Trabalhando com o VI

Publicado por Adeilton do Nascimento em 06/02/2005

[ Hits: 48.353 ]

 


Trabalhando com o VI



Esta dica tem como objetivo dar uma luz para aqueles que estão iniciando no mundo Linux e percebem que é fundamental o uso de um editor de texto rápido, prático e leve.

Para quem ainda não teve a oportunidade de conhecer o VIM, mais conhecido como VI, é um editor de texto muito poderoso, ideal para escrever programas e editar arquivos de configurações rapidamente.

Existem alguns clones do VIM, como o NVI, da distribuição Debian e o Elvis, da distro Slackware. Esses exercem as mesmas funções que o original, mas com alguns comandos diferentes.

O VIM pode ser encontrado em:
Para instalá-lo no Debian, basta dar o comando:

# apt-get install vim

Abaixo seguem alguns comandos básicos e úteis do VI.

Para editar algum arquivo ou criá-lo caso não exista, basta dar o comando:

# vi nomedoarquivo

Para inserir dados no arquivo tecle: "i" ou a tecla "Insert".

A tecla ESC volta para o modo de comando.

O caractere ":" é o modo interpretador de comandos.

Salvar o arquivo -> :w

Salvar e sair da edição do arquivo -> :wq

Força salvamento do arquivo e sai da edição -> :wq!

Sair sem salvar -> :q

Força saída sem salvar -> :q!

Em modo de comando (ESC)
  • yy -> Copia uma linha;
  • p -> Cola a linha;
  • dd -> Apaga uma linha;
  • 3yy -> Copia 3 linhas a partir da posição do cursor (o número de linha varia conforme a necessidade);
  • 3dd -> Apaga 3 linhas a partir da posição do cursor (o número de linhas varia conforme a necessidade).

No modo interpretador de comandos (:)
  • :5 -> Vai para a linha 5 do arquivo;
  • :set nu -> Numera as linhas;
  • :set nonu -> Tira numeração das linhas;
  • :/palavra -> Procura pela string "palavra" no texto.

Você também pode substituir palavras no texto com o comando:

:1,$s/Slackware/Debian/g

onde:
  • 1 -> Primeira linha;
  • $ -> Última linha do arquivo;
  • s -> Substituição;
  • /Slackware -> String a ser substituída;
  • /Debian -> String substituta;
  • /g -> Global, ou seja, alterar todas as ocorrências.

Espero ter ajudado.

Abraços a todos! Viva a liberdade!

Outras dicas deste autor

GQview - Visualizador de imagens

America´s Army: Para quem não deixa a jogatina de lado

Problemas com CDROM e DVD no kernel 2.6.X

Leitura recomendada

Bloquear tela no Cinnamon via terminal

Entendendo o comando scp

Apontamento wireless

Cronometrando o tempo de execução

Montando Android com mtpfs

  

Comentários
[1] Comentário enviado por anderson_v em 07/02/2005 - 15:46h

exelente! parabéns cara, muito bem explicado! abraços.

[2] Comentário enviado por fillipemagalhaes em 23/08/2010 - 18:51h

Amigo,

no caso do /etc/fstab, estou tentando fazer uma alteração no arquivo e o mesmo nao me deixa salvar, pois diz que o mesmo e um arquivo de sistema somente para leitura, vc sabe como posso altera-lo? Desde ja agradeço sua ajuda.

OBS.: estou no modo de recuperação do sistema, pois coloquei uma linha la no fstab que deu problema na inicializaçao do meu server, vlw!!!

Cordialmente,
Fillipe



Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts