzImage /boot/vmlinuz-número_do_kernel_novo

Instale os módulos:
# make modules_install

Gerar arquivo initramfs:
# mkinitramfs -o /boot/initrd.img-número_do_kernel_novo número_do_kernel_novo

E finalmente:
# update-grub

Lembre-se de manter o kernel antigo por um tempo, pelo menos enquanto testa o novo. Mais info nestes links:
http://va.mu/Bur3
http://va.mu/Bur8
E um excelente artigo do mestre Carlos Morimoto aqui: http://va.mu/BusC


Quanto ao link dos ícones, eu não encontrei diretamente. Apenas por este artigo: http://va.mu/BusO
Ao instalar o tema FireDragon, os ícones serão instalados. Basta mesclar com outros temas. O meu screen possui:
Tema gtk: Darklooks
Ícones: black-red
Tema metacity: ClearlooksClassic.

E obrigado pelo link do Awoken, vou instar no Sabayon, hehe.
Desculpem pelo post "curto e sucinto",rsrs.


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts