Usando o Spotify como despertador no openSUSE Tumbleweed XFCE via spotify-rise

Publicado por Luís Fernando C. Cavalheiro em 01/05/2019

[ Hits: 582 ]

Blog: https://github.com/lcavalheiro/

 


Usando o Spotify como despertador no openSUSE Tumbleweed XFCE via spotify-rise



Animais de teclas e mouses, aqui começa mais uma Dica do Dino® trazendo para vocês todas as informações incrivelmente recentes da Era Planck do Universo. Hoje temos mais um item do cardápio das openSUSE McTips, uma na qual esbarrei por total acaso devido ao melhor combustível existente para a inteligência humana: a necessidade. Estava eu em meu computador, cheio de sono, e decidi que precisava de um despertador. Como uso o openSUSE Tumbleweed no momento da redação desta Dica do Dino®, ter um despertador era algo fácil: instale e configure o xfce4-panel-plugin-timer.

Acontece que eu não queria ter que baixar um arquivo de música para servir de despertador, então pensei: oras, vamos usar o meu Spotify premium para isso! Após algumas pesquisas, descobri que existe um script, o spotify-rise, que faz exatamente isso! Enfim, sem mais delongas, vamos aos trabalhos?

1. Instalação das dependências

Antes de instalar o spotify-rise, precisamos instalar umas coisinhas no computador (além do Spotify em si, claro, mas sobre isso eu já escrevi em outra Dica do Dino® - ok, é sobre o Leap 15, mas é a mesma joça):

# zypper install xfce4-panel-plugin-timer wmctrl xautomation libqt4

2. Instalação do spotify-rise

Agora é instalar o spotify-rise:

# wget -O spotify-rise https://raw.githubusercontent.com/gcushen/spotify-rise/master/spotify-rise
# install spotify-rise /usr/local/bin/spotify-rise


3. Configurando o despertador

Vá em Todas as configurações, Painel, Itens e clique em Adicionar novo item ao painel (normalmente o sinal de "+" ao lado da lista de itens já adicionados ao painel). Adicione o Temporizador do Xfce4. A coisa ficará mais ou menos como na imagem a seguir:
Linux: Usando o Spotify como despertador no openSUSE Tumbleweed XFCE via spotify-rise
Clique em Fechar. Vai aparecer uma barrinha vertical sem preenchimento em algum lugar do seu painel, correspondendo à posição em que você deixou o Temporizador do Xfce4. No caso da imagem abaixo, está entre o plugin do gerenciador de energia e o plugin do Orage:
Linux: Usando o Spotify como despertador no openSUSE Tumbleweed XFCE via spotify-rise
Clique com o botão direito nessa barrinha e depois em Propriedades para revelar a janela abaixo:
Linux: Usando o Spotify como despertador no openSUSE Tumbleweed XFCE via spotify-rise
Clique em Adicionar para configurar um novo alarme. Você verá a janela a seguir:
Linux: Usando o Spotify como despertador no openSUSE Tumbleweed XFCE via spotify-rise
Dê um nome de sua escolha para o alarme, marque a opção Insira a hora do alarme (formato 24h) e informe a que horas o computador deverá tocar o alarme para você. Em Comando a ser executado, insira:

spotify-rise -t -s -c 0 SPOTIFY:URI

A opção "-t" ativa o aleatório, útil para reproduzir playlists como despertadores; "-s" diz pro spotify-rise que ele deve aguardar o aleatório ser ativado para começar; "-c" diz em quantos minutos o alarme deve parar de tocar (para tocar para sempre, faça como eu: zero). SPOTIFY:URI é o link da música no Spotify, a ser obtido clicando com o botão direito na música, álbum ou playlist a ser usada como alarme, depois em Share e depois em Copy Spotify URI. Insira todas as informações, depois clique em Aceitar, e depois em Fechar.

Clique com o botão esquerdo na barrinha da segunda imagem para revelar a lista de todos os alarmes definidos no passo anterior. Clique em um deles, e você verá a barrinha ser preenchida pela cor azul. No momento em que der o horário definido pelo alarme, o spotify-rise irá, sozinho, iniciar o Spotify (por isso que ele precisa estar instalado, entendeu?) e tocar a música, álbum ou playlist definida no alarme.

Conclusão

E é isso, senhores. Aqui termina mais uma Dica do Dino®, e eu me despeço desejando a todos vocês GET SLACK OR DIE, BEACHES!!!

Outras dicas deste autor

Lightspark, o plugin Flash livre - instalação e configuração em Debian-like

Fazendo o Steam funcionar no openSUSE Leap 42.2

Pós-instalação do Fedora 18: Habilitar as chaves GPG para o yum

Jogando Diablo II via PlayOnLinux com áudio no OpenSUSE

Convertendo em massa "end-of-line" de arquivos de texto entre Windows, GNU/Linux e Mac OS

Leitura recomendada

Para tocar arquivos MPC no XMMS

Frontends leves para o evolution-data-server

Lançada edição n. 6 da Revista Espírito Livre

Instalando o tema do Lucid no Karmic

Como instalar o Compiz Fusion no Debian Lenny Linux

  

Comentários

Nenhum comentário foi encontrado.



Contribuir com comentário